Crítica: Bacurau é aula atemporal de cinema e política

O ator alemão Udo Kier em cena do filme Bacurau: “doses cavalares de política e revolução popular numa pegada universal” – Foto: Divulgação – @miguel.arcanjo UOL

Por Átila Moreno
Crítico convidado

Desde Cidade de Deus, não houve filme brasileiro tão arrebatador, autoral e necessário. “Bacurau” é cinema vivo que percorre na veia e na pele do espectador, diante de um Brasil moribundo e anestesiado.

Ao lado de Juliano Dornelles, Kleber Mendonça Filho consegue, mais uma vez, a proeza de criticar o sistema, dialogando esteticamente com seus dois filmes antecessores: “Aquarius” e “O Som ao Redor”.

Só que “Bacurau” traz doses cavalares de política e revolução popular numa pegada universal.

A história gira em torno de um Brasil distópico, em frangalhos, pós-apocalíptico, regado à escassez de água e atropelado pela cultura armamentista norte-americana.

Como uma mísera cidadezinha do interior  vai conseguir articular uma resistência ao massacre colossal que se aproxima?

Cena do filme Bacurau: “uma aula de cinema e política atemporal” – Foto: Divulgação – @miguel.arcanjo UOL

“Bacurau” chega a ser magnífico por reproduzir inúmeras camadas sociais para concluir uma resposta, bebendo em várias fontes, num mergulho visual, frenético e estarrecedor.

É o faroeste vingativo de Quentin Tarantino, é a ficção científica ácida de Stanley Kubrick, é o realismo fantástico de Steve Spilberg, é a narrativa sincopada de Akira Kurosawa. É o “Encouraçado Potemkin”, de Serguei Eiseinstein. É “Deus e o Diabo na Terra do Sol”, de Glauber Rocha.

É Kleber Mendonça Filho mostrando ao mundo os horrores de um futuro não muito distante, abrindo largada para uma ponta de esperança e luta.

Uma aula de cinema e política atemporal.

Por Átila Moreno*
Crítico convidado
“Bacurau”
 ✪✪✪✪✪
Avaliação : Ótimo
*Jornalista formado pelo UNI-BH e pós-graduado em Produção e Crítica Cultural pela PUC Minas.

Siga @miguel.arcanjo no Instagram

Please follow and like us:
The Crown mostra que Charles traiu Diana Caetano Veloso se emociona em show após morte de Gal Costa Prêmio Arcanjo de Cultura acontece no Teatro Sérgio Cardoso Gal Costa morre aos 77 anos Festival Satyrianas tem mil artistas na Praça Roosevelt