Festival de Curitiba retoma Fringe, muda curadoria e faz 31ª edição de 28 de março a 9 de abril de 2023

Cena de espetáculo do Fringe no Festival de Teatro de Curitiba: relação com a a cidade está de volta – Foto: Daniel Sorrentino – Blog do Arcanjo

Por MIGUEL ARCANJO PRADO
@miguel.arcanjo

Mais importante evento das artes cênicas da América Latina, o Festival de Curitiba, que neste mê recebeu o Prêmio Arcanjo, realiza sua 31º edição de 28 de março a 9 de abril de 2023. O maior festival de teatro do Brasil voltará com o Fringe, sua mostra cênica democrática e livre de curadoria. Já a Mostra Lucia Camargo ganha três novos curadores: o dramaturgo Patrick Pessoa, a atriz e diretora Giovana Soar e a pesquisadora cênica Daniele Sampaio.

Com alegria recebemos os novos nomes que irão compor o projeto curatorial do Festival pelos próximos dois anos, substituindo Guilherme Weber e Márcio Abreu, que fizeram um trabalho brilhante e que, com certeza, ficará marcado na história da Mostra Lucia Camargo e de todo o teatro nacional.

Leandro Knopfholz
idealizador e diretor do Festival de Curitiba

Os novos curadores são três grandes nomes da pesquisa, do estudo e da gestão cultural no Brasil. Três perfis com olhares distintos, tanto no setor acadêmico, como na produção e, até mesmo, na atuação. Acreditamos que a junção dos três novos curadores trará uma grande profusão artística para a Mostra Lucia Camargo.

Fabíula Passini
diretora do Festival de Curitiba
A diretora Fabíula Passini recebe o Prêmio Arcanjo pelos 30 anos do Festival de Curitiba – Foto: Rafa Marques – Blog do Arcanjo
Atores da peça The Celio Cruz Show, um dos destaques do Fringe em 2015 – Foto: Nilton Russo – Blog do Arcanjo

Fringe de cara nova

Inspirado no Fringe do Festival de Edimburgo, na Escócia, o Fringe curitibano é uma tradicional mostra aberta sem o crivo da curadoria do evento, em que companhias de teatro, circo, música, dança, bem como outras vertentes artísticas, de várias partes do Brasil e de outros países, que participam do Festival de Curitiba por meio de cadastro voluntário. Após hiato de três anos, por conta da pandemia, o evento volta à programação com novidades.

Os cadastros para projetos já estão abertos e podem ser realizados até o dia 18 de dezembro, por meio da plataforma online CACO, uma ferramenta que conecta profissionais do setor cultural, com espaços para divulgação de trabalhos, observações das tendências da arte e de novas oportunidades, pelo endereço www.caco.show/fringe.

O Fringe tem uma história de 25 anos, como um grande celeiro e encontro das artes cênicas do Brasil e da América Latina. Durante essas duas décadas e meia, o cenário mudou, o teatro evoluiu e a forma de nos comunicarmos também avançou várias vezes. É por isso que a cada período o Fringe se reestrutura e, para essa volta tão significativa, buscamos aperfeiçoar o formato de espaços de apresentações.

Priscila de Morais
coordenadora do Fringe
Fringe é espaço para novos rostos no teatro brasileiro: Ricardo Nolasco, Leonarda Glïck e Stéfano Belo, da Selvática Ações Artísticas, grupo curitibano que cresceu após destaque no Fringe, em foto de 2015 – Foto: Annelize Tozetto – Blog do Arcanjo

Com nova identidade visual, o Fringe também passa por uma manutenção e atualização, abrindo espaço para cadastros de projetos em três tipos de formatos.

O primeiro é em dimensão de Mostra – evento que concentra atividades artísticas com a mesma temática ou conceito proposto por grupos, coletivos e instituições, com duração de quatro (4) até seis (6) dias, que contenha no mínimo cinco (5) atividades distintas em pelo menos dez (10) sessões.

O segundo é na configuração de Rua – para espetáculos que serão programados em logradouros públicos de Curitiba e de cidades da Região Metropolitana, com produção da organização do evento, em formatação em comum acordo entre artistas e o Fringe.

E, por último, no modelo Independente – em que espaços culturais de Curitiba e região, recebem eventos artísticos ou montam sua própria programação durante o período do Festival de Curitiba. Nesta configuração, os espaços realizam os procedimentos de negociação com as próprias companhias.

O Fringe também terá em 2023 uma Rodada de Conexões das Artes Cênicas.

Eternizando o teatro em imagens – Fotógrafos oficiais do 30º Festival de Curitiba: Lina Sumizono, Rodrigo Leal, Dayana Jacqueline, Daniel Sorrentino, Virginia Benevenuto, Annelize Tozetto e Humberto Araujo – Foto: Iara Eliz – Blog do Arcanjo
Público chega ao oitavo Gastronomix no 25º Festival de Curitiba em 2016 – Foto: Diego Pisante – Blog do Arcanjo

+ Eventos


Além da Mostra Lucia Camargo e do Fringe, o Festival de Curitiba é composto por vários outros projetos e eventos culturais e artísticos, que promovem uma grande pluralidade, como o Risorama – sob os cuidados do humorista anfitrião Diogo Portugal reúne os melhores performers de stand-up comedy do país; o MishMash – com o foco em programação familiar oferece atrações variadas como circo, mágica, malabarismo e comédia para divertir todas as idades; o Guritiba – voltado ao público infantil e juvenil com espetáculos teatrais e musicais, além de promover ações sociais itinerantes; o Gastronomix – evento musical e artístico aliado com o setor gastronômico, carinhosamente chamado de “quermesse de alta gastronomia”, em que oferece um diverso cardápio criado por grandes chefs brasileiros, a preços acessíveis, em um clima descontraído; a Mostra Festival na Rua – que transforma os espaços públicos durante o período em uma nova rotina da capital paranaense, levando arte para vários pontos da cidade de forma totalmente gratuita e ao alcance de todos; o Interlocuções – com programação inteira gratuita, promovendo debates, oficinas, encontros, lançamento de livros, exibição de filmes e outras experiências para aprofundar a troca de ideias entre artistas e público; bem como outras iniciativas artísticas paralelas, que farão parte da 31ª edição do Festival de Curitiba.

Larissa Luz no musical Elza no Festival de Curitiba de 2019 – Foto: Annelize Tozetto – Blog do Arcanjo

Você pode saber das novidades do Festival de Curitiba pelo site www.festivaldecuritiba.com.br e pelas redes sociais oficiais, pelo Instagram @festivaldecuritiba, Facebook @festivaldecuritiba, Twitter @fest_curitiba, TikTok @festivaldecuritiba  e youtube.com/user/festcuritiba. O Fringe também mantém seus próprios canais de comunicação, acesse www.fringe.com.br, o Instagram @fringecuritiba e o Facebook @fringecuritiba.

Um gigante dragão colorido de balões impactou o público do MishMash no 25º Festival de Teatro de Curitiba em 2016 – Foto: Daniel Sorrentino – Blog do Arcanjo

Siga @miguel.arcanjo

Inscreva-se no canal Blog do Arcanjo

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é miguel-arcanjo-prado-foto-edson-lopes-jr.jpg

Um dos mais influentes e respeitados jornalistas e críticos culturais do Brasil, Miguel Arcanjo Prado dirige o Blog do Arcanjo e o Prêmio Arcanjo. É mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Mídia e Cultura pela ECA-USP, bacharel em Comunicação Social pela UFMG e crítico da APCA – Associação Paulista de Críticos de Artes, da qual foi vice-presidente. Coordena a Extensão Cultural da SP Escola de Teatro e faz o Podcast do Arcanjo. Foi eleito entre os melhores jornalistas de Cultura do Brasil pelo Prêmio Comunique-se e Prêmio Governador do Estado de São Paulo. Passou por Globo, Record, R7, Record News, Folha, Abril, Huffpost Brasil, Notícias da TV, Contigo, Superinteressante, Band, Gazeta, UOL, Uma, Rede TV!, Rede Brasil, TV UFMG e O Pasquim 21. É jurado das premiações Prêmio Arcanjo, Sesc Melhores Filmes, Prêmio Bibi Ferreira, Prêmio Destaque Digital, Melhores do Ano Guia da Folha, Prêmios ANCEC e Prêmio Canal Brasil de Curtas. É vencedor do Troféu Nelson Rodrigues, Prêmio Destaque em Comunicação Nacional ANCEC, Troféu Inspiração do Amanhã e Prêmio África Brasil.
Foto: Edson Lopes Jr.
© Blog do Arcanjo – Entretenimento e Cultura por Miguel Arcanjo Prado | Todos os direitos reservados.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é podcast-do-arcanjo.jpg
Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Crítica | Anitta maceta sons do Brasil no álbum À Procura da Anitta Perfeita e supera críticas com hits do verão Brasil e Argentina se beijam na Copa do Mundo do Qatar 2022 Após críticas, Nômade Festival coloca negros com Erykah Badu Festival de Curitiba anuncia novidades em 2023 II Expo Internacional Consciência Negra SP