6 argentinos que escolheram o Brasil para compartilhar sua cultura

Por MIGUEL ARCANJO PRADO
@miguel.arcanjo

A Argentina ocupou o centro do noticiário nos últimos dias por conta da vitória na Copa América no Maracanã, no sábado (10), e também pela comemoração dos 205 anos da Independência Argentina, celebrados um dia antes, na sexta, 9 de julho. Já que nosso país vizinho entrou nas rodas de conversa por aqui, o Blog do Arcanjo lembra 6 artistas argentinos que escolheram o Brasil para compartilhar seu talento, deixando nossa cultura mais hermana e cosmopolita. Eles contribuem para nosso teatro, música, audiovisual e Carnaval. Conheça Hernan Halak, Isabelita dos Patins, Juan Manuel Tellategui, Mario José Paz, Mausi Martínez e Paola Carosella, los hermanos que estão entre nós.

O produtor cultural argentino Hernan Halak vive em São Paulo: responsável por shows internacionais e o Festival Mucho – Foto: Edson Lopes Jr. – Blog do Arcanjo

Hernan Halak

Dono da produtora cultural Mundo Giras, o argentino Hernan Halak chegou ao Brasil há mais de 13 anos para trabalhar em televisão, mas logo foi fisgado pela música. Ele passou pelo CQC na Band e produziu sua primeira turnê internacional em 2008, quando levou Marcelo D2 para a Argentina e o Uruguai. Em 2015, foi o responsável pela exposição O Mundo Segundo Mafalda, que lotou a Praça das Artes em São Paulo com a icônica personagem portenha criada por Quino. Também apresentou aos paulistanos artistas argentinos como Kevin Johansen, Escalandrum e Sofia Viola. O produtor, que integra a diretoria da MMF Latan (Associação Latino-Americana de Managers Musicais) ainda criou o Festival Mucho ao lado do sócio Felipe Gonzalez, da Difusa Fronteira. Atualmente, é o evento brasileiro mais importante quando o assunto é integração latino-americana na música.

Isabelita dos Patins faz parte do imaginário do Carnaval carioca, mas nasceu em Buenos Aires e foi criada em Rosário – Foto: Divulgação – Blog do Arcanjo

Isabelita dos Patins

Um dos maiores símbolos do Carnaval do Rio de Janeiro, Isabelita dos Patins é argentina. Omar Jorge Iglesias nasceu em Buenos Aires e se apaixonou pelo Carnaval carioca ao ganhar um postal com uma imagem noturna do Rio de seu pai, que trabalhava no Correo Argentino. Depois, foi morar em Rosário, também na Argentina, onde estudou no Colégio Estados Unidos do Brasil, onde aprendeu até a cantar o Hino Brasileiro. Em 1970, decidiu cumprir seu destino e viajar para o Rio, de onde nunca mais saiu. Em 1971, criou a personagem que faz parte do imaginário carioca: a drag queen que desliza sobre rodas nos blocos de rua e na Marquês de Sapucaí. Atualmente, mora em Copacabana, participa como convidadas de festas da alta sociedade carioca e vende souvenirs de sua personagem na feirinha da Praça XV, no Centro do Rio de Janeiro.

O ator argentino Juan Manuel Tellategui mora em São Paulo e atua no teatro, no cinema e na televisão do Brasil – Foto: Bob Sousa – Blog do Arcanjo

Juan Manuel Tellategui

O ator argentino Juan Manuel Tellategui mora em São Paulo desde 2011, vindo de Buenos Aires. Na TV brasileira, esteve nas séries Chuteira Preta, do Amazon Prime Video, Manual para se Defender de Aliens, Ninjas e Zumbis, da Warner, e Toda Forma de Amor, do Canal Brasil. No cinema, integrou elenco de filmes argentinos como Pompeya, de Tamae Garateguy, Puto, de Pablo Oliverio, e Las Pistas, de Sebastián Lingiardi. Também está em coproduções Brasil-Argentina como Águas Selvagens, de Roly Santos, que estreia neste segundo semestre de 2021 nos cinemas. Ele atuou em filmes filmes brasileiros como Apto420, de Dellani Lima, Ressuscita-me, de Caio Lazaneo, e 30 Anos Blues, de Andradina Azevedo e Dida Andrade. No teatro paulista, atuou em espetáculos como Enquanto as Crianças Dormem, Diga que Você Já me Esqueceu e América Vizinha, além de dirigir as peças Hermanas Son las Tetas e Entrevista com Phedra. Em Buenos Aires, fez peças como Tan Callando, Eventualmente e Frágil, pela qual foi chamado de “intérprete potente e generoso” no La Nación, mais tradicional jornal argentino.

O ator Mario José Paz nasceu em Rosário mas escolheu viver em Búzios, onde comanda o Búzios Cine Festival – Foto: Chaparral Pictures – Blog do Arcanjo

Mario José Paz

Mario José Paz nasceu em Rosário, na Argentina, e vive em Armação dos Búzios, no litoral fluminense, onde foi idealizador do Búzios Cine Festival, importante evento cinematográfico nacional e internacional. Na televisão, atuou nos folhetins Ligações Perigosas, Malhação e Viver a Vida, na Globo. No cinema argentino, integrou os elencos de Viudas (Viúvas) e da coprodução Brasil-Argentina Águas Selvagens – Aguas dos Porcos, que estreia no segundo semestre de 2021 nos cinemas. No cinema brasileiro, esteve ainda em Se Eu Fosse Você, Divã a Dois e O Duelo. No teatro brasileiro, fez Doze Homens e Uma Sentença e Pixote, entre outros espetáculos.

A atriz e diretora de cinema Mausi Martínez nasceu em Formosa, na Argentina, mas escolheu viver em Búzios, no litoral fluminense – Foto: Chaparral Pictures – Blog do Arcanjo

Mausi Martínez

Mausi Martínez é atriz argentina radicada em Armação dos Búzios, no Rio. Ela nasceu na província de Formosa e estudou teatro e cinema em Buenos Aires. No Brasil, atuou na coprodução cinematográfica Brasil-Argentina Águas Selvagens – Aguas dos Porcos, dirigida pelo argentino Roly Santos, e que estreia no segundo semestre de 2021 nos cinemas. Em 2004, dirigiu o documentário Sed – Invasión Gota a Gota. Como atriz, esteve em peças como Boquitas Pintadas, de Manuel Puig, e La Casa de Bernalda Alba, de García Lorca, em Buenos Aires. No cinema argentino, atuou em filmes como Buenos Aires Habláme de Amor, Terapias Alternativas e El Almuerzo. A artista ainda dirigiu o filme Nunca Estuviste Tan Adorable.

A chef argentina Paola Carosella nasceu em Buenos Aires, mas mora em São Paulo, onde se tornou uma estrela da gastronomia e da TV – Foto: Divulgação/CLAUDIA – Blog do Arcanjo

Paola Carosella

A chef argentina Paola Carosella nasceu em Buenos Aires em 1972, mas escolheu São Paulo como seu lar. Com ascendência italiana, ela é dona na cidade do restaurante Arturito e do café La Guapa, que a tornaram um dos principais nomes da gastronomia na metrópole. A portenha ficou conhecida do grande público ao participar como jurada do MasterChef na Band até 2020. Em 2014 ela foi eleita a melhor chef de São Paulo pelo jornal Folha de S.Paulo. Atualmente, comanda um canal no Youtube, no qual compartilha suas receitas argentinas de sucesso.

Siga @miguel.arcanjo

Inscreva-se no canal Blog do Arcanjo

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é miguel-arcanjo-prado-foto-edson-lopes-jr.jpg

O jornalista e crítico de artes Miguel Arcanjo Prado é mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Mídia e Cultura pela ECA-USP, bacharel em Comunicação pela UFMG e crítico da APCA, da qual foi vice-presidente. Está entre os melhores jornalistas de Cultura do Brasil pelo Prêmio Comunique-se. Passou por Globo, Record, Folha, Abril, Band e UOL. Dirige o Blog do Arcanjo e o Prêmio Arcanjo. Coordena a Extensão Cultural da SP Escola de Teatro e faz o Podcast do Arcanjo na OLA Podcasts. Foto: Edson Lopes Jr.

© Blog do Arcanjo – Cultura por Miguel Arcanjo Prado | Todos os direitos reservados | Proibida reprodução sem citação com link.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é podcast-do-arcanjo.jpg
Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *