Trans, negros e asiáticos fazem história com indicações ao Emmy 2021

Por MIGUEL ARCANJO PRADO
@miguel.arcanjo

Com trans, negros e asiáticos indicados em sua 73a edição, o Emmy Awards confirma a importância da diversidade na TV. A lista da Television Academy ao considerado Oscar da TV nos Estados Unidos é um verdadeiro marco histórico quando o assunto é representatividade.

Em 2021, 49 indicados pela atuação e reality show são pessoas não-brancas. O maior número da história. A edição consagra ainda a primeira indicação de uma atriz trans em uma categoria principal de atuação para Mj Rodriguez, protagonista da aclamada série Pose. Ela sucede Rita Moreno como segunda mulher latina a estar entre indicadas a melhor atriz de série dramática.

“É incrível, e não é só para mim. Estou ganhando para tantas pessoas lá fora, tantos bebês lá fora, a geração que vem depois de mim – é para ela, não é para mim ”, celebrou a atriz. “É louco. De todo o tempo que trabalhei e me esforcei, sempre achei que estaria em um lugar de estabilidade e possivelmente chegaria a um ponto de estar nesta posição. Mas eu nunca pensei em um milhão de anos que acordaria um dia e veria que fui indicada como Melhor Atriz Principal em Série Dramática”, pontuou.

Mj Rodriguez é a primeira atriz trans a ser indicada em categoria principal de atuação do Emmy na história – Foto: Divulgação – Blog do Arcanjo

A edição também registrou a primeira vez em que co-protagonistas negros são indicados pela mesma série com Jonathan Majors e Jurnee Smollett, de Lovecraft Country. Ao lado de Regé-Jean Page, de Bridgerton, todos são estreantes na premiação.

O musical Hamilton, repleto de diversidade, rendeu indicações para Lin-Manuel Miranda, Leslie Odom Jr, Daveed Diggs, Anthony Ramos, Jonathan Groff e Renée Elise Goldsberry.

Bowen Yang: primeiro descendentes de asiáticos a ser indicado ao Emmy como melhor ator coadjuvante em comédia – Foto: Divulgação – Blog do Arcanjo

Bowen Yang, de Saturday Night Live, é o primeiro artista de ascendência asiática a ser indicado como ator coadjuvante em uma comédia, e Phillipa Soo, de Hamilton, se junta a ele como a primeira atriz coadjuvante asiática a ser indicada em uma minissérie.

Michaela Coel é primeira mulher negra a ser indicada ao mesmo tempo como Melhor Atriz e Melhor Roteiro ao Emmy – Foto: Divulgação – Blog do Arcanjo

Falando em representatividade, outro feito é o da série I May Destroy You, que concorre a nove estatuetas, o que inclui Melhor Atriz e Melhor Roteiro em Minissérie para a atriz e criadora Michaela Coel. Já A Black Lady Sketch Show disputa em cinco categorias.

Na categoria de atriz principal de drama, três mulheres negras foram indicadas: Uzo Aduba (In Treatment), Mj Rodriguez e Jurnee Smollett. Apenas duas mulheres negras levaram a estatueta pra casa: Viola Davis, por How to Get Away With Murder, em 2015, e Zendaya por Euphoria, em 2020.

Pelo jeito, o 73º Emmy Awards 2021, em 19 de setembro, promete ser a noite da diversidade.

73º Emmy Awards 2021

Comédia

Melhor Atriz

  • Aidy Bryant, por “Shrill”;
  • Kaley Cuoco, por “The Flight Attendant”;
  • Allison Janney, por “Mom”;
  • Tracee Ellis Ross, por “Black-ish”;
  • Jean Smart, por “Hacks”.

Melhor Ator

  • Anthony Anderson, por “Black-ish”;
  • Michael Douglas, por “The Kominsky Method”;
  • William H. Macy, por “Shameless”;
  • Jason Sudeikis, por “Ted Lasso”;
  • Kenan Thompson, por “Kenan”.

Melhor Atriz Coadjuvante

  • Hannah Einbinder, por “Hacks”;
  • Aidy Bryant, por “SNL”;
  • Kate McKinnon, por “SNL”;
  • Cecily Strong, por “SNL”;
  • Juno Temple, por “Ted Lasso”;
  • Hannah Waddingham, por “Ted Lasso”;
  • Rosie Perez, por “The Flight Attendant”.

Melhor Ator Coadjuvante

  • Carl Clemons-Hopkins, por “Hacks”;
  • Kenan Thompson, por “SNL”;
  • Bowen Yang, por “SNL”;
  • Brett Goldstein, por “Ted Lasso”;
  • Brendan Hunt, por “Ted Lasso”;
  • Nick Mohammed, por “Ted Lasso”;
  • Jeremy Swift, por “Ted Lasso”;
  • Paul Reiser, por “The Kominsky Method”.

Melhor Atriz Convidada

  • Jane Adams, por “Hacks”;
  • Yvette Nicole Brown, por “A Black Lady Sketch Show”;
  • Bernadette Peters, por “Zoey’s Extraordinary Playlist”;
  • Issa Rae, por “A Black Lady Sketch Show”;
  • Maya Rudolph, por “SNL”;
  • Kristen Wiig, por “SNL”.

Melhor Ator Convidado

  • Alec Baldwin, por “SNL”;
  • Dave Chappelle, por “SNL”;
  • Morgan Freeman, por “The Kominsky Method”;
  • Daniel Kaluuya, por “SNL”;
  • Daniel Levy, por “SNL”.

Melhor Série de Comédia

  • ”Black-ish” (ABC);
  • “Cobra Kai” (Netflix);
  • “Emily in Paris” (Netflix);
  • “Hacks” (HBO Max);
  • “The Flight Attendant” (HBO Max);
  • “The Kominsky Method” (Netflix);
  • “Pen15? (Hulu);
  • “Ted Lasso” (Apple TV+).

Minisséries, filmes para TV e antologias

Melhor Atriz

  • Michaela Coel, por “I May Destroy You”;
  • Cynthia Erivo, por “Genius: Aretha”;
  • Elizabeth Olsen, por “WandaVision”;
  • Anya Taylor-Joy, por “The Queen’s Gambit”;
  • Kate Winslet, por “Mare of Easttown”.

Melhor Ator

  • Paul Bettany, por “WandaVision”;
  • Hugh Grant, por “The Undoing”;
  • Ewan McGregor, por “Halston”;
  • Lin-Manuel Miranda, por “Hamilton”;
  • Leslie Odom, Jr., por “Hamilton”.

Melhor Atriz Coadjuvante

  • Phillipa Soo, por “Hamilton”;
  • Renee Elise Goldsberry, por “Hamilton”;
  • Jean Smart, por “Mare of Easttown”;
  • Julianne Nicholson, por “Mare of Easttown”;
  • Moses Ingram, por “The Queen’s Gambit”;
  • Kathryn Hahn, por “WandaVision”.

Melhor Ator Coadjuvante

  • Daveed Diggs, por “Hamilton”;
  • Jonathan Groff, por “Hamilton”;
  • Anthony Ramos, por “Hamilton”;
  • Paapa Essiedu, por “I May Destroy You”;
  • Evan Peters, por “Mare of Easttown”;
  • Thomas Brodie-Sangster, por “The Queen’s Gambit”.

Melhor Minissérie

  • ”I May Destroy You” (HBO);
  • “Mare of Easttown” (HBO);
  • “The Queen’s Gambit” (Netflix);
  • “The Underground Railroad” (Amazon Prime);
  • “WandaVision” (Disney+).

Melhor Filme para TV

  • ”Dolly Parton’s Christmas on the Square” (Netflix);
  • “Oslo” (HBO);
  • “Robin Roberts Presents: Mahalia” (Lifetime);
  • “Sylvie’s Love” (Amazon Prime);
  • “Uncle Frank” (Amazon Prime).

Drama

Melhor Atriz

  • Uzo Aduba, por “In Treatment”;
  • Olivia Colman, por “The Crown”;
  • Emma Corrin, por “The Crown”;
  • Elisabeth Moss, por “The Handmaid’s Tale”;
  • Mj Rodriguez, por “Pose”;
  • Jurnee Smollett, por “Lovecraft Country”.

Melhor Ator

  • Sterling K. Brown, por “This Is Us”;
  • Jonathan Majors, por “Lovecraft Country”;
  • Josh O’Connor, por “The Crown”;
  • Rege-Jean Page, por “Bridgerton”;
  • Billy Porter, por “Pose”;
  • Matthew Rhys, por “Perry Mason”.

Melhor Atriz Coadjuvante

  • Aunjanue Ellis, por “Lovecraft Country”;
  • Gillian Anderson, por “The Crown”;
  • Helena Bonham Carter, por “The Crown”;
  • Emerald Fennell, por “The Crown”;
  • Madeline Brewer, por “The Handmaid’s Tale”;
  • Ann Dowd, por “The Handmaid’s Tale”;
  • Yvonne Strahovski, por “The Handmaid’s Tale”;
  • Samira Wiley, por “The Handmaid’s Tale”.

Melhor Ator Coadjuvante

  • Michael K. Williams, por “Lovecraft Country”;
  • John Lithgow, por “Perry Mason”;
  • Tobias Menzies, por “The Crown”;
  • O-T Fagbenle, por “The Handmaid’s Tale”;
  • Max Minghella, por “The Handmaid’s Tale”;
  • Bradley Whitford, por “The Handmaid’s Tale”;
  • Giancarlo Esposito, por “The Mandalorian”;
  • Chris Sullivan, por “This Is Us”.

Melhor Atriz Convidada

  • Alexis Bledel, por “The Handmaid’s Tale”;
  • Claire Foy, por “The Crown”;
  • Mckenna Grace, por “The Handmaid’s Tale”;
  • Sophie Okonedo, por “Ratched”;
  • Phylicia Rashad, por “This Is Us”.

Melhor Ator Convidado

  • Don Cheadle, por “The Falcon and the Winter Soldier”;
  • Charles Dance, por “The Crown”;
  • Timothy Olyphant, por “The Mandalorian”;
  • Courtney B. Vance, por “Lovecraft Country”;
  • Carl Weathers, por “The Mandalorian”.

Melhor Série de Drama

  • ”The Boys” (Amazon);
  • “Bridgerton” (Netflix);
  • “The Crown” (Netflix);
  • “The Handmaid’s Tale” (Hulu);
  • “Lovecraft Country” (HBO);
  • “The Mandalorian” (Disney+);
  • “Pose” (FX);
  • “This Is Us” (NBC).

Variedade e competições

Talk shows

  • ”Conan” (TBS);
  • “The Daily Show with Trevor Noah” (Comedy Central);
  • “Jimmy Kimmel Live!” (ABC);
  • “Last Week Tonight with John Oliver” (HBO);
  • “The Late Show with Stephen Colbert” (CBS).

Realities de Competição

  • ”The Amazing Race” (CBS);
  • “Nailed It!” (Netflix);
  • “RuPaul’s Drag Race” (VH1);
  • “Top Chef” (Bravo);
  • “The Voice” (NBC).

Melhor Apresentador de Reality Show

  • Nicole Byer, por “Nailed It!“;
  • Bobby Berk, Karamo Brown, Tan France, Antoni Porowski and Jonathan Van Ness, por “Queer Eye”;
  • RuPaul, por “RuPaul’s Drag Race”;
  • Mark Cuban, Barbara Corcoran, Lori Greiner, Robert Herjavec, Daymond John and Kevin O’Leary, por “Shark Tank”;
  • Padma Lakshmi, Tom Colicchio and Gail Simmons, por “Top Chef”.

Realities de bastidor ou spin-off

  • ”Becoming” (Disney+);
  • “Below Deck” (Bravo);
  • “Indian Matchmaking” (Netflix);
  • “RuPaul’s Drag Race Untucked” (VH1);
  • “Selling Sunset” (Netflix).

Programa de Sketches

  • ”A Black Lady Sketch Show” (HBO);
  • “Saturday Night Live” (NBC).

Siga @miguel.arcanjo

Inscreva-se no canal Blog do Arcanjo

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é miguel-arcanjo-prado-foto-edson-lopes-jr.jpg

Um dos mais influentes e respeitados jornalistas e críticos culturais do Brasil, Miguel Arcanjo Prado dirige o Blog do Arcanjo e o Prêmio Arcanjo. É mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Mídia e Cultura pela ECA-USP, bacharel em Comunicação Social pela UFMG e crítico da APCA – Associação Paulista de Críticos de Artes, da qual foi vice-presidente. Coordena a Extensão Cultural da SP Escola de Teatro e faz o Podcast do Arcanjo. Foi eleito entre os melhores jornalistas de Cultura do Brasil pelo Prêmio Comunique-se e Prêmio Governador do Estado de São Paulo. Passou por Globo, Record, R7, Record News, Folha, Abril, Huffpost Brasil, Notícias da TV, Contigo, Superinteressante, Band, Gazeta, UOL, Uma, Rede TV!, Rede Brasil, TV UFMG e O Pasquim 21. É jurado das premiações Prêmio Arcanjo, Sesc Melhores Filmes, Prêmio Bibi Ferreira, Prêmio Destaque Digital, Melhores do Ano Guia da Folha, Prêmios ANCEC e Prêmio Canal Brasil de Curtas. É vencedor do Troféu Nelson Rodrigues, Prêmio Destaque em Comunicação Nacional ANCEC, Troféu Inspiração do Amanhã e Prêmio África Brasil.
Foto: Edson Lopes Jr.
© Blog do Arcanjo – Entretenimento e Cultura por Miguel Arcanjo Prado | Todos os direitos reservados.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é podcast-do-arcanjo.jpg
Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Marina Sena lança música com Gal Costa Crítica | Anitta maceta sons do Brasil no álbum À Procura da Anitta Perfeita e supera críticas com hits do verão Brasil e Argentina se beijam na Copa do Mundo do Qatar 2022 Após críticas, Nômade Festival coloca negros com Erykah Badu Festival de Curitiba anuncia novidades em 2023