Peça expõe reunião militar que decretou o AI-5 em 1968

Espetáculo “AI-5” está em cartaz no Casarão do Belvedere, em SP – Foto: Divulgação

Por Miguel Arcanjo Prado

Os militares que participaram da reunião do Conselho Nacional de Segurança de 13 de dezembro de 1968, que terminou com a promulgação do AI-5, provavelmente não poderiam imaginar que um dia aquele encontro secreto poderia ser encenado de forma crítica e democrática em uma peça de teatro.

O decreto que saiu naquele dia histórico cassou os direitos civis e políticos dos brasileiros, mergulhando o País em um período de repressão e violência de Estado, naquele dia que abriria a era mais tenebrosa e sangrenta da ditadura civil-militar que vigorou no Brasil entre 1964-1985.

O que foi dito naquele fatídico dia é repetido por atores na peça “AI-5”, com direção de Paulo Maeda e assistência de direção de Thammy Alonso. A obra fica em cartaz todas as sextas, em dois horários, 19h e 21h30, até 28 de abril, com entrada a R$ 30 a inteira (apenas em dinheiro) no Casarão do Belvedere (r. Pedroso, 267, metrô São Joaquim), em São Paulo.

Para os artistas, o encontro do passado está mais perto do presente do que possamos imaginar. “As palavras ditas naquela ocasião são assustadoramente semelhantes com a que temos ouvido nos dias de hoje”, fala o ator Cristiano Alfer.

Para o diretor Paulo Maeda, é preciso escutar com atenção os argumentos utilizados em 13 de dezembro de 1968 “para que seja feito um paralelo, uma ponte, para que possamos olhar o que está acontecendo à nossa volta”, lembrando que os dias atuais são de “atrocidades, intolerância e violência”.

Estão em cena André Castelani, André Pastore, Caio Marinho, Francisco Damasceno, Cristiano Alfer, Emerson Grotti, Gero Santana, Lucas Scandura, Marcelo Coutello, Mario Spatizziani, Pedro Felício, Rafael Castro, Ramon Gustaff, Ricardo Socalschi, Roberto Mello, Rogério Fraulo, Thales Alves, Thammy Alonso, Thiago Marques, Thiago Meiron e Wilson Saraiva.

Siga Miguel Arcanjo Prado no Facebook, no Twitter e no Instagram.

Você pode gostar...