Prêmio Arcanjo de Cultura: Conheça os finalistas em Cinema 2020

Por MIGUEL ARCANJO PRADO
@miguel.arcanjo

A sétima arte tem espaço garantido no Prêmio Arcanjo de Cultura. A segunda edição da cerimônia será online no dia 28/04, quarta, às 19h, com transmissão pelo Canal Blog do Arcanjo no YouTube. O Cinema conta com oito indicações na categoria, que terá quatro vencedores. O curador da categoria é o jurado Hubert Alquéres. Vamos conhecer os indicados?

A Febre entra na disputa pela proposição da diretora Maya Werneck Da-Rin em dar voz ao indígena em um país entregue à voracidade predatória. Babenco, Alguém Tem que Ouvir o Coração e Dizer: Parou, de Bárbara Paz, pela delicadeza cinematográfica no registro dos últimos dias de um dos maiores diretores do cinema, Héctor Babenco. Fim de Festa pela proposta do diretor Hilton Lacerda em construir um filme inteligente e divertido, verdadeiro deleite para quem gosta de cinema.

Pelo conjunto da obra Lima Duarte, pelos 90 anos de vida do grande ator com contribuição inestimável ao cinema brasileiro. Já a Mostra de Cinemas Africanos e Vídeo nas Aldeias por serem duas iniciativas de inclusão audiovisual: a primeira, apresentando o novo cinema da África, e a segunda por ser importante projeto de produção audiovisual indígena. Sete Anos em Maio e Vaga Carne, pela união na exibição de dois médias poderosos na mensagem e qualidade de produção: de um lado, a denúncia do genocídio negro, do outro, um corpo buscando sua voz.

Temos também Silvio Guindane concorre que concorre pela constante demonstração de ser artista versátil no cinema, teatro e TV, não se prendendo à atuação, mas navegando também pelo roteiro, dramaturgia e direção, e pra finalizar a SPCine Play por ser uma plataforma pública pioneira de streaming no Brasil, que valoriza e amplifica o audiovisual nacional.

Leia mais sobre o Prêmio Arcanjo de Cultura

Hubert Alquéres, curador de Cinema no júri do Prêmio Arcanjo de Cultura – Foto: Divulgação – Blog do Arcanjo 2021

Hubert Alquéres é o jurado de Cinema do Prêmio Arcanjo de Cultura. Com atuação nas áreas de Cultura e Educação, com forte dedicação ao cinema, é jurado do Prêmio Sesc Melhores Filmes e membro da Academia Paulista de Educação, além de presidente do Conselho Estadual de Educação de São Paulo. É vice-presidente da Câmara Brasileira do Livro (CBL), que promove o Prêmio Jabuti. Presidiu a Imprensa Oficial de São Paulo. Colabora como articulista para veículos como Veja e Folha de S.Paulo. É natural de São Paulo, onde vive.

O júri da premiação, conduzido pelo jornalista e crítico Miguel Arcanjo, conta com Adriana de Barros, Bob Sousa, Elba Kriss, Hubert Alquéres e Zirlene Lemos, especialistas que acompanham de perto as linguagens artísticas abarcadas. Ivam Cabral assina a direção artística, com direção de produção de Hernan Halak e direção de vídeo da Iracema Rosa Filmes, além de produção de Elen Londero e Gustavo Ferreira, com assistência de Rodrigo Barros. O Prêmio Arcanjo conta com apoio do Edital Proac Expresso Lei Aldir Blanc.

Siga @miguel.arcanjo

Inscreva-se no canal Blog do Arcanjo

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é miguel-arcanjo-prado-foto-edson-lopes-jr.jpg

O jornalista e crítico de artes Miguel Arcanjo Prado é mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Mídia e Cultura pela ECA-USP, bacharel em Comunicação pela UFMG e crítico da APCA, da qual foi vice-presidente. Está entre os melhores jornalistas de Cultura do Brasil pelo Prêmio Comunique-se. Passou por Globo, Record, Folha, Abril, Band e UOL. Dirige o Blog do Arcanjo e o Prêmio Arcanjo. Coordena a Extensão Cultural da SP Escola de Teatro e faz o Podcast do Arcanjo na OLA Podcasts. Foto: Edson Lopes Jr.

© Blog do Arcanjo – Cultura por Miguel Arcanjo Prado | Todos os direitos reservados | Proibida reprodução sem citação com link.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é podcast-do-arcanjo.jpg
Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *