Ator de Aventuras de Poliana, Luccas Papp diz que superou depressão com teatro no Podcast do Arcanjo

Por Miguel Arcanjo Prado

O ator Luccas Papp, o Mosquito da novela do SBT As Aventuras de Poliana, fala a Miguel Arcanjo Prado sobre A Ponte, sua peça de teatro digital que aborda a depressão e a tentativa de se matar. O espetáculo faz as últimas sessões na SP Escola de Teatro Digital na Sympla. No papo do Podcast do Arcanjo na OLA Podcasts, o ator revela ter sido diagnosticado com depressão severa e ansiedade crônica e que ainda se encontra em tratamento.

Ouça Luccas Papp no Podcast do Arcanjo!

“Para contar a história dessa peça, preciso contar a história da minha vida. Fui diagnosticado com depressão severa e com ansiedade crônica, não só por conta da paralisia da pandemia, mas eu acabei perdendo meu avô, a quem era muito ligado, vítima da covid-19. Desenvolvi um processo depressivo grande e ainda estou em tratamento. Em agosto, quando comecei a melhorar eu quis colocar essa experiência no palco e escrevi A Ponte, é a minha peça mais pessoal e particular”, diz.

Luccas Papp e Ernesto Papp: avô do ator morreu vítima da Covid-19 – Foto: Arquivo Pessoal

Sobre a morte do avô, vítima do novo coronavírus, confidencia: “Choro de lembrar”. E conta como foi o momento difícil: “Cheguei num momento de auge da depressão de não conseguir fazer nada, ficar na cama o dia todo, não ter motivação […] Ouvi minha mãe contando para a minha namorada [sobre a morte do avô]. “Passei o dia inteiro na cama chorando, queria ir para o enterro, mas não me deixaram, porque não teve, caixão foi selado… Uma coisa surreal, você não poder ver, poder ter contato, parece que não aconteceu, talvez essa ficha vai cair daqui a um tempo. E, no final das contas o que realmente me salvou foi o teatro”.

“Tem dias que é difícil acordar e a ansiedade bate de uma forma grande, mas hoje me sinto mais apto para trabalhar. Veio a demissão do SBT, que fechou o setor de teledramaturgia, e isso entrou nesse bloco. Foi uma turbulência que aconteceu. Mas eu encerro o ano de uma maneira melhor do que estava no meio dele”, avalia.

Luccas Papp no camarim do Teatro Porto Seguro na peça O Ovo de Ouro – Foto: Edson Lopes Jr. – blogdoarcanjo.com
Fabi Bang e Luccas Papp na peça O Canto de Ninguém – Foto: Divulgação – blogdoarcanjo.com

O artista ainda fala sobre como lidou com o complicado ano de 2020, conta como foi trabalhar com Sergio Mamberti e Fabi Bang antes da quarentena nas peças O Ovo de Ouro e O Canto de Ninguém e se emociona ao lembrar da perda do avô. Ainda adianta que fará em 2021 a peça A Bicicleta de Papel com Leonardo Miggiorin no Teatro das Artes sob direção de Ricardo Grasson, retomando o teatro presencial. “Estamos começando os ensaios, aquecendo o tamborim”.

Ouça Luccas Papp no Podcast do Arcanjo!

Luccas Papp em A Ponte: espetáculo faz últimas sessões na SP Escola de Teatro Digital – Foto: Edson Lopes Jr. – blogdoarcanjo.com

Miguel Arcanjo Prado é jornalista, mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Mídia, Informação e Cultura pela ECA-USP e bacharel em Comunicação Social pela UFMG. Eleito três vezes pelo Prêmio Comunique-se um dos melhores jornalistas de Cultura do Brasil. Nascido em Belo Horizonte, vive em São Paulo desde 2007. É crítico da APCA, da qual foi vice-presidente. Passou por Globo, Record, Folha, Contigo, Editora Abril, Gazeta, Band, Rede TV e UOL, entre outros. Desde 2012, faz o Blog do Arcanjo, referência no jornalismo cultural. Em 2019 criou o Prêmio Arcanjo de Cultura no Theatro Municipal de SP. Em 2020, passou a ser Coordenador de Extensão Cultural e Projetos Especiais da SP Escola de Teatro e começou o Podcast do Arcanjo em parceria com a OLA Podcasts. Foto: Bob Sousa.

Siga @miguel.arcanjo

Ouça o Podcast do Arcanjo

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *