Black Mirror no teatro: 1984 e O Planeta dos Esquecidos têm clima futurista

Peças apostam em futuro distópico como na série “Black Mirror” levando a ficção científica para o teatro: à esquerda, os atores Rogerio Brito, Rodrigo Caetano e Fabio Redkowicz em “1984”, à direita, a atriz Francis Helena Cozta, em “O Planeta dos Esquecidos” – Fotos: Ronaldo Gutierrez e Fábio Hosoi/Divulgação – Blog do Arcanjo – UOL

A série “Black Mirror” faz sucesso mundial no Netflix e arrebata fãs com uma visão futurista distópica do mundo.

Pois o clima de ficção científica sai da tela do computador e invade também os palcos de São Paulo.

Duas estreias neste fim de semana comprovam que peças futuristas são a bola da vez no teatro paulistano.

Elenco da peça “1984”, baseada no célebre romance: em cartaz no Sesc Consolação – Foto: Ronaldo Gutierrez com arte de Laerte Késsimos/Divulgação – Blog do Arcanjo – UOL

A primeira, que estreou nesta sexta (1º), no Teatro Anchieta do Sesc Consolação, é “1984“.

O premiado diretor Zé Henrique de Paula apresenta sua versão para o texto baseado no premonitório romance homônimo escrito pelo britânico George Orwell em 1949.

“Esta montagem de ‘1984’ vem contaminada dessa revolta, dessa profunda indignação em relação à ‘Polícia das Ideias’ que persegue o livre pensamento e vaporiza quem não corrobora o sistema”, diz o diretor, citando a “sequência interminável de notícias falsas que confundem e manipulam os fatos”.

Estão no elenco de “1984” Carmo Dalla Vecchia, Rodrigo Caetano, Gabriela Fontana, Eric Lenate, Rogerio Brito, Inês Aranha, Laerte Késsimos, Fabio Redkowicz e Chiara Scallet.

Os atores Raissa Chadad e Luccas Papp (também autor) na peça “O Planeta dos Esquecidos”, que estrei este sábado (2), às 18h30, no Teatro Viradalata – Foto: Fábio Hosoi/Divulgação – Blog do Arcanjo – UOL

Já neste sábado (2) é a vez de estrear “O Planeta dos Esquecidos“, de Luccas Papp sob direção de Dan Rosseto, no Teatro Viradalata.

Estão no elenco da peça que se passa em 2087 Luccas Papp, Francis Helena Cozta, Raissa Chadad e Wilson Gomes. Os personagens vivem em uma terra atormentada por um vírus mortal.

A sobrevivência em um novo planeta e a controversa seleção genética são pano de fundo da obra futurista repleta de suspense.

“A peça pretende questionar as ações do homem no presente para um melhor futuro usando um discurso realista, abordando temáticas como a relação entre homem e máquina, tecnologia, clonagem, traumas, perdas, alienação”, diz Rosseto, que ao lado do produtor Fabio Camara criou um cenário de dois andares e um palco 360 graus.

Tudo pra ficar cada vez mais perto do futuro, a cada dia mais presente.

Siga Miguel Arcanjo Prado no Instagram

“1984”
Sexta e sábado, 21h, domingo, 18h. Sesc Consolação (r. Dr. Vila Nova, 245, metrô Higienópolis-Mackenzie). R$ 12 a R$ 40. Até 8/7.

“O Planeta dos Esquecidos”
Sábado, 18h30. Teatro Viradalata (r. Apinajés, 1387, metrô Sumaré). R$ 30 e R$ 60. Até 28/7.

Você pode gostar...