Rapidinhas | Atriz do Galpão Inês Peixoto estreia o ótimo solo Órfãs de Dinheiro em São Paulo

Inês Peixoto brilha no solo Órfãs de Dinheiro, que chega a São Paulo no Sesc Pinheiros – Foto: Thyago Andrade/Tiradentes em Cena – Blog do Arcanjo

Por MIGUEL ARCANJO PRADO
@miguel.arcanjo

Ícone do Galpão

Uma das grandes atrizes do Grupo Galpão, de Belo Horizonte, Inês Peixoto estreia em São Paulo dia 18 de agosto no Sesc Pinheiros a ótima peça Órfas de Dinheiro. No solo dirigido por Eduardo Moreira, vive três surpreendentes mulheres. A obra foi aclamada no último Tiradentes em cena e pode ser vista na capital paulista até 10 de setembro, de quinta a sábado, às 21h. Pare tudo e vá ver! Depois não diga que a coluna não avisou.

Você é drag?

Estão abertas as inscrições para o Concurso SP Drag Acuenda, parceria da SP Escola de Teatro e Coletivo Acuenda, até as 18h de domingo, 14 de agosto. A iniciativa promove e incentiva a arte drag. O concurso acontece no dia 18 de agosto, às 20h30, na sede Roosevelt da SP Escola de Teatro, com entrada grátis. Haverá premiação aos três primeiros colocados. Quer participar? Só preencher o formulário e cruzar os dedos.

O Rei da Vela

Com encenação histórica do Teatro Oficina de Zé Celso, a clássica peça do modernista Oswald de Andrade é foco da Bendita Trupe na peça Uma (Des)Homenagem aos Reis da Vela do Século XXI. Repleta de elementos circenses e sob direção de Johana Albuquerque, a obra faz temporada de um mês, de 18 de agosto a 18 de setembro, quinta a sábado, 20h, domingo, 19h, no Teatro de Contêiner, na Luz, em São Paulo. Uma ótima oportunidade para conhecer ou revisitar um texto fundamental. Que tal?

Mulher icônica

Vítima de feminicídio, a grande historiadora e intelectual Maria Beatriz Nascimento(1942-1995) é homenageada na peça Eu, Atlântica, que estreia na SP Escola de Teatro, na Sala Alberto Guzik, nesta sexta, 12 de agosto. Com Aline Oliveira dirigida por Eliane Weinfurter, a obra tem dramaturgia de Rafael Cristiano. As sessões vão até 27 de agosto, sexta e sábado, 20h30. Ingressos aqui!

Maratona

Imagine só 12 atores atuando em sequência por 12 infindáveis horas. É o que acontece em Agamenon 12h, peça dirigida por Carlos Canhameiro que recupera as obras de fôlego farto no teatro paulistano. Aqueles que tiverem tempo de sobra para vivenciar a experiência podem rumar para o Sesc Avenida Paulista, de quarta a sábado, das 10h às 22h. Ah, é de graça, tá?

Boa filha à casa torna

A atriz Nívea Maria, que é paulistana, mas fez carreira televisiva no Rio, está de volta ao teatro de São Paulo. Ela protagoniza Ensina-me a Viver com Arlinodo Lopes, sob direção de João Falcão. A peça tem estreia concorrida no dia 19 de agosto e fica até 9 de outubro no Teatro Porto, nos Campos Elíseos, no centro da capital paulista. Nível vive papel já defendido maravilhosamente por Glória Menezes: uma octogenária que se apaixona por um jovenzinho. Uma verdadeira lição de vida.

Histórias do cangaço

Nome importante do teatro paulista, Débora Dubois dirige os cordéis do grande dramaturgo Chico de Assis no musical Xandú Quaresma – A Farsa com Cangaceirio, Truco e Padre. A obra faz as últimas apresentações neste fim de semana no Teatro Alfredo Mesquita, em Santana, na zona norte paulistana. Estão no elenco Conrado Caputo, Cristiano Tomiossi e José Eduardo Rennó. Turma boa.

Saramago vive

O ator Vinicius Piedade mergulha na obra do Prêmio Nobel de Liberatura José Saramago em Provavelmente Saramago. O solo dirigido por Paulo Campos dos Reis pode ser visto na Biblioteca Mário de Andrade até 29 de agosto, no centro de São Paulo, toda segunda, 19h. E o melhor: é de graça. Uma boa pedida para o fim do expediente no primeiro dia útil da semana. Para dar aquela aliviada na cabeça.

Negócio fechado

A atriz Mawusi Tulani, que vem fazendo coisas interessantes nos palcos paulistas nos últimos tempos, faz dupla com Lucienne Guedes na peça Na Solidão dos Campos de Algodão, sob direção de Eliana Monteiro, na Praça das Artes, no centro de São Paulo, até 31 de agosto. As sessões vão de segunda a quinta, 20h, sexta, 17h, e sábado, 19h. Os ingressos são gratuitos. Aproveite.

Literatura russa

Apesar de a Rússia não viver boa fase por conta da invasão da Ucrânia, sua literatura continua sendo fundamental ao teatro e é impossível de ser cancelada. Prova disso é a peça Moscou para Principiantes, dirigida por Aline Filócomo. A peça mergulha em releituras feministas dos clássicos diálogos de As Três Irmãs, de Tchekhov. A montagem pode ser vista no intelectual Tusp, no centro paulistano, de quinta a sábado, 20h, e domingo, 18h. O ingresso é baratinho: apenas 20 reais. Não dá nem para reclamar da inflação.

Pequeno Notável

Se estivesse viva, Phedra D. Córdoba, a grande diva cubana do Satyros, chamaria de Pequeno Notável ao ator Luís Hóliver. Afinal, o jovem intérprete se destaca no grupo de pombos que fazem uma espécie de coro que atormenta a protagonista interpretada por Julia Bobrow na soturna peça Os Condenados. Justiça seja feita, o ator Robson Catalunha, que hoje se destaca entre Nova York e Europa, é o dono original do apelido dado por Phedra. Entretanto, digamos que o talentoso Holiver seria um herdeiro natural do posto. Escrito por Ivam Cabral e Rodolfo García Vázquez, que o dirige com assistência de Gustavo Ferreira, o drama pode ser visto às sextas e sábados, 21h, e domingo, 19h, no Espaço dos Satyros na Praça Roosevelt, centro paulistano. Vá ver.

Nas alturas

Guilherme Awazu, verdadeira referência quando o assunto é perna de pau, faz curso gratuito na SP Escola de Teatro – Unidade Brás. As inscrições para Pernas de Saracura – Estudo sobre Perna de Pau vão até 25 de agosto. As aulas acontecerão de 31 de agosto a 31 de outubro, segundas e quartas, das 10h às 13h. Inscreva-se!

Siga @miguel.arcanjo

Inscreva-se no canal Blog do Arcanjo

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é miguel-arcanjo-prado-foto-edson-lopes-jr.jpg

Um dos mais influentes e respeitados jornalistas e críticos culturais do Brasil, Miguel Arcanjo Prado dirige o Blog do Arcanjo e o Prêmio Arcanjo. É mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Mídia e Cultura pela ECA-USP, bacharel em Comunicação Social pela UFMG e crítico da APCA – Associação Paulista de Críticos de Artes, da qual foi vice-presidente. Coordena a Extensão Cultural da SP Escola de Teatro e faz o Podcast do Arcanjo. Foi eleito entre os melhores jornalistas de Cultura do Brasil pelo Prêmio Comunique-se e Prêmio Governador do Estado de São Paulo. Passou por Globo, Record, R7, Record News, Folha, Abril, Contigo, Superinteressante, Band, Gazeta, UOL, Uma, Rede TV!, TV UFMG e O Pasquim 21. É jurado das premiações Prêmio Arcanjo, Sesc Melhores Filmes, Prêmio Bibi Ferreira, Prêmio Destaque Digital, Melhores do Ano Guia da Folha, Prêmios ANCEC e Prêmio Canal Brasil de Curtas. É vencedor do Troféu Nelson Rodrigues, Prêmio Destaque em Comunicação Nacional ANCEC, Troféu Inspiração do Amanhã e Prêmio África Brasil.
Foto: Edson Lopes Jr.
© Blog do Arcanjo – Entretenimento e Cultura por Miguel Arcanjo Prado | Todos os direitos reservados.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é podcast-do-arcanjo.jpg
Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Tim Maia: 80 anos do eterno síndico Arlete Salles brilha no Teatro das Artes Surra de estilo: Prêmio Bibi Ferreira 2022 Grammy Latino 2022: Veja brasileiros indicados! Travessia estreia em 10 de outubro na Globo