Baby do Brasil volta a fazer shows presenciais após ‘conversa com o Criador’

Baby do Brasil – Foto: Edson Lopes Jr.

Por Miguel Arcanjo Prado

A eterna menina Baby do Brasil segue dançando e volta a estar perto do seu público com seu novo show, Depois de Tudo Ainda ser Feliz… É Festa na Floresta. E quem a autorizou, segundo ela, foi o próprio Criador, com quem conversou de forma abundante nesta quarentena. A cantora estreia seu novo espetáculo para os cariocas no Vivo Rio, em 4 de dezembro. Já seus fãs paulistas a verão na sequência, no Tom Brasil, no dia 12 de dezembro. Baby avisa que todos os protocolos de segurança sanitária estão sendo seguidos nas apresentações.

“Nos primeiros meses da pandemia, em completo isolamento, pintei as paredes lá de casa para dar uma sacudida. Era como me sentia por dentro – as cores brotaram do meu interior. Por isso resolvi também radicalizar o discurso nos cabelos. Para concluir tudo isso, finalmente estou finalizando o tão esperado álbum de inéditas, com canções que estou amando”, conta Baby ao Blog do Arcanjo com sua voz inconfundível.

E como ela encarou este difícil 2020? Ela pensa um pouco, mas logo responde de uma tacada só: “Fiz música, idealizei projetos, orei muito, conversei bastante com o Criador, escrevi um livro de orações, retomei a gravação do livro do Apocalipse na minha voz e resolvi reeditar o meu diário dos Caminhos de Santiago, lançado mais de 25 anos atrás. É claro que não poderia também deixar de montar um show totalmente novo, otimista e, com minha nova equipe, estou preparando projetos para 2021, que inclui um novo CD de inéditas e uma turnê”, ressalta.

Ela fala que o show novo celebra a vida: “Terá muita música de qualidade, feliz, com músicos extraordinários e participações especiais que serão surpresa. O show é cheio de esperança, positividade e alegria. Traz também a mensagem do quanto temos que nos amar e olhar com profundidade como a natureza se renovou com a nossa reclusão e como precisamos proteger essa conquista tão bem-vinda e inesperada. Há um forte desejo no meu coração de fazer com que todos se sintam muito felizes”, avisa. O show tem direção de arte de Allex Colontonio e André Rodrigues e figurinos de Toni Maravilha.

Baby revela que sua banda é a mesma que a vem acompanhando desde Glasgow, na Escócia, no Seltic Festival/Mimo Festival, acrescentada de outros músicos extraordinários. É composta de três guitarras, algo inédito: Frank Solari, um dos maiores nomes da guitarra no Brasil, Guilherme Schwab, ex-Suricato, que ganhou um Grammy Latino, e Raphael Garrido, que ela descobriu tocando em Penedo no estado do RJ, e Jorginho Gomes, o legendário baterista dos Novos Baianos e seu parceiro na música Telúrica, o mestre do pandeiro Marcos Suzano, com sua percussão única e elegante, o teclado firme e preciso de Luciano Lopes e o contrabaixo swingadíssimo de Milton Pelegrino, a mais nova aquisição da banda.

O Blog do Arcanjo adianta que no repertório estarão clássicos como Menino do Rio, Acabou Chorare, Cósmica e Telúrica e a recém saída do forno, Decorei a Onda, composta por Baby na quarentena. Ela é danada.

Miguel Arcanjo Prado é jornalista, mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Mídia, Informação e Cultura pela ECA-USP e bacharel em Comunicação Social pela UFMG. Eleito três vezes pelo Prêmio Comunique-se um dos melhores jornalistas de Cultura do Brasil. Nascido em Belo Horizonte, vive em São Paulo desde 2007. É crítico da APCA, da qual foi vice-presidente. Passou por Globo, Record, Folha, Contigo, Editora Abril, Gazeta, Band, Rede TV e UOL, entre outros. Desde 2012, faz o Blog do Arcanjo, referência no jornalismo cultural. Em 2019 criou o Prêmio Arcanjo de Cultura no Theatro Municipal de SP. Em 2020, passou a ser Coordenador de Extensão Cultural e Projetos Especiais da SP Escola de Teatro e começou o Podcast do Arcanjo em parceria com a OLA Podcasts. Foto: Bob Sousa.

Siga @miguel.arcanjo

Ouça o Podcast do Arcanjo

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *