Cinema do Brasil mostra força no Festival de San Sebastián em ação da Creative SP

San Sebastián, no País Basco, na Espanha: São Paulo leva dez empresas do setor audiovisual ao Festival de San Sebastián – Foto: Divulgação – Blog do Arcanjo

Por MIGUEL ARCANJO PRADO
@miguel.arcanjo

De 16 a 24 de setembro, o Festival Internacional de Cinema de San Sebastián, na Espanha, terá forte presença brasileira. Para ser mais específico, presença paulista.

Uma delegação do Cinema do Brasil – programa de promoção e internacionalização do cinema nacional – e do Creative SP – programa de promoção e internacionalização da InvestSP, da Secretaria de Cultura e Economia Criativa e da Secretaria de Relações Internacionais do Estado de São Paulo – segue para o evento e leva “na bagagem” projetos e filmes brasileiros. 

“O objetivo maior é gerar negócios. A nossa delegação de 33 empresas para o Marché du Film – Cannes, este ano, gerou imediatamente US$ 18Mi, além da expectativa de mais US$ 80Mi a ser gerado ao longo do ano”, conta Adriane Freitag, gerente do Cinema do Brasil. “Agora a expectativa de quem está indo para San Sebastián é alta. E para isso estamos sempre em busca de novos parceiros para tornar o Brasil cada vez mais reconhecido pelos players internacionais”, afirma. 

Não custa lembrar que San Sebastián é um dos mais respeitados festivais de cinema da Europa, dedicado principalmente a filmes de arte e de autor e também conhecido por descobrir novos talentos e diretores iniciantes. Esse festival é superimportante para o nosso programa. É um dos mercados que mais rende resultados”, conta André Sturm, Presidente do Cinema do Brasil. “Tem tapete vermelho, glamour, famosos, mas é mais acolhedor e intimista”, complementa.

Em paralelo ao festival, acontecem as atividades da Indústria – Industry Days – para fomentar coproduções e novos negócios. Trata-se de uma agenda de negócios e eventos destinados aos profissionais credenciados no mercado, que promove encontros entre produtores, agentes de vendas, distribuidores e programadores de festivais, de diferentes países.

E, dentro do Industry Days é realizado o Meet Them, uma seleção de atividades específicas para produtores com alguma experiência em coprodução internacional. A programação tem o objetivo de impulsionar a presença de produtores internacionais em San Sebastián, o que é feito por meio de uma rede de colaboração com instituições do setor audiovisual. 

Carvão: a hipocrisia e os absurdos do Brasil contemporâneo | CosmoNerd
Cena do filme Carvão, que representa o Brasil no Festival de San Sebastián – Foto: Divulgação – Blog do Arcanjo

Carvão

Ter o filme na seleção oficial de um festival tem o peso de receber um selo de qualificação. É o que acontece com Carvão, dirigido e escrito por Carolina Markowicz, que está entre os selecionados pela mostra “Horizontes Latinos”, em San Sebastián. Inclusive, no dia 18 de setembro, o Cinema do Brasil realizará em parceria com a Creative SP o SP Day, um café da manhã e um coquetel – este último em homenagem ao filme – para promover networking. É um evento voltado para a promoção do estado, que apresentará o potencial e a diversidade de São Paulo ao mercado internacional.

Além de Carvão, no catálogo, com cinco filmes, 24 produtores e dois distribuidores brasileiros, destaque para as produtoras Clariô Filmes, do Rio de Janeiro, com Copan, Lucia e a Piscina; Druzina, de Porto Alegre, com Contos do Amanhã e Loop e Pajé, também do Rio de Janeiro, que representa Níobe e Veias Abertas.

photo of people near wooden table
Photo by fauxels on Pexels.com

Negócios

Por que é essencial o trabalho do Cinema do Brasil em fomentar coproduções internacionais? “Existe a cota de tela que obriga emissoras de televisão e cinemas a exibirem produtos nacionais. Com uma coprodução internacional aumenta o público porque serão dois países com esta obrigatoriedade. Além disso, a Agência Nacional do Cinema (ANCINE) lança editais e oferece linha de crédito, o que em outros países também acontece de forma semelhante, então, já fica melhor para dividir a conta”, explica Sturm.

Calcula-se que desde a criação há 16 anos, foram gerados mais de 400 milhões de dólares em negócios pelos associados do Cinema do Brasil, que acumula presença nos grandes festivais de cinema do mundo como Berlim, Cannes, Locarno, Rotterdam, Toronto e Ventana Sur, entre outros.

Números do Setor Audiovisual

(fonte: Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado)

Brasil

– 2,64% do PIB

– 4,9 milhões de postos de trabalho

– 300 mil empresas e instituições

Mundo:

– Impacto econômico: US$ 2,23 trilhões

– equivalente ao PIB da Rússia

São Paulo

– 3,9 % do PIB

– 1,5 milhões de postos de trabalho

– 150 mil empresas e instituições

– 47% do PIB criativo do país

Cinema do Brasil

Criado e gerido pelo Sindicato da Indústria Audiovisual do Estado de São Paulo (SIAESP), em 2006, o Cinema do Brasil é um Programa de Promoção e Internacionalização do Cinema Nacional. Os mais de 70 integrantes são empresas produtoras de filmes e distribuidoras. O objetivo é ampliar a inserção internacional do cinema brasileiro, estimular a coprodução e a distribuição de filmes em territórios estrangeiros e ampliar as possibilidades de negócios para a indústria cinematográfica brasileira. As linhas de ação do Cinema do Brasil são concretizadas ao participar e promover encontros de negócios no Brasil e no exterior e firmar parcerias estratégicas.

www.cinemadobrasil.org.br

Siga @miguel.arcanjo

Inscreva-se no canal Blog do Arcanjo

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é miguel-arcanjo-prado-foto-edson-lopes-jr.jpg

Um dos mais influentes e respeitados jornalistas e críticos culturais do Brasil, Miguel Arcanjo Prado dirige o Blog do Arcanjo e o Prêmio Arcanjo. É mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Mídia e Cultura pela ECA-USP, bacharel em Comunicação Social pela UFMG e crítico da APCA – Associação Paulista de Críticos de Artes, da qual foi vice-presidente. Coordena a Extensão Cultural da SP Escola de Teatro e faz o Podcast do Arcanjo. Foi eleito entre os melhores jornalistas de Cultura do Brasil pelo Prêmio Comunique-se e Prêmio Governador do Estado de São Paulo. Passou por Globo, Record, R7, Record News, Folha, Abril, Huffpost Brasil, Notícias da TV, Contigo, Superinteressante, Band, Gazeta, UOL, Uma, Rede TV!, Rede Brasil, TV UFMG e O Pasquim 21. É jurado das premiações Prêmio Arcanjo, Sesc Melhores Filmes, Prêmio Bibi Ferreira, Prêmio Destaque Digital, Melhores do Ano Guia da Folha, Prêmios ANCEC e Prêmio Canal Brasil de Curtas. É vencedor do Troféu Nelson Rodrigues, Prêmio Destaque em Comunicação Nacional ANCEC, Troféu Inspiração do Amanhã e Prêmio África Brasil.
Foto: Edson Lopes Jr.
© Blog do Arcanjo – Entretenimento e Cultura por Miguel Arcanjo Prado | Todos os direitos reservados.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é podcast-do-arcanjo.jpg
Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Crítica | Anitta maceta sons do Brasil no álbum À Procura da Anitta Perfeita e supera críticas com hits do verão Brasil e Argentina se beijam na Copa do Mundo do Qatar 2022 Após críticas, Nômade Festival coloca negros com Erykah Badu Festival de Curitiba anuncia novidades em 2023 II Expo Internacional Consciência Negra SP