Projeto Amigos do Pantanal une sociedade contra fogo que destrói a natureza

Jacaré morre vítima dos incêndios no Pantanal do Mato Grosso – Foto Lula Marques/Fotos Públicas

Os brasileiros e o mundo acompanham horrorizados as queimadas que destroem sem piedade o nosso Pantanal. Diante deste caos, o Projeto Amigos do Pantanal surge para criar consciência ecológica e de respeito à natureza em toda a sociedade.

À frente do projeto está o advogado e artista Flávio Ferreira, diretor do Cine Teatro Cuiabá e um dos nomes mais respeitados do teatro do Mato Grosso com a Cia. Cena Onze, com 30 anos de trajetória.

O artista conta que o projeto nasceu como uma reação da sociedade civil às labaredas que destroem nossa fauna e nossa flora.

“Imediatamente um grupo de artistas e produtores se uniram para inicialmente fazer um apelo às autoridades responsáveis que tomassem as devidas providências para cessar com as queimadas”, lembra.

Biólogos resgatam onça vítima do queimada no Pantanal – Foto> Lula Marques/Fotos Públicas

“Vários vídeos foram gravados e divulgados nas redes sociais. Após os vídeos, as pessoas sensibilizadas passaram a se reunir e conversar sobre possíveis alternativas de ajuda ao Pantanal, nascendo assim o coletivo Amigos do Pantanal, que atualmente abrange não somente a classe artística, mas a sociedade em geral”, explica.

O coletivo realizou a primeira live no dia 24 de setembro, que contou com a presença de autoridades do governo, artistas e voluntários. As discussões giraram em torno de pensar soluções conjuntas para salvar o nosso Pantanal.

Flávio Ferreira: sociedade precisa defender o Pantanal – Foto: Divulgação

A arte tem o poder de sensibilizar e proporcionar emoções. Nesse contexto, podemos inserir a importância da arte como mais uma ferramenta do ativismo ambiental; ao confrontar o público com informações desagradáveis, muitas vezes difíceis de serem digeridas, como por exemplo as queimadas no nosso Pantanal”, ponta Flávio Ferreira, que falou ao site da SP Escola de Teatro, no qual comemorou o apoio da Adaap, que gere a SP e a MT Escola de Teatro, à causa ambiental.

“A prática artística dá visibilidade a temas que muitas vezes são abordados pela mídia por uma perspectiva distanciada. A arte e as legislações ambientais podem (e devem) ser aliadas para melhorar a nossa relação com o mundo natural”, afirma o artista, advogado e integrante do Projeto Amigos do Pantanal. Veja abaixo o vídeo Reze pelo Pantanal, com narração de Flávio Ferreira.

Siga @miguel.arcanjo

Ouça o Podcast do Arcanjo

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *