O Samba das Moças faz sessão grátis no Dia da Consciência Negra no Teatro Sérgio Cardoso

O Samba das Moças tem sessão grátis no Teatro Sérgio Cardoso © Divulgação Blog do Arcanjo 2023

Por MIGUEL ARCANJO PRADO
@miguel.arcanjo

Uma excelente opção de espetáculo gratuito neste feriado do Dia da Consciência Negra é O Samba das Moças, com entrada gratuita nesta segunda, 20 de novembro, às 20h e ingressos distribuídos a partir das 18h na bilheteria do Teatro Sérgio Cardoso, na Bela Vista, em São Paulo. A obra homenageia três grandes artistas negras brasileiras: Ivone Lara, Clara Nunes e Alcione. Adriana Lessa apresenta a noite que tem as cantoras convidadas Anastácia Lia, Grazzi Brasil e Bruna de Paula. A direção geral e de produção é de Jô Santana, com direção musical de Guilherme Terra.

Do Rio vem Ivone, de Minas vem Clara, do Maranhão vem Alcione. Cantoras, autoras de suas próprias histórias e de canções e momentos históricos para a música e para a cultura brasileiras.

Dona Ivone Lara vem de lá pequenininho, pois alguém lhe avisou pra pisar nesse chão devagarinho. Clara Nunes é a tal mineira, que dentro do samba nasceu, se criou, se converteu e afirmou que ninguém vai tombar sua bandeira. E Alcione é aquela que não vai deixar o samba morrer ou acabar, pois o morro foi feito de samba, de samba pra gente sambar.

Em “O Samba das Moças”, três lindas e pretas moças, através de uma dramaturgia, cantam e contam as trajetórias desses baluartes da nossa cultura. Como princesas que reverenciam suas rainhas, em um rito de celebração de quem veio, quem foi, quem aqui está e também de quem ainda virá.

Com canções bastantes conhecidas do grande público, entremeadas por textos essenciais de grandes autoras negras, interpretadas por Adriana Lessa com projeções de imagens e com figurino e cenografia originais e uma banda composta por mulheres, este Show pretende marcar plateias, por onde passar, com noites memoráveis, daquelas que são capazes de inspirar reflexões, paixões, mudanças de vida.

“O Samba das Moças” é, em momentos, singelo como a brisa, em outros como um vento cortante e ainda pode ser revolucionário como um furacão – mas daqueles que vem não pra destruir e sim pra colocar tudo no seu devido lugar.

Siga @miguel.arcanjo no Instagram

Ouça Arcanjo Pod no Spotify

Blog do Arcanjo no YouTube

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é miguel-arcanjo-prado-foto-edson-lopes-jr.jpg

Jornalista cultural influente e respeitado no Brasil, Miguel Arcanjo Prado é CEO do Blog do Arcanjo, fundado em 2012, e do Prêmio Arcanjo, desde 2019. É Mestre em Artes pela UNESP, Pós-graduado em Mídia e Cultura pela ECA-USP, Bacharel em Comunicação pela UFMG e Crítico da APCA – Associação Paulista de Críticos de Artes, da qual foi vice-presidente. Coordena a Extensão Cultural da SP Escola de Teatro e apresenta o Arcanjo Pod. Eleito três vezes um dos melhores jornalistas culturais do Brasil pelo Prêmio Comunique-se. Passou por Globo, Record, R7, Record News, Folha, Abril, Huffpost Brasil, Notícias da TV, Contigo, Superinteressante, Band, CBN, Gazeta, UOL, UMA, OFuxico, Rede TV!, Rede Brasil, Versatille, TV UFMG e O Pasquim 21. Integra o júri de Prêmio Arcanjo, Prêmio Jabuti, Prêmio Governador do Estado de São Paulo, Prêmio Sesc Melhores Filmes, Prêmio Bibi Ferreira, Prêmio Destaque Imprensa Digital, Prêmio Guia da Folha e Prêmio Canal Brasil de Curtas. Vencedor do Troféu Nelson Rodrigues, Prêmio Destaque em Comunicação Nacional ANCEC, Troféu Inspiração do Amanhã, Prêmio África Brasil, Prêmio Leda Maria Martins e Medalha Mário de Andrade do Prêmio Governador do Estado, maior honraria na área de Letras de São Paulo.
Foto: Edson Lopes Jr.
© Blog do Arcanjo – Entretenimento por Miguel Arcanjo Prado | Todos os direitos reservados.

Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *