Parque do Rio Bixiga sonhado por Zé Celso pode virar realidade em terreno de Silvio Santos

Zé Celso no Teatro Oficina: sonho em transformar o terreno ao redor de Silvio Santos em um parque público pode virar realidade © Jennifer Glass Divulgação Blog do Arcanjo 2024

Por MIGUEL ARCANJO PRADO
@miguel.arcanjo

Pode virar realidade o último sonho do diretor do Teatro Oficina Zé Celso Martinez Corrêa.: tansformar o terreno de Silvio Santos ao lado do histórico espaço cultural no Parque Rio-Bixiga.

A Justiça autorizou uma verba de R$ 51 milhões para a compra de um terreno de 11 mil m² que poderá abrigar o parque, segundo reportagem de Humberto Maruchel, da Bravo. De acordo com a matéria, o Ministério Público indicou que R$ 51 milhões fossem destinados à compra do terreno pertencente ao Grupo Sílvio Santos, que pretendia erguer três prédios gigantes no local, onde já havia proposto até mesmo um shopping.

A verba, fruto do acordo entre MP e Prefeitura, viria da Uninove, uma das maiores universidades privadas do país, após a instituição de ensino assinar termo com o MP para destinar cerca de R$ 1 bilhão para evitar um processo por suspeita de pagar propina para evitar pagar imposto.

As torres de Silvio Santos ao lado do Teatro Oficina foram indeferidas em 2016 pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico (Condephaat). Segundo a Folha de S.Paulo, a Prefeitura irá realizar uma avaliação financeira do terreno. Segundo a Bravo, há a hipótese de que o Grupo Silvio Santos quisesse vender o lote por R$ 80 milhões, valor acima do disponibilizado pela Justiça.

Em janeiro último, o prefeito Ricardo Nunes (MDB) protocolou um projeto que inclui o parque no Plano Diretor Estratégico. Isso representou uma mudança no Executivo municipal, já que em 2020, o prefeito Bruno Covas vetou outra proposta do ex-vereador Gilberto Natalini (PV), aprovada na Câmara Municipal.

Em entrevista para a Bravo, Camila Mota, diretora da peça Mutação de Apoteose, em cartaz atualmente no Oficina e que tem no enredo o Parque Rio-Bixiga, disse que “colocar isso como uma questão de Zé Celso vs Silvio Santos, reduz muito a discussão, porque você tira de cena todas as outras perspectivas, como a emergência climática, o adensamento urbano”. E lembrou que um estudo atestou que a água do Rio Bixiga, pertencente à Bacia do Anhangabaú, é potável. Para ela, ter qualquer parque no lugar de torre será “uma grande vitória”.

Aguardemos os próximos capítulos.

Siga @miguel.arcanjo no Instagram

Ouça Arcanjo Pod no Spotify

Blog do Arcanjo no YouTube

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é miguel-arcanjo-prado-foto-edson-lopes-jr.jpg

Jornalista cultural influente e respeitado no Brasil, Miguel Arcanjo Prado é CEO do Blog do Arcanjo, fundado em 2012, e do Prêmio Arcanjo, desde 2019. É Mestre em Artes pela UNESP, Pós-graduado em Mídia e Cultura pela ECA-USP, Bacharel em Comunicação pela UFMG e Crítico da APCA – Associação Paulista de Críticos de Artes, da qual foi vice-presidente. Coordena a Extensão Cultural da SP Escola de Teatro e apresenta o Arcanjo Pod. Eleito três vezes um dos melhores jornalistas culturais do Brasil pelo Prêmio Comunique-se. Passou por Globo, Record, R7, Record News, Folha, Abril, Huffpost Brasil, Notícias da TV, Contigo, Superinteressante, Band, CBN, Gazeta, UOL, UMA, OFuxico, Rede TV!, Rede Brasil, Versatille, TV UFMG e O Pasquim 21. Integra o júri de Prêmio Arcanjo, Prêmio Jabuti, Prêmio Governador do Estado de São Paulo, Prêmio Sesc Melhores Filmes, Prêmio Bibi Ferreira, Prêmio Destaque Imprensa Digital, Prêmio Guia da Folha e Prêmio Canal Brasil de Curtas. Vencedor do Troféu Nelson Rodrigues, Prêmio Destaque em Comunicação Nacional ANCEC, Troféu Inspiração do Amanhã, Prêmio África Brasil, Prêmio Leda Maria Martins e Medalha Mário de Andrade do Prêmio Governador do Estado, maior honraria na área de Letras de São Paulo.
Foto: Edson Lopes Jr.
© Blog do Arcanjo – Entretenimento por Miguel Arcanjo Prado | Todos os direitos reservados.

Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *