II Expo Internacional Consciência Negra tem Péricles, Luedji Luna, Majur, Luciana Mello e Fundo de Quintal de graça

Por MIGUEL ARCANJO PRADO
@miguel.arcanjo

Shows grátis de nomes como Péricles, Luedji Luna, Majur, Luciana Mello e Fundo de Quintal, produtos afros, feirinha gastronômica, debates e muito mais! A Prefeitura de São Paulo promove até domingo (20), a II Expo Internacional Dia da Consciência Negra. O objetivo é engajar a população e promover a igualdade racial no país e na América Latina. O evento, organizado pela Secretaria Municipal de Relações Internacionais, teve sua abertura nesta quinta-feira (17), no Expo Center Norte, com a presença do prefeito Ricardo Nunes.

Segundo ele, o combate ao racismo é uma política pública em São Paulo. “Está incorporada à administração como princípio, como valor essencial. A criação da Expo, no ano passado, com o lançamento do Farol Antirracista, foi um marco para a capital. A realização da segunda edição reafirma o compromisso da administração municipal e um grande avanço, A capital da diversidade não tolera segregação. Aqui se respeita a população negra, valoriza sua identidade e incentiva a expressão da sua cultura”, destacou o prefeito.

A proposta da Expo Internacional Dia da Consciência Negra é discutir a luta do movimento negro no Brasil pela abolição da escravatura, as raízes do racismo estrutural e difundir a cultura negra. “Falaremos dos movimentos e das lideranças que foram esquecidas ou apagadas ao longo da história”, enfatiza a secretária municipal de Relações Internacionais, Marta Suplicy.

A II Expo Internacional Dia da Consciência Negra acontece nos dias 18 e 19, das 10h às 22h, e no dia 20, das 10h às 20h. A Expo Center Norte fica na Rua José Bernardo Pinto, 333, Vila Guilherme. Os visitantes vão encontrar transporte gratuito nas estações Tietê e Barra Funda. A entrada no evento é gratuita.

II Expo Internacional Dia da Consciência Negra

Expo Center Norte – Rua José Bernardo Pinto, 333, Vila Guilherme
Transporte gratuito nas estações Tietê e Barra Funda. A entrada no evento é gratuita.

Shows e atrações

O evento contará com acessibilidade a todos os públicos e terá transmissão ao vivo. O programa foi elaborado a partir de três eixos: cultura, educação e justiça.

Autoridades na temática, tanto do Brasil quanto de outros países, realizarão debates sobre diversos âmbitos do racismo estrutural. A mostra também exibirá espetáculos musicais e apresentações. Terá 74 estandes comerciais e 26 institucionais, área expositiva, espaço infantil, denominado Erê e alas de Cultura, Educação e Comunidade, além de uma ampla área de alimentação. Os locais contarão com cenografia personalizada, inspirada nas matrizes sociais e culturais africanas e afro-brasileiras.

O Espaço Cultura celebrará a identidade negra, expondo seus signos, atos icônicos, religiões, gastronomia e expressões artísticas. Sua finalidade é reconhecer e inspirar novas ideias e possibilidades igualitárias.
Produções, invenções e descobertas do povo negro e suas contribuições para a sociedade são o destaque do Espaço Educação. Nele também haverá também contação de histórias africanas para crianças, rodas de conversas e jogos típicos. A finalidade é mostrar que é possível educar de forma inclusiva e antirracista.

O Espaço Comunidade pretende enaltecer a comunidade preta, falar sobre seu protagonismo e conscientizar os visitantes sobre igualdade racial, respeito e justiça. Reflexões sobre moda, saúde e música, entre outros temas, integram a grade de atividades deste ponto da exposição.
Destinado às crianças, o Espaço Erê promoverá uma programação especial para os jovens com educação lúdica, espaço tátil e diverso, com contações de histórias africanas, estátuas vivas de personalidades negras, além de apresentação circense.

Painéis
No mezanino de debates serão apresentados 11 painéis, nos quais personalidades, autoridades nacionais e internacionais discutirão temáticas negras, diversidade, igualdade racial, sociedade, cultura e economia.
Para Tom Farias, curador da Expo, os painéis abordarão tópicos cruciais sobre o processo de constituição do racismo no estado brasileiro e o papel da abolição da escravatura para a população negra, com reflexões sobre que rumo tomar a partir de suas causas e efeitos.
O curador também destaca que o Dia da Consciência Negra, criado em São Paulo há 18 anos, pela lei municipal 13.707, de 7/1/2004, impulsionou a criação da celebração em mais municípios e estados. Hoje, mais de mil cidades brasileiras, além de Alagoas, Amazonas, Amapá, Mato Grosso e Rio de Janeiro comemoram a data.

Conversas
A Secretaria Municipal de Justiça promoverá rodas de conversas durante a II Expo Internacional Dia da Consciência Negra. Haverá programação especial diária, com destaque para a sexta-feira (18) e sábado (19), com palestras de estudiosos e especialistas nas áreas jurídica e de saúde pública, acompanhadas de rodas de conversas sobre os temas. Clique aqui para ter acesso à grade 

Roleta
Em formato de jogo, a Roleta Saiba Direito poderá ser encontrada no estande da Secretaria Municipal de Justiça sexta-feira (18), sábado (19) e domingo (20). Com mais de 70 questões, incentiva o aprendizado diante de questões como racismo estrutural; usocapião; diferença entre furto e roubo e ações coletivas para defesa dos direitos da população negra, entre outros temas.

Horários

Palco principal
Sexta-feira (18)
13h30 às 14h30 – Samba da Vela convida Anderson Tobias (show)
19h às 20h – Ao Cubo (show)
21h às 22h – Majur (show)

Sábado (19)
13h30 às 14h30 – Samba de Dandara (show)
19h às 20h – Black Mad e DJ Easy Nylon (baile nostalgia)
20h30 às 22h – Fundo de Quintal (show)

Domingo (20)
10h30 às 11h40 – Dexter, Marcivan, Canuto (painel de debate sobre a população carcerária)
15h às 16h – Luciana Mello e Walmir Borges (show)
17h às 18h – Luedji Luna e Rincon Sapiência (show)
19h às 20h – Péricles (show)

Painéis
Sexta-feira (18)
Painel 1 – Sentido de Liberdade: Independência, abolição, quilombismo” – 10h30 às 11h30
Painel 2 – Produção literária sob contexto da pós-abolição – 13h às 14h
Painel 3 – Biografias negras: os retratos do Brasil – 14h20 às 15h20
Painel 4 – Modernismos e modernidades: Os Lima Barreto de Hoje –
15h40 às 16h40
Painel 5 – Racismo no esporte: futebol e afins – 17h às 18h

Sábado (19)
Painel 1 – Processos de apagamentos: práticas do racismo dentro e fora do ambiente corporativo – 10h30 às 11h30
Painel 2 – Sobre o amor: o que os mitos e a filosofia africana têm a nos dizer –13h às 14h
Painel 3 – Herdeiros de candices: histórias, heranças e literaturas –14h20 às 15h20
Painel 4 – A filosofia pela ancestralidade: histórias, legados
15h40 às 16h40
Painel 5 – Sobre racismo e desigualdade ante os medidores sociais – 17h às 18h

Domingo (20)
Painel Especial – População carcerária – 10h30 às 11h30

Siga @miguel.arcanjo no Instagram

Ouça Arcanjo Pod no Spotify

Blog do Arcanjo no YouTube

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é miguel-arcanjo-prado-foto-edson-lopes-jr.jpg

Jornalista cultural influente e respeitado no Brasil, Miguel Arcanjo Prado é CEO do Blog do Arcanjo, fundado em 2012, e do Prêmio Arcanjo, desde 2019. É Mestre em Artes pela UNESP, Pós-graduado em Mídia e Cultura pela ECA-USP, Bacharel em Comunicação pela UFMG e Crítico da APCA – Associação Paulista de Críticos de Artes, da qual foi vice-presidente. Coordena a Extensão Cultural da SP Escola de Teatro e apresenta o Arcanjo Pod. Eleito três vezes um dos melhores jornalistas culturais do Brasil pelo Prêmio Comunique-se. Passou por Globo, Record, R7, Record News, Folha, Abril, Huffpost Brasil, Notícias da TV, Contigo, Superinteressante, Band, CBN, Gazeta, UOL, UMA, OFuxico, Rede TV!, Rede Brasil, Versatille, TV UFMG e O Pasquim 21. Integra o júri de Prêmio Arcanjo, Prêmio Jabuti, Prêmio Governador do Estado de São Paulo, Prêmio Sesc Melhores Filmes, Prêmio Bibi Ferreira, Prêmio Destaque Imprensa Digital, Prêmio Guia da Folha e Prêmio Canal Brasil de Curtas. Vencedor do Troféu Nelson Rodrigues, Prêmio Destaque em Comunicação Nacional ANCEC, Troféu Inspiração do Amanhã, Prêmio África Brasil, Prêmio Leda Maria Martins e Medalha Mário de Andrade do Prêmio Governador do Estado, maior honraria na área de Letras de São Paulo.
Foto: Edson Lopes Jr.
© Blog do Arcanjo – Entretenimento por Miguel Arcanjo Prado | Todos os direitos reservados.

Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *