Cães de Rua, de Patrícia Vilela com Colaatores, chega à SP Escola de Teatro aos domingos, 18h

Cães de Rua estreia na SP Escola de Teatro aos domingos, 18h – Foto: Annelize Tozetto – Blog do Arcanjo

Por MIGUEL ARCANJO PRADO
@miguel.arcanjo

Com personagens que vivenciam fortes conflitos, a peça Cães de Rua estreia dia 17 de abril, domingo, às 18h, na sede Roosevelt da SP Escola de Teatro. A montagem marca a estreia da atriz e diretora Patrícia Vilela como autora e conta com a participação especial em off de Marcelo Tas.

O texto foi escrito em 2020, durante a pandemia e antes da invasão do Capitólio nos Estados Unidos por grupos extremistas da ultradireita, e aborda pessoas traumatizadas, vítimas de diversas modalidades de golpes.

Nesse contexto, o enredo apresenta um grupo de apoio formado por 13 pessoas reunidas pelo psiquiatra Dr. Felipe Basili, que se unem ao público em uma espécie de terapia conjunta.

A nova temporada vai até dia 26 de junho, sempre domingos, às 18h, e os ingressos podem ser adquiridos via sympla.

Cães de Rua, de Patricia Vilela com Colaatores, tem arena visceral com personagens e público vivenciando múltiplos conflitos – Foto: Annelize Tozetto – Blog do Arcanjo

Arena visceral

No espetáculo, as personagens manifestam questões fundamentais sobre a vitimização para serem analisadas pelo Dr. Felipe Basili, psicanalista, uma espécie de eco existencial dos pensamentos de Diógenes, o filósofo cínico, do desapego, que vagava incansável pela civilização com sua lanterna em punho à procura de pessoas honestas.

De forma visceral, as personagens são expostas pelos atores e o confronto e o debate entre eles são observados pelo público, que se mistura e se reúne com o elenco no mesmo círculo de cadeiras que compõem o cenário.

Nesta arena, assistem com olhos em close à pulsação e à intensidade das histórias dos golpes sofridos em uma trama perversa e de suspense que se desenrola nos bastidores.

O texto retrata também o universo das Fake News, o negacionismo científico, os grupos manipuladores de informação, os políticos imorais e os golpistas que se aproveitam da carência e ingenuidade dos mais vulneráveis , manipulam e devoram os resto s de uma sociedade psicologicamente fragilizada.

Cães de Rua – Sinopse

Um grupo de apoio às vítimas se reúne para compartilhar experiências sofridas envolvendo criminosos, golpistas, abusadores e assassinos. O texto trata dos efeitos da manipulação das redes sociais e dos meios de comunicação sobre uma  sociedade pouco educada e subserviente. Fake News, negacionismo, QAnon e outras ilusões, são lançadas como restos de alimentos a uma sociedade psicologicamente falida, que vaga sem destino, como cães de rua.

COLAATORES 

(https://www.colaatores.com/caesderua)

Companhia e produtora de teatro da cidade de São Paulo, fundada em 2019 pela atriz, diretora e dramaturga Patrícia Vilela que trabalha com autores brasileiros como Mário Bortolotto, Sérgio Roveri, Mario Viana, Jarbas Capusso Filho e Ivam Cabral. A companhia, já realizou dois espetáculos até o momento: “Velórios”, que marcou a estreia da COLAATORES em 2019 e 2020, e “CDP 201- Audiência de Custódia”, também em 2020. “Cães de Rua” é a terceira montagem da companhia e marca a estreia de Vilela como dramaturga.

Patrícia Vilela 

(https://www.colaatores.com/diretora)

Atriz e diretora, bacharel em Artes Cênicas. Faz diversos trabalhos em novelas e seriados para a TV, atriz da temporada Malhação 2012/2013 na Rede Globo, personagem Raquel e as novelas “Esmeralda”, direção de Henrique Martins; “Cristal”, direção de Del Rangel e Herval Rossano, do SBT e o seriado “Pista Dupla”, com direção de Atílio Riccó. Séries: “Minha Vida é Uma Novela”, direção, Del Rangel; SBT (2006) Câmera Café, “A Fêmea na Jaula” com direção de Jaques Lagoa, SBT (2007). No teatro, trabalhou com importantes diretores e dramaturgos, como Roberto Lage, em “Escola de Mulheres”, de Moliére; Alberto Guzik e Sérgio Roveri, “De Alma Lavada”; “Sinceramente”, de André Fusko; Rodolfo García Vázquez (Cia Satyros), em “Os Cantos de Maldoror”; “Pacto de Sangue” – Melodrama para Marionetes e Silhuetas de Ramón Del ValleInclán; Sérgio Britto, em “Carmen”, de Bizet; Maurice Vaneau, em “Aida”, de Giuseppe Verdi; Carlos Porto de Andrade Jr. em “Festim Diabólico”, de Patrick Hamilton; “Urfaust”, de Goethe; Fernando Peixoto, em “Vidas Calientes”; Ivam Cabral, em “Safo”; Mário Bortolotto, (Cemitério de Automóveis) em “A Pior das Intenções” e “Whisky e Hambúrguer”, com texto e direção de Mário Bortolotto, dividindo a cena com o dramaturgo; “O Encontro das Águas”, de Sérgio Roveri e direção de Leonardo Miggiorin; “Dark Room”, de Mário Viana e direção de Aimar Labaki; “Refluxo”, de Ângela Ribeiro e direção de Eric Lenate; “Do Que Falamos Quando Falamos De Amor”, de Lucas Mayor; “O Rei de Sodoma”, de Fernando Arrabal com direção de Rodolfo García Vázquez e Dan Nakagawa; “O Santo Inquérito”, de Dias Gomes. Cinema: Longa-metragens: “Whisky e Hambúrguer”, de Caue Angeli (2015); “SP: Crônicas de uma Cidade Real”, de Elder Fraga (2017). “O Grande Poeta”, de André Mattos (2019). Curtas Metragens: “Réquiem”, “Madalena”, “Nóia” – Um Dia No Limite”, “O Homem Perfeito e Outras Mentiras”, “Versus”, “Olho Mágico”, “Dark Angel”. Professora de Interpretação para TV na Escola de Atores Wolf Maya (2007/2018). Professora de interpretação teatral e TV no Projeto CINE FAVELA, em Heliópolis. Preparadora de atores para séries, novelas e teatro. Dirigiu os espetáculos: “Teatro Mágico”, de Ivanise Garcia inspirada na obra “O Lobo da Estepe”, de Hermann Hesse (1993); “Taxi Drive-In”, de Alexandre Bamba (2002); “Eddie Cosby”, de Mara Carvalho com Júlio Rocha (2002/2003); “Tudo Por Ela”, de Mara Carvalho com Júlio Rocha (2014); “Marcelo Jorge é Marwem HD” (2019) “Velórios” de Sérgio Roveri, Ivam Cabral, Mário Bortolotto, Mário Viana e Jarbas Capusso Filho (2019); “CDP 201- Audiência de Custódia” (2020). “Cães de
Rua”, texto e direção de Patrícia Vilela com estreia em 2021. Coordenadora do curso “O Cinema de Almodóvar com aulas de atuação” – Oficinas Culturais (Oficina Cultural Oswald de Andrade) – através da Poiesis e da Secretaria de Cultura e Economia Criativa. (2020)

Prêmios e Indicações

-Prêmio de Melhor Atriz no Festival RIMA (Rio International Monthly Awards) pelo curta-metragem
“Nóia-Um Dia No Limite” – 2021. Assista o curta: “Nóia – Um Dia No Limite”
-Prêmio de Melhor Atriz no I FESTIVOU AUDIOVISUAL INDEPENDENTE BRASILEIRO de Brasília,
pelo curta-metragem “Nóia-Um Dia No Limite” – 2020.
-Prêmio de Melhor Atriz no II Festival Internacional de Cinema Fantástico POE SJC, pelo curtametragem “Nóia-Um Dia No Limite” – 2017.
-Prêmio de Melhor Atriz no “Festival World Cinema Festival” de Los Angeles pelo curta-metragem
“Nóia-Um Dia No Limite” – 2016.
-Indicação ao Prêmio de Melhor Atriz pelo curta-metragem “Nóia-Um Dia No Limite”, no Malta
Short Film Festival – Malta – 2016.
-Indicada ao troféu Gralha Azul para Prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante por “Os Cantos de
Maldoror” – 1998.
-Atriz revelação indicada por jornalistas paranaenses pelo trabalho como atriz no monólogo “Safo”,
de Marguerite Yourcenar – 1994.
-Menção Honrosa pelo trabalho como atriz em “O Santo Inquérito”, de Dias Gomes – 1989.

Ficha Técnica

Espetáculo: Cães de Rua
Texto e Direção: Patrícia Vilela
Elenco: Silvio Eduardo, Carolina Cardinale, Fabiano Issas, Fabiano Oliver, Francine Mello, Guilherme Lage, Karina Kiss, Luana Zaparoli, Marci Taques, Mike Albuquerque, Pablo Perosa, Pamela Otero e Vera Campos
Participação Especial: Marcelo Tas
Assistente de Direção: Karina Kiss
Iluminação e Trilha Sonora: Patrícia Vilela
Figurino, visagismo e cenografia: Rosângela Ribeiro
Costureira: Vera Luz
Programação Visual: Emerson Brandt
Fotos da programação visual: Francine Mello
Fotos de divulgação e espetáculo: Annelize Tozetto
Cenotécnico: Murillo Carraro
Assistente de Produção:Tati Benites
Assessoria de Imprensa: Adriana Monteiro
Assessoria Administrativa: Luzzi Produções
Apoio: Engenho Espaço de Criação
Produção e Realização – COLAATORES

Cães de Rua

Temporada: 17 de abril a 26 de junho
Dias e horários: Domingos às 18h
Gênero – Drama
Duração – 75 minutos
Classificação indicada – 18 anos
Lotação: 18 lugares
Ingressos – R$ 40,00 meia R$ 20,00 – vendas somente online na Sympla
Local: SP Escola De Teatro – UNIDADE ROOSEVELT – Endereço: Praça Roosevelt, 210 – Bela Vista – São Paulo –
SP – Telefone: (11) 3775-8600 – Funcionamento: seg. a sex., das 9h às 22h; sábado e domingo das 17h às 22h.
As sessões presenciais seguirão os protocolos de biossegurança, com apresentação da carteira de vacinação
completa.

Siga @miguel.arcanjo

Inscreva-se no canal Blog do Arcanjo

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é miguel-arcanