Harry e Meghan falam a Oprah e enfrentam Rainha e família real como fez Diana

Prince Harry and Meghan, The Duke and Duchess of Sussex, with Oprah Winfrey.

Por Miguel Arcanjo Prado

Parece, sim, a repetição de uma velha história. Sobretudo, quando o assunto é família real britânica. O príncipe Harry e sua mulher, a atriz Meghan Markle, respectivamente duque e duquesa de Sussex, concedem uma explosiva entrevista neste domingo (7) à apresentadora e empresária da comunicação Oprah Winfrey.

Ao casar-se com Meghan, Harry quebrou velhos paradigmas da monarquia. Com origem simples, filha da ex-maquiadora, instrutora de ioga e assistente social norte-americana Doria Regland, Meghan Markle é a primeira integrante negra da família real britânica em toda a história. O primogênito do casal, Archie, e o bebê que esperam são os primeiros membros afrodescendentes na realeza.

Harry e Meghan apresentam o filho Archie à Rainha Elizabeth e ao Duque de Edimburgo e à mãe de Meghan, Doria Regland, ex-maquiadora e instrutura de ioga – Foto: Divulgação/Palácio de Buckingham – blogdoarcanjo.com

O pai de Meghan, Tomas Markle, diretor de fotografia e iluminação, nunca teve um bom relacionamento com a filha. Ele inclusive revelou detalhes da complicada relação dos dois aos tabloides, o que fez a relação azedar de vez.

Herdeiro do trono

Harry é o sexto na fila ao trono do Reino Unido, depois de seu pai, Príncipe Charles, do seu irmão, Príncipe William, e dos seus sobrinhos, Charlotte, Louis e George, filhos de William e Kate.

A sucessão ao trono é assegurada pela Legislação Britânica e só uma nova Lei do Parlamento do Reino Unido poderia remover alguém de permanecer na fila de possíveis sucessores. Mesmo com a decisão de abandonar a família real, Harry permanece na fila de sucessão.

Lucro milionário

A entrevista de Oprah, feita de forma independente, foi vendida por R$ 40 milhões para a emissora norte-americana CBS, que deverá ter lucros ainda maiores com os intervalos comerciais.

Não se sabe quanto o casal, que agora precisa viver às próprias custas, teria embolsado, mas ambos são amigos íntimos de Oprah Winfrey.

Não custa lembrar que Oprah é considerada a maior entrevistadora dos Estados Unidos, por sempre extrair com naturalidade o melhor de seus entrevistados.

Eddie Murphy estreia O Príncipe em Nova York 2

Rainha Elizabeth II e seu marido, Philip, o Duque de Edimburgo – Foto: Matt Holyoak/Divulgação/Palácio de Buckingham – blogdoarcanjo.com

Avô internado

A Rainha Elizabeth II, que tem 94 anos, teria considerado a entrevista uma grande afronta e falta de respeito.

Sobretudo, porque seu marido, Philip, o Duque de Edimburgo, de 99 anos, está internado desde fevereiro. E acaba de ser operado do coração nesta semana.

Para a família real, Harry decidir lavar roupa suja real na imprensa justo neste momento é uma falta de consideração com seus avós e toda a monarquia britânica, sobretudo nesta etapa tão sensível para a família real.

Já o casal pensa justamente o contrário: resolveu conceder a entrevista para evitar maledicências a seu respeito na imprensa britânica, fofocas estas que seriam alimentadas por importantes membros da família real.

Fim dos privilégios

Em 19 de fevereiro último, Harry e Meghan confirmaram sua decisão de deixar a família real, decisão esta já anunciada no ano passado e agora reiterada oficialmente, abdicando de vez a de todos os privilégios e também obrigações junto à Rainha Elizabeth II e o Palácio de Buckingham.

Harry abriu mão, inclusive, do título de Sua Alteza Real, assim como fez sua mãe, Diana, na época em que se divorciou de Charles, em 1996, um ano antes de morrer no trágico acidente de carro em Paris ao fugir de paparazzi.

Mas, Harry manteve o título de príncipe, que lhe foi concedido no nascimento.

Princesa Diana concede polêmica entrevista a Martin Bashir na BBC em 1995, na qual expôs os bastidores da família real e seu casamento fracassado com Charles – Foto: Reprodução – blogdoarcanjo.com

Igual a Diana

Em trechos já revelados nas chamadas para a entrevista, o segundo filho da Princesa Diana e do Príncipe Charles afirma: “Temi que a história se repetisse”, fazendo uma comparação do que acontece agora com ele à história de sua mãe.

Diana também concedeu entrevista ao jornalista da BBC Martin Bashir, que caiu como uma bomba na família real em 1995, já que a princesa expôs na franca conversa a infelicidade de seu casamento com o Príncipe Charles, contou que este a traía com Camila, e revelou toda a frieza com que era tratada pela Rainha Elizabeth II.

Princesa Diana com seus dois filhos, William, o mais velho, no alto, e o caçula Harry, ao seu lado – Foto: Divulgação/Palácio de Buckingham – blogdoarcanjo.com

Harry sofre até hoje ao lembrar da penúria pública da mãe. “Não consigo nem imaginar como deve ter sido para ela passar por esse processo sozinha todos esses anos atrás, porque tem sido incrivelmente difícil para nós dois – mas pelo menos tínhamos um ao outro”, fala o príncipe.

“Minha maior preocupação era a história se repetindo”, diz o caçula de Diana.

‘Ambiente tóxico’

Os dois culpam a “intensa pressão pública” por terem abandonado o Reino Unido e a família real.

Atualmente, eles moram nos Estados Unidos, onde Meghan tenta retomar sua carreira de atriz em Hollywood, após breve período no Canadá.

Harry e Meghan concedem entrevista a Oprah Winfrey – Foto: Divulgação/CBS – blogdoarcanjo.com

Segundo Harry, a imprensa britânica cria um “ambiente tóxico” para o casal.

O príncipe ruivo detesta a imprensa inglesa, a quem coloca certa parte da culpa pela morte de sua mãe, no fatídico 31 de agosto de 1997.

“Para mim, estou realmente aliviado e feliz por estar sentado aqui, conversando com você, com minha esposa ao meu lado”, afirma Harry a Oprah.

Oprah é amiga íntima de Meghan e inclusive esteve no casamento real dos dois em 2018, no Castelo de Windsor, e que foi transmitido ao vivo para todo o mundo.

Saúde mental

Na semana passada, em entrevista ao ator e apresentador britânico James Corden, o príncipe Harry afirmou estar “se afastando e não renunciando” à família real e suas funções.

E Harry falou ainda que a situação estava “destruindo minha saúde mental”.

Na visão do príncipe, ele “fez o que qualquer marido, pai faria”, ao buscar a independência do Palácio de Buckingham.

Sem a Rainha Elizabeth e seu marido, Philip: foto da família real no batizado de Archie, primogênito de Meghan e Harry em 2019 – Foto: Divulgação/Palácio de Buckingham – blogdoarcanjo.com

Briga antiga

Harry e Meghan esperam o segundo filho e já são pais do primogênito Archie, nascido em 2019 e cujo batizado foi o estopim do rompimento do casal com a família real.

Inclusive a Rainha Elizabeth II e seu marido, Philip, não compareceram à cerimônia na capela privada do Castelo de Windsor.

A Monarca alegou “problemas de agenda” para faltar à cerimônia, mesmo com a rainha não tendo nenhum compromisso oficial no dia do batizado.

A confusão aconteceu porque Meghan não queria tornar o evento público, mas o protocolo real exigiu que a cerimônia estivesse aos olhos de todos os súditos.

A imprensa britânica cobriu todos os detalhes do bebê, o que deixou Harry e Meghan enfurecidos. Diante das discussões familiares, a rainha preferiu não ir ao batizado de seu bisneto, não estando presente com seu marido no retrato oficial.

