Ícone do teatro, Yoshi Oida faz encontro e ópera em SP

Nome importante do teatro, Yoshi Oida faz temporada em São Paulo – Foto: Mamoru Sakamoto/Divulgação

Nascido no Japão e radicado em Paris, onde trabalhou nos espetáculos mais importantes de Peter Brook, o diretor Yoshi Oida é um dos nomes mais importantes do teatro no mundo. Seus livros sobre interpretação, “Um Ator Errante”, “O Ator Invisível” e “Artimanhas do Ator”, são clássicos.

Ele está em São Paulo, onde participa de um encontro com o público nesta quinta (7), às 20h30, no Teatro Paulo Autran do Sesc Pinheiros. A entrada é gratuita e os ingressos serão distribuídos a partir das 14h na bilheteria do local.

No mesmo Teatro Paulo Autran, estreia em 16 de dezembro a montagem operística de “A Canção da Terra” (Das Lied Von der Erde, em alemão), de Gustav Mahler, com direção cênica de Oida.

A obra será encenada em dez récitas, nos dias 16, 17, 19, 20 de dezembro e 5, 6, 7, 12, 13 e 14 de janeiro com ingresso a R$ 60 e R$ 30.

A peça é baseada em poemas chineses de Tai–Po, Tchang–Tsi, Mong–Kao–Yen e Wang–Wei, entre outros poetas do séc 13.

Os poemas retratam as antíteses constantes de se conceber beleza à vida, que tem como cenário de contemplação à natureza, a própria Terra, em contraponto à solidão, nostalgia, melancolia e a morte como objetivo final.

Na montagem, Yoshi Oida alinha elementos orientais em que a sinergia entre a música sinfônica, as interpretações do tenor Miguel Geraldi e da mezzo-soprano Massami Ganev estejam em diálogo com as atuações dos atores Fabrício Licursi, Gum Tanaka, Jimmy Wong e Toshi Tanaka, que interpretarão monges budistas.

Siga Miguel Arcanjo no Instagram
Curta Miguel Arcanjo no Facebook

Você pode gostar...