Após conquistar Paris, atriz Rita Grillo vive dor de mulher aflita na 2ª Guerra Mundial

Rita Grillo em cena no monólogo "A Dor": curta temporada em São Paulo - Foto: Victor Iemini

Rita Grillo em cena no monólogo “A Dor”: curta temporada em São Paulo – Foto: Victor Iemini

Por Miguel Arcanjo Prado

Após conquistar seu lugar no teatro francês, a atriz Rita Grillo estreia o monólogo “A Dor” nesta quarta (11), no Teatro Pequeno Ato, em São Paulo. A montagem é inspirada na vida da escritora francesa Marguerite Duras (1914-1926).

A peça, produção da Vulcão [criação e pesquisa cênica], conta a história de uma mulher angustiada à espera de seu marido, preso em um campo de concentração durante a 2ª Guerra Mundial, sob direção de Vanessa Bruno.

Na peça, Rita Grillo caminha em terreno conhecido, já que pesquisa Marguerite Duras desde 2008. Com francês fluente, ela mesma traduziu o livro “A Dor” da escritora para transformá-lo nesta adaptação teatral.

Entre 2003 e 2005, Rita estudou na Université Sorbonne Nouvelle Paris 3. Desde então, nunca abandonou as raízes que criou na França, onde já trabalhou com atriz e também como assistente de direção de Anne Kessler no histórico grupo Comédie Française, fundado em 1680 e o mais importante da França.

Para a atriz, “A Dor” é “um relato terrível e profundamente humano”. A montagem faz curta temporada, até 22 de janeiro, de quarta a domingo, sendo que após a sessão das quintas haverá bate-papo com convidados e o público.

Vanessa Bruno define Marguerite Duras como “realmente uma mulher do século 20”, lembrando que a autora passou por “guerras, resistência e machismo”. A diretora ainda revela que, na peça, há a presença de “conexões autobiográficas da atriz”.

A dor da personagem está rodeada de tons sépias da cenografia criada por Anne Cerutti, reforçado pela luz de Aline Santini. O objetivo, segundo as artistas, é criar um “estado febril da personagem, de memória fragmentada”. Durante a temporada da peça, a atriz Rita Grillo dará duas oficinas para atores e estudantes de teatro.

“A Dor”
Quando: De 11 a 22/01/2017. Quarta a sábado, 20h30, domingo, 19h. 50 min.
Onde: Teatro Pequeno Ato – R. Dr. Teodoro Baima, 78, metrô República, São Paulo, tel. 11 99642-8350
Quanto: R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia-entrada)
Classificação etária: 14 anos

Siga Miguel Arcanjo Prado no Facebook, no Twitter e no Instagram.

Please follow and like us:
Surra de estilo: Prêmio Bibi Ferreira 2022 Grammy Latino 2022: Veja brasileiros indicados! Travessia estreia em 10 de outubro na Globo Fred Raposo é destaque no Mirada Maitê Proença estreia O Pior de Mim em SP