Isso magoou profundamente a Harry e Meghan, já que trata-se do primeiro bisneto da Rainha Elizabeth que também descende de pessoas negras pelo lado materno. A Rainha esteve no batizado dos filhos do Príncipe William e Kate.

Família conturbada: Meghan detestaria a sogra, Camila, e a cunhada, Kate – Foto: Divulgação/Palácio de Buckingham – blogdoarcanjo.com

Ódio em família

Nos bastidores, se diz que Meghan detesta não só a Rainha como também sua sogra Camila Parker Bowles, a Duquesa de Cornualha, e sua cunhada, Kate Middleton, a Duquesa de Cambridge e futura rainha da Inglaterra, já que é casada com o irmão mais velho de Harry, o príncipe herdeiro William, o Duque de Cambridge.

Segundo se escuta nos corredores palacianos, Meghan acusa a sogra e a cunhada de tramarem contra ela junto à Rainha e de serem responsáveis por vazar notícias negativas sobre Meghan e Harry aos tabloides ingleses, fazendo da vida do casal um verdadeiro inferno no Reino Unido. Por isso, teriam fugido para os Estados Unidos.

Quebra de protocolo

O anúncio da renúncia de Harry e Meghan foi feito pelo Palácio de Buckingham em 19 de fevereiro de 2021, um ano depois da decisão do casal de deixar Londres. A rainha afirmou que a família real ficou “triste” com a decisão de Harry e Meghan.

“Após conversas com o Duque [de Sussex], a Rainha escreveu confirmando que, ao se afastar do trabalho da Família Real, não será possível continuar com as responsabilidades e deveres inerentes a uma vida de serviço público”, afirma o comunicado.

O texto da Monarca lembrou ainda que as nomeações militares honorárias do casal e os títulos reais serão integralmente devolvidos à Rainha Elizabeth II para serem redistribuídos a novos nobres.

“Enquanto todos estão tristes por sua decisão, o Duque e a Duquesa continuam sendo membros muito queridos da família”, pontuou a fala oficial da Rainha.

Meghan e Harry não gostaram do tom do comunicado e resolveram rebater, distribuindo à imprensa seu próprio comunicado.

Isso foi considerado pela realeza uma afronta aos protocolos reais, já que se sobrepuseram ao texto da Soberana.

Um porta-voz de Harry e Meghan afirmou que ambos permanecem “comprometidos com seu dever e serviço ao Reino Unido e ao redor do mundo” e que o casal ofereceu apoio contínuo às organizações que representaram, independentemente da função oficial.

“Todos nós podemos viver uma vida de serviço [público]. O serviço é universal”, afirmou o comunicado oficial do casal.

Uma coisa é fato: com certeza, toda essa história certamente renderá pano para manga para os roteiristas da premiada série The Crown fazerem uma nova e efervescente temporada.

Eddie Murphy estreia O Príncipe em Nova York 2

Siga @miguel.arcanjo!

Ouça o Podcast do Arcanjo!

+ Artistas, Cultura e Entretenimento

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é miguel-arcanjo-prado-foto-edson-lopes-jr.jpg

Miguel Arcanjo Prado é jornalista, mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Mídia, Informação e Cultura pela ECA-USP e bacharel em Comunicação Social pela UFMG. Eleito três vezes pelo Prêmio Comunique-se um dos melhores jornalistas de Cultura do Brasil. Nascido em Belo Horizonte, vive em São Paulo desde 2007. É crítico da APCA, da qual foi vice-presidente. Passou por Globo, Record, Folha, Contigo, Editora Abril, Gazeta, Band, Rede TV e UOL, entre outros. Desde 2012, faz o Blog do Arcanjo, referência no jornalismo cultural. Em 2019 criou o Prêmio Arcanjo de Cultura no Theatro Municipal de SP. É coordenador de Extensão Cultural e Projetos Especiais da SP Escola de Teatro, colunista do Notícias da TV e faz o Podcast do Arcanjo em parceria com a OLA Podcasts. Foto: Edson Lopes Jr.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é podcast-do-arcanjo.jpg
Please follow and like us:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *