Ator Edson Montenegro está intubado com Covid-19

O ator e cantor Edson Montenegro de boina preta e camisa listrada
O ator e cantor Edson Montenegro luta contra a Covid-19 – Foto: Divulgação – Blog do Arcanjo

O ator e cantor Edson Montenegro, de 63 anos, está entubado com Covid-19 na UTI do Hospital Paulistano, na Bela Vista, em São Paulo. A família pede orações. O Blog do Arcanjo recorda que o artista interpretou o personagem Padre Lutero na novela Cúmplices de um Resgate, entre 2015 e 2016, no SBT.

Morre Edson Montenegro de Covid-19

Edson Montenegro ainda é conhecido do grande público por ter atuado na novela Xica da Silva, na Manchete, e em Antonio Alves Taxista, no SBT, e ainda integrar o elenco da minissérie Dona Flor e Seus Dois Maridos, na Globo.

Como apresentador, esteve à frente do programa Zoom na TV Cultura e do Telecurso 2000, na mesma emissora. Nos palcos, atuou em superproduções musicais como Hair e Sweet Charity, além de seus shows como cantor solo ou convidado, já tendo se apresentado em Buenos Aires, na Argentina.

Segundo o ator Sidney Santiago Kuanza, que foi vizinho por muitos anos de Edson Montenegro, seu filho, “Léo, informou que o Edson foi entubado para um melhor resultado dos medicamentos. Seu estado inspira cuidados. Vamos continuar e intensificar a corrente”, pediu Sidney.

“A família está vindo para São Paulo, para acompanhar e assim que tiver os boletins eles vão compartilhando. Enviem vibrações positivas e orações pro nosso guerreiro. Axé. Que possamos logo mais ter boas notícias”, desejou.

Morre Edson Montenegro de Covid-19

O ator e cantor Edson Montenegro vestido de branco
O ator e cantor Edson Montenegro – Foto: Divulgação – Blog do Arcanjo

Edson Montenegro

Edson Montenegro nasceu no Rio de Janeiro em 28 de outubro de 1957. Começou na carreira artística ainda criança, no Instituto Villa Lobos, onde estudou teoria musical e canto coral. Na década de 1980 transferiu-se para São Paulo, onde estudou bel canto na FMU.
Como cantor, gravou dois discos, em 1982, ainda com o nome artístico Edson Cruz, e em 1984, este último intitulado Essencial. Nesse mesmo ano ganhou o concurso Novos Talentos do SBT.

Em 1990, fez show aclamado no Espaço Off com Silvia Góes e Arismar do Espírito Santo sob direção de Jean Garfunkel. Em 1991, estudou interpretação com Miriam Muniz, uma das grandes mestras do teatro. Atuou como crooner de grupos como Banda da Patroa (Maestrina Silvia Góes), L. F. Combow (Maestro Laércio de Freitas) e Grupo Vocal Oito em Ponto (Maestro Tasso Bangel).

Em 1991, participou do Novo Festival Record da MPB como solista da Banda Savana, do maestro Branco, e direção geral de Caetano Zama, com a música Ouve Amor, deste último. No mesmo ano, participou do Festival Carrefour de MPB com a música: Sol e Lua de Rafael Alterio e Rita Alterio, com direção geral de Zuza Homem de Melo.

Em 1992, ganhou o prêmio de melhor intérprete no 1° Festival de MPB de Tatuí com a música: É Só Navegar, de Rafael Alterio/Rita Alterio. Em 1993 participou do musical Hair, de Germone Ragni e James Rado, com direção de Jorge Fernando. Seu personagem era o Hud.

Seu primeiro contato com a Jazz Sinfônica se deu quando cantava no grupo vocal Tom da Terra, com direção geral do Maestro Tasso Bangel. Edson e seu grupo eram contratados da Universidade Livre de Música. O maestro e idealizador da Sinfônica, Cyro Pereira, convidou o grupo para alguns concertos no Memorial da América Latina, entre 1991 e 1993.

De 1999 a 2002, foi o apresentador do Programa Zoom, na TV Cultura. Zoom era um programa de curtas e animações, além de entrevistas com cineastas. Em 2002, lançou seu primeiro disco pela Lua Music, intitulado Edson Montenegro, lançado no Sesc Pompeia.

Em 2005, em homenagem ao centenário de Ary Barroso, Edson Montenegro e Fabiana Cozza realizaram um espetáculo no Sesc Ipiranga chamado Aquarelas do Ary. Em 2006, fez com a Sinfonica do Rio de Janeiro o concerto Grande Circo Místico, apresentado em Buenos Aires.

Ainda em 2006, integrou o elenco do espetáculo Sweet Charity, fazendo o Pastor Daddy no musical dirigido por Charles Möeller e Cláudio Botelho, contracenando com Claudia Raia e Marcelo Medici. Em 2008, fez o espetáculo Cartola para Todos. Em 2009, participou da celebração dos 25 anos da Cia Pia Fraus, no espetáculo Bichos do Mundo. Em 2010 e 2011, integrou o projeto Notícias Dum Brasil ao lado de grandes nomes da música.

Morre Edson Montenegro de Covid-19

Inscreva-se no canal Blog do Arcanjo no YouTube!

Siga @miguel.arcanjo no Instagram!

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é miguel-arcanjo-prado-foto-edson-lopes-jr.jpg

Miguel Arcanjo Prado é mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Mídia e Cultura pela ECA-USP, bacharel em Comunicação pela UFMG e crítico da APCA, da qual foi vice-presidente. Está entre os melhores jornalistas de Cultura do Brasil pelo Prêmio Comunique-se. Passou por Globo, Record, Folha, Abril, Band e UOL. Dirige o Blog do Arcanjo e o Prêmio Arcanjo. Coordenada a Extensão Cultural da SP Escola de Teatro e faz o Podcast do Arcanjo. Foto: Edson Lopes Jr.

© Blog do Arcanjo por Miguel Arcanjo Prado | Todos os direitos reservados | Proibida reprodução sem a citação direta com link.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é podcast-do-arcanjo.jpg



Please follow and like us:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *