II Expo Internacional Consciência Negra tem Péricles, Luedji Luna, Majur, Luciana Mello e Fundo de Quintal de graça

Por MIGUEL ARCANJO PRADO
@miguel.arcanjo

Shows grátis de nomes como Péricles, Luedji Luna, Majur, Luciana Mello e Fundo de Quintal, produtos afros, feirinha gastronômica, debates e muito mais! A Prefeitura de São Paulo promove até domingo (20), a II Expo Internacional Dia da Consciência Negra. O objetivo é engajar a população e promover a igualdade racial no país e na América Latina. O evento, organizado pela Secretaria Municipal de Relações Internacionais, teve sua abertura nesta quinta-feira (17), no Expo Center Norte, com a presença do prefeito Ricardo Nunes.

Segundo ele, o combate ao racismo é uma política pública em São Paulo. “Está incorporada à administração como princípio, como valor essencial. A criação da Expo, no ano passado, com o lançamento do Farol Antirracista, foi um marco para a capital. A realização da segunda edição reafirma o compromisso da administração municipal e um grande avanço, A capital da diversidade não tolera segregação. Aqui se respeita a população negra, valoriza sua identidade e incentiva a expressão da sua cultura”, destacou o prefeito.

A proposta da Expo Internacional Dia da Consciência Negra é discutir a luta do movimento negro no Brasil pela abolição da escravatura, as raízes do racismo estrutural e difundir a cultura negra. “Falaremos dos movimentos e das lideranças que foram esquecidas ou apagadas ao longo da história”, enfatiza a secretária municipal de Relações Internacionais, Marta Suplicy.

A II Expo Internacional Dia da Consciência Negra acontece nos dias 18 e 19, das 10h às 22h, e no dia 20, das 10h às 20h. A Expo Center Norte fica na Rua José Bernardo Pinto, 333, Vila Guilherme. Os visitantes vão encontrar transporte gratuito nas estações Tietê e Barra Funda. A entrada no evento é gratuita.

II Expo Internacional Dia da Consciência Negra

Expo Center Norte – Rua José Bernardo Pinto, 333, Vila Guilherme
Transporte gratuito nas estações Tietê e Barra Funda. A entrada no evento é gratuita.

Shows e atrações

O evento contará com acessibilidade a todos os públicos e terá transmissão ao vivo. O programa foi elaborado a partir de três eixos: cultura, educação e justiça.

Autoridades na temática, tanto do Brasil quanto de outros países, realizarão debates sobre diversos âmbitos do racismo estrutural. A mostra também exibirá espetáculos musicais e apresentações. Terá 74 estandes comerciais e 26 institucionais, área expositiva, espaço infantil, denominado Erê e alas de Cultura, Educação e Comunidade, além de uma ampla área de alimentação. Os locais contarão com cenografia personalizada, inspirada nas matrizes sociais e culturais africanas e afro-brasileiras.

O Espaço Cultura celebrará a identidade negra, expondo seus signos, atos icônicos, religiões, gastronomia e expressões artísticas. Sua finalidade é reconhecer e inspirar novas ideias e possibilidades igualitárias.
Produções, invenções e descobertas do povo negro e suas contribuições para a sociedade são o destaque do Espaço Educação. Nele também haverá também contação de histórias africanas para crianças, rodas de conversas e jogos típicos. A finalidade é mostrar que é possível educar de forma inclusiva e antirracista.

O Espaço Comunidade pretende enaltecer a comunidade preta, falar sobre seu protagonismo e conscientizar os visitantes sobre igualdade racial, respeito e justiça. Reflexões sobre moda, saúde e música, entre outros temas, integram a grade de atividades deste ponto da exposição.
Destinado às crianças, o Espaço Erê promoverá uma programação especial para os jovens com educação lúdica, espaço tátil e diverso, com contações de histórias africanas, estátuas vivas de personalidades negras, além de apresentação circense.

Painéis
No mezanino de debates serão apresentados 11 painéis, nos quais personalidades, autoridades nacionais e internacionais discutirão temáticas negras, diversidade, igualdade racial, sociedade, cultura e economia.
Para Tom Farias, curador da Expo, os painéis abordarão tópicos cruciais sobre o processo de constituição do racismo no estado brasileiro e o papel da abolição da escravatura para a população negra, com reflexões sobre que rumo tomar a partir de suas causas e efeitos.
O curador também destaca que o Dia da Consciência Negra, criado em São Paulo há 18 anos, pela lei municipal 13.707, de 7/1/2004, impulsionou a criação da celebração em mais municípios e estados. Hoje, mais de mil cidades brasileiras, além de Alagoas, Amazonas, Amapá, Mato Grosso e Rio de Janeiro comemoram a data.

Conversas
A Secretaria Municipal de Justiça promoverá rodas de conversas durante a II Expo Internacional Dia da Consciência Negra. Haverá programação especial diária, com destaque para a sexta-feira (18) e sábado (19), com palestras de estudiosos e especialistas nas áreas jurídica e de saúde pública, acompanhadas de rodas de conversas sobre os temas. Clique aqui para ter acesso à grade 

Roleta
Em formato de jogo, a Roleta Saiba Direito poderá ser encontrada no estande da Secretaria Municipal de Justiça sexta-feira (18), sábado (19) e domingo (20). Com mais de 70 questões, incentiva o aprendizado diante de questões como racismo estrutural; usocapião; diferença entre furto e roubo e ações coletivas para defesa dos direitos da população negra, entre outros temas.

Horários

Palco principal
Sexta-feira (18)
13h30 às 14h30 – Samba da Vela convida Anderson Tobias (show)
19h às 20h – Ao Cubo (show)
21h às 22h – Majur (show)

Sábado (19)
13h30 às 14h30 – Samba de Dandara (show)
19h às 20h – Black Mad e DJ Easy Nylon (baile nostalgia)
20h30 às 22h – Fundo de Quintal (show)

Domingo (20)
10h30 às 11h40 – Dexter, Marcivan, Canuto (painel de debate sobre a população carcerária)
15h às 16h – Luciana Mello e Walmir Borges (show)
17h às 18h – Luedji Luna e Rincon Sapiência (show)
19h às 20h – Péricles (show)

Painéis
Sexta-feira (18)
Painel 1 – Sentido de Liberdade: Independência, abolição, quilombismo” – 10h30 às 11h30
Painel 2 – Produção literária sob contexto da pós-abolição – 13h às 14h
Painel 3 – Biografias negras: os retratos do Brasil – 14h20 às 15h20
Painel 4 – Modernismos e modernidades: Os Lima Barreto de Hoje –
15h40 às 16h40
Painel 5 – Racismo no esporte: futebol e afins – 17h às 18h

Sábado (19)
Painel 1 – Processos de apagamentos: práticas do racismo dentro e fora do ambiente corporativo – 10h30 às 11h30
Painel 2 – Sobre o amor: o que os mitos e a filosofia africana têm a nos dizer –13h às 14h
Painel 3 – Herdeiros de candices: histórias, heranças e literaturas –14h20 às 15h20
Painel 4 – A filosofia pela ancestralidade: histórias, legados
15h40 às 16h40
Painel 5 – Sobre racismo e desigualdade ante os medidores sociais – 17h às 18h

Domingo (20)
Painel Especial – População carcerária – 10h30 às 11h30

Siga @miguel.arcanjo

Inscreva-se no canal Blog do Arcanjo

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é miguel-arcanjo-prado-foto-edson-lopes-jr.jpg

Um dos mais influentes e respeitados jornalistas e críticos culturais do Brasil, Miguel Arcanjo Prado dirige o Blog do Arcanjo e o Prêmio Arcanjo. É mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Mídia e Cultura pela ECA-USP, bacharel em Comunicação Social pela UFMG e crítico da APCA – Associação Paulista de Críticos de Artes, da qual foi vice-presidente. Coordena a Extensão Cultural da SP Escola de Teatro e faz o Podcast do Arcanjo. Foi eleito entre os melhores jornalistas de Cultura do Brasil pelo Prêmio Comunique-se e Prêmio Governador do Estado de São Paulo. Passou por Globo, Record, R7, Record News, Folha, Abril, Huffpost Brasil, Notícias da TV, Contigo, Superinteressante, Band, Gazeta, UOL, Uma, Rede TV!, Rede Brasil, TV UFMG e O Pasquim 21. É jurado das premiações Prêmio Arcanjo, Sesc Melhores Filmes, Prêmio Bibi Ferreira, Prêmio Destaque Digital, Melhores do Ano Guia da Folha, Prêmios ANCEC e Prêmio Canal Brasil de Curtas. É vencedor do Troféu Nelson Rodrigues, Prêmio Destaque em Comunicação Nacional ANCEC, Troféu Inspiração do Amanhã e Prêmio África Brasil.
Foto: Edson Lopes Jr.
© Blog do Arcanjo – Entretenimento e Cultura por Miguel Arcanjo Prado | Todos os direitos reservados.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é podcast-do-arcanjo.jpg
Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Festival de Curitiba anuncia novidades em 2023 II Expo Internacional Consciência Negra SP The Crown mostra que Charles traiu Diana Caetano Veloso se emociona em show após morte de Gal Costa Prêmio Arcanjo de Cultura acontece no Teatro Sérgio Cardoso