Arte Naïf traz otimismo em exposição no Museu de Arte Sacra de São Paulo

Por MIGUEL ARCANJO PRADO
@miguel.arcanjo

Localizado ao lado da estação Tiradentes do Metrô, o Museu de Arte Sacra de São Paulo – MAS/SP exibe a primeira edição do Salão Paulista de Arte Naïf, realizado pela Totem, Barthô Naïf e Cia Arte Cultura, com aproximadamente 190 obras de artistas de 39 cidades do Estado de São Paulo. O público pode conferir obras em suportes como pinturas, colagens, desenhos, aquarelas, gravuras, esculturas, entalhes, bordados, costuras e modelagens. A instituição é da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo.

Marinilda Boulay, curadora da mostra ao lado de Odécio Visintin Rossafa Garcia e Paco de Assis, afirma que a exposição “busca mapear, registrar, experimentar, valorizar e difundir a arte naïf produzida no Estado, onde cada criador lança seu olhar sobre a terra paulista de maneira livre e independente, dando vazão às suas percepções de mundo”. Segundo ela, cada artista imprime “suas formas e cores peculiares, ajudando a pensar e a erguer um amanhã, como é próprio das produções naïfs, pleno de otimismo, tão necessário para se enfrentar o momento pandêmico que vivemos”.

Com foco na valorização e difusão deste tipo de arte, o Salão Paulista de Arte Naïf homenageia José Antonio da Silva, um dos ícones da história da arte naïf brasileira. Um dos destaques é uma de suas Vias Sacras, pertencente ao acervo do MAS/SP, produzida em 1967 e composta por 15 pinturas. Como homenagem póstuma, exibe também obras de artistas como Agostinho, Aparecida Azêdo, Cássio M’Boy, Djanira da Motta e Silva, Iracema Arditi, Maria Auxiliadora, Ranchinho, Raquel Trindade e Thiê.

Esta primeira edição estabelece um diálogo conceitual e material com as obras do acervo do Museu de Arte Sacra de São Paulo, apresentando – além da Via Sacra do Silva – 28 esculturas em Nó de Pinho do Vale do Paraíba (séc. XIX), esculpidas, pelos africanos e descendentes e 10 “Paulistinhas”, de Dito Pituba (séc. XIX), que pavimentam o surgimento de uma arte naïf paulista.

Prêmios

Premio AquisiçãoJair Lemos (Mirassol, SP) – “Tributo a Carolina de Jesus”; Célia Santiago (Embu das Artes, SP), – “A Folia vai passando com prazer e alegria”; e José Carlos Monteiro (São Luiz do Paraitinga, SP) – “Procissão de Corpus Christi”.

Premio ExposiçãoWaldecy de Deus (Carapicuíba, SP) e Alice Masiero (Morungaba, SP), (premiadas com mostras individuais a serem realizadas em São Paulo, SP, e Socorro, SP, pelo conjunto da obra)

A Comissão Artística responsável pela seleção dos artistas foi formada por Beatriz Augusta Corrêa da Cruz – museóloga do Museu de Arte Sacra de São Paulo, Oscar D’Ambrosio – crítico de arte e Romildo Sant’Anna – professor de História da Arte.

2 exposições, curta e livro catálogo

Salão Paulista de Arte Naïf contempla várias perspectivas e etapas. São duas exposições: Museu de Arte Sacra de São Paulo e Museu Municipal “Dr. João Baptista Gomes Ferraz”, em Socorro/SP. Será lançado também um curta-metragem e um livro catálogo (500 exemplares), com versão digital no site (www.spartenaif.com.br).

“O Salão tem como objetivo gerar reflexões em torno das obras e colaborar para a formação de público para as artes visuais, e vem compor a narrativa visual da criatividade da arte naïf paulista, que é tão múltipla quanto o número de artistas nascidos ou residentes no Estado de São Paulo”, afirma a curadora Marinilda Boulay. “O Salão pretende colaborar para que os artistas naïfs façam arte como meio de empoderamento cultural e transformação social de um Brasil projetado no século XXI, num irreversível contexto de desenvolvimento e consolidação do universo digital, que inclui o setor das artes, exigindo adaptações e transformações em suas formas de produção, difusão e consumo”, diz o curador Odécio Visintin Rossafa Garcia.

“Fazer arte em um país de dimensões continentais, com déficit educacional também enorme, não é tarefa fácil em tempos normais e, torna-se mais árdua, tendo em vista os diversos percalços gerados pela crise sanitária que o mundo vive. Por isso, esta edição força caminho por entre essas dificuldades como outras louváveis manifestações virtuais de vários segmentos artísticos, reforçando que a arte humaniza, consola e entrega mensagens”, completa o curador Paco de Assis.

Salão Paulista de Arte Naïf

Curadoria: Marinilda Boulay, Odécio Visintin Rossafa Garcia e Paco de Assis; 190 obras nas técnicas pinturas, colagens, desenhos, aquarelas, gravuras, esculturas, entalhes, bordados, costuras e modelagens.
Quando: 26/6 a 29/8/2021; terça-feira a domingo, das 11 às 17h (entrada permitida até as 16h)
Onde: Museu de Arte Sacra de São Paulo | MAS/SP (av. Avenida Tiradentes, 676 – Luz, São Paulo; ao lado da estação Tiradentes do Metrô; tel. 11 3326-5393).
Quanto: R$ 6,00 (Inteira) | R$ 3,00 (meia entrada nacional para estudantes, professores da rede privada e I.D. Jovem – mediante comprovação) | Grátis aos sábados | Isenções: crianças de até 7 anos, adultos a partir de 60, professores da rede pública, pessoas com deficiência, membros do ICOM, policiais e militares – mediante comprovação.
Ingressos: Link para COMPRA DE INGRESSO
Versão digital do Salão Paulista de Arte Naïf: www.spartenaif.com.br

Siga @miguel.arcanjo

Inscreva-se no canal Blog do Arcanjo

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é miguel-arcanjo-prado-foto-edson-lopes-jr.jpg

O jornalista e crítico de artes Miguel Arcanjo Prado é mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Mídia e Cultura pela ECA-USP, bacharel em Comunicação pela UFMG e crítico da APCA, da qual foi vice-presidente. Está entre os melhores jornalistas de Cultura do Brasil pelo Prêmio Comunique-se. Passou por Globo, Record, Folha, Abril, Band e UOL. Dirige o Blog do Arcanjo e o Prêmio Arcanjo. Coordena a Extensão Cultural da SP Escola de Teatro e faz o Podcast do Arcanjo. Foto: Edson Lopes Jr.

© Blog do Arcanjo – Cultura por Miguel Arcanjo Prado | Todos os direitos reservados | Proibida reprodução sem citação com link.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é podcast-do-arcanjo.jpg
Please follow and like us:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *