Príncipe negro do musical A Pequena Sereia, Gabriel Vicente fala sobre conquista: ‘Realização de um sonho’

Gabriel Vicente é o Príncipe Eric do musical A Pequena Sereia: conquista negra cheia de representatividade – Foto: Caio Gallucci/Divulgação – Blog do Arcanjo

Por MIGUEL ARCANJO PRADO
@miguel.arcanjo

O ator Gabriel Vicente será o Príncipe Eric no musical da Disney A Pequena Sereia, que volta ao Teatro Santander, em São Paulo, entre 17 de julho e 16 de outubro. Ele é o primeiro príncipe negro a assumir protagonismo neste musical. Não custa lembrar que o pioneiro Tiago Barbosa fez o príncipe do musical Cinderella, em 2016, após fazer o sucesso O Rei Leão e hoje ser o ator brasileiro mais bem sucedido no teatro da Espanha onde foi indicado a prêmio ao lado de Antonio Banderas.

Gabriel fará par com a estrela dos musicais Fabi Bang, que mais uma vez protagoniza A Pequena Sereia, e substitui Rodrigo Negrini, que viveu o Príncipe Eric em 2018 e atualmente mora no México, onde protagoniza o musical Alladin.

A convite do Blog do Arcanjo, Gabriel Vicente, que antes estava no elenco do musical de sucesso A Cor Púrpura, fala sobre este momento tão especial em sua carreira: ser um príncipe negro num musical da Disney. Leia o depoimento.

Gabriel Vicente – Foto: Gabriel Bertoncel/Divulgação – Blog do Arcanjo

“Realização de sonho de muitas camadas”

“Magia, encanto, fantasia, sonho… São palavras que remetem facilmente ao universo Disney – e é essa a sensação de agora. Eu volto no tempo, e me dou conta de que foram os desenhos, as histórias e músicas desse mesmo universo que me deram a chance de sonhar e acreditar no impossível; fosse voando, derrotando gigantes, me aventurando sem medo de rir na cara do perigo – e eu faço questão de começar falando de sonhos, porque… É preciso; num país que não estimula, tão pouco se ensina a sonhar – nas favelas, nas periferias, nos corpos pretos.

Dar vida a um príncipe, de uma história como ‘A Pequena Sereia’, é maior do que uma conquista profissional – é realizar um sonho de muitas e muitas camadas. Fico pensando na preciosidade que é proporcionar a crianças que se vejam um pouco em mim; a condição de realeza, numa personagem com final feliz, numa história bem sucedida, de amor e respeito por todos os lados… um respiro de esperança.

Impossível não lembrar também de todos esses anos de trabalho duro, mas de muito amor à arte, e muita fé no norte mirado. Fui boneco de festa infantil, panfleteiro, animador de plateia em televisão, dançarino na China, monstro nas antigas ‘Noites do Terror’ do Playcenter, ator de plateias pequenas, pra não dizer vazias, promotor de eventos, produtor de arte floral, vendedor de vinho, atendente telemarketing, e tantas outras funções, e o que fosse preciso pra seguir em frente e lutando pelo direito de viver do que se ama, e do ofício que exige evidentemente muito estudo e dedicação – como sempre fiz.

É um passo importante, e insisto em dizer mágico; também porque, e bastaria só um “porque” – o garoto que veio de lá do Jaraguá; que foi criado pela sua avó; avó essa que nunca tinha ido a um teatro até seus sessenta anos de idade (quando foi me assistir em São Paulo no teatro Bradesco com ‘Natal Mágico’), vai a partir de julho, dar vida ao Príncipe Eric em ‘A Pequena Sereia – O Musical’ da Disney.

Foram algumas fases de testes virtuais e presenciais, e a notícia veio em março. Eu estava no Rio de Janeiro, e na noite de 4 de março recebi a mensagem que me renderia três meses de muita ansiedade pra compartilhar essa felicidade com todos; e agora com a peça quase pronta pra abrir as portas para o grande público; ao lado de um elenco fantástico, com nomes como Fabi Bang (Ariel), Andrezza Massei (Úrsula) e Robson Nunes (Sebastião) e tantos outros artistas excepcionais; é hora de correr pro abraço.

A produção é da IMM com IGG, e tem direção geral e coreografias da brilhante Lynne Kurdziel; direção musical do talentoso Jorge de Godoy e tradução de Victor Mühlethaler.

Fica aqui meu convite para vocês viverem essa aventura mágica com a gente… Até porque, teatro só se faz com público. Estaremos no Teatro Santander de 17 de julho a 17 de outubro – e os ingressos já estão a venda!”

Siga @miguel.arcanjo

Inscreva-se no canal Blog do Arcanjo

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é miguel-arcanjo-prado-foto-edson-lopes-jr.jpg

O jornalista e crítico Miguel Arcanjo Prado é mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Mídia e Cultura pela ECA-USP, bacharel em Comunicação Social pela UFMG e crítico da APCA, da qual foi vice-presidente. Dirige o Blog do Arcanjo e o Prêmio Arcanjo. Coordena a Extensão Cultural da SP Escola de Teatro e faz o Podcast do Arcanjo. Está entre os melhores jornalistas de Cultura do Brasil pelo Prêmio Comunique-se e Prêmio Governador do Estado de São Paulo. Passou por Globo, Record, R7, Record News, Folha, Abril, Contigo, Superinteressante, Band, Gazeta, UOL, Uma, Rede TV!, TV UFMG e O Pasquim 21. É jurado das premiações Prêmio Arcanjo de Cultura, Melhores do Ano Blog do Arcanjo, Sesc Melhores Filmes, Prêmio Bibi Ferreira, Prêmio Destaque Digital, Melhores do Ano Guia da Folha e Prêmio Canal Brasil de Curtas. É vencedor dos Troféu Nelson Rodrigues, Prêmio Destaque em Comunicação Nacional ANCEC, Troféu Inspiração do Amanhã e Prêmio África Brasil. Foto: Edson Lopes Jr.
© Blog do Arcanjo – Entretenimento e Cultura por Miguel Arcanjo Prado | Todos os direitos reservados.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é podcast-do-arcanjo.jpg
Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Vingança, O Musical é aplaudido por estrelas Longa Jornada Noite Adentro é aplaudida por famosos Marina Sena fala do 2º álbum Orgulho LGBT+ 5 peças em São Paulo Parada do Orgulho LGBT+ bate recorde com 4 milhões de pessoas