Morre ator e diretor Emilio Di Biasi

Por Miguel Arcanjo Prado

Morreu aos 81 anos o ator e diretor Emílio Di Biasi, grande nome do teatro, cinema e televisão. Ele nasceu na capital paulista, em 29 de maio de 1939. O artista sofria do mal de Alzheimer desde 2012 e estava radicado em Recife, onde foi cuidado até o fim por uma irmã.

O ator faz parte da história do teatro brasileiro e foi um dos fundadores do grupo Decisão. Esteve no elenco da lendária peça Cordelia Brasil, quando foi espancado pelos militares ao lado de Norma Bengell, sequestrada durante uma sessão no Teatro de Arena.

Nos últimos anos antes do Alzheimer, tornou-se fiel frequentador da cena teatral da praça Roosevelt, no centro da capital paulista, tornando-se amigo de Ivam Cabral e Rodolfo García Vázquez, da Cia. de Teatro Os Satyros – ele sempre podia ser visto no bar do Espaço dos Satyros e encenou peça no Espaço dos Satyros Dois.

Como ator de novelas, estreou na Bandeirantes, em Um Homem Muito Especial, de 1980. Em 1981, ainda na Band, foi escalado para Os Adolescentes. No mesmo ano fez, na TV Cultura Floradas na Serra. Depois, voltou à Band no elenco de Os Imigrantes, de Benedito Ruy Barbosa. Em 1982, na Band ainda fez Ninho de Serpentes.

Passou anos depois para a Globo e em 1990 fez Gente Fina. Em 95, ainda na Globo, participou do seriado adolescente Malhação. E em 2009, fez na TV Cultura a minissérie Trago Comigo.

Como diretor de televisão, desde 1992, na TV Globo, Emílio di Biasi dirigiu grandes novelas e séries como Renascer, Anjo Mau, Os Maias, Esperança, O Rei do Gado e Araguaia, entre outros trabalhos.

A biografia de Emilio Di Biasi foi escrita pela jornalista Erika Riedel para a coleção Aplauso, da Imprensa Oficial, e pode ser baixada em PDF aqui. O ator ainda dá nome à biblioteca da SP Escola de Teatro, a única em São Paulo dedicada exclusivamente às Artes Cênicas.

Lembre outros artistas que morreram em 2020

Artistas lamentam

Emilio Di Biasi foi um grande amigo. Nos conhecemos no final dos anos 1980, em Curitiba. Quando vim pra São Paulo, em 1989, ele comandava as oficinas de atores na Globo, além de dirigir novelas na emissora. Tentou me levar pro Rio algumas vezes […] Quando, enfim, Os Satyros aportaram na Praça Roosevelt, Emilio passou a ser um de nós. Frequentava o espaço e chegou a dirigir vários trabalhos no nosso espaço. Inclusive um texto incrível do Contardo Calligaris, “Pequenos Furtos”, em uma edição das Satyrianas. Mas foi em 2006 que eu me encontraria com o diretor Emilio, na montagem de “O Anjo do Pavilhão Cinco”, texto incrível do Aimar Labaki, a partir do original de Drauzio Varella, um dos meus trabalhos como ator que tenho o maior orgulho. Neste período, de 2006 até 2012, a Praça Roosevelt era um dos endereços do Emilio, que poderia ser visto por ali diariamente. Éramos confidentes, melhores amigos e dividíamos muitos segredos. Mas aí, em 2012 a memória do Emilio começou a traí-lo. Já sem condições de morar sozinho, com Alzheimer, sua família o levou para Recife, onde vive sua irmã Lucia, que cuidou dele até hoje. Tinha 81 anos.”
Ivam Cabral, ator e cofundador da Cia. de Teatro Os Satyros

“O grande Emílio Di Biasi nos deixou. Uma das pessoas mais generosas que encontrei na minha trajetória profissional. Tive a honra de ser dirigido por ele no Anjo do Pavilhão 5. Um belíssimo espetáculo, com um texto incrível do querido amigo, Aimar Labaki. Eu agradeço muito por esse encontro.”
Fábio Penna, ator

“Acho que foi em 2007 que o Emilio di Biasi dirigiu uma adaptação minha de Caiu o Ministério, do França Junior, na TV Cultura. Eram quase 30 atores em cena, além da banda, e tinha que lidar com posicionamento das câmeras, captação de audio e todas essas coisas. Poucas vezes eu vi um profissional tão profissional como ele, e o resultado foi fantástico. No final, havia uma apoteose: todo o elenco se despedia cantando “Adeus eu já vou indo, e o meu verso é muito lindo”. Revendo hoje, dá um nó na garganta…”
Atilio Bari, ator, dramaturgo e apresentador do Persona em Foco na TV Cultura

Siga @miguel.arcanjo

Ouça o Podcast do Arcanjo

Você pode gostar...

2 Resultados

  1. 27/09/2020

    […] Leia mais clicando aqui. […]

  2. 12/10/2020

    […] Leia mais clicando aqui. […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *