Bonitinha, mas Ordinária ganha nova versão no teatro de SP

Bonitinha mas Ordinária estreia nesta sexta (1º) no Teatro Augusta, em SP: os atores Monique Hortolani, Josias Souza, Cal Titanero, Pedro Paulo Eva e Stella Portieri – Foto: Bob Sousa/Divulgação – Blog do Arcanjo/UOL

A peça “Otto Lara Resende ou Bonitinha mas Ordinária”, texto clássico de Nelson Rodrigues, está de volta aos palcos de São Paulo sob direção de Luis Artur Nunes. A obra estreia nesta sexta (1º) no Teatro Augusta (r. Augusta, 943), em São Paulo, onde fica em cartaz até 1º de julho, sexta, 21h, sábado, 19h e domingo, 18h, com ingresso a preço popular: apenas R$ 20 a inteira.

A dramaturgia rodrigueana conta a história de Edgard (Cal Titanero), jovem pobre e ambicioso que recebe uma proposta irrecusável para subir na vida: casar-se com a filha de seu patrão, o Dr. Werneck (Pedro Paulo Eva), um milionário devasso e amoral. Para isso, precisa esquecer o amor pela vizinha pobre, Ritinha (Monique Hortolani). A moça rica, Maria Cecília (Stella Portieri), recém saída do colégio, teria sido violentada em uma situação nebulosa, o que impediria um possível casamento.

O elenco da peça ainda traz Josias Souza, Emerson Natividade, Breno Viilas Boas, Adão Filho, Angelo Aleixo, Victoria Blat, Taisa Pelosi, Carol Rossi e Renata Souza. A obra ainda tem assistência de direção de Mauricio Spina e Carol Guimarães, preparação corporal de Vitor Vieira, vocal de Cinthya Chaves, cenografia e figurino de Stella Portieri e iluminação de Fábio Cabral.

Uma das frases lendárias da peça, cunhada pelo genial Nelson Rodrigues, é “o mineiro só é solidário no câncer”.

Siga Miguel Arcanjo no Instagram

Você pode gostar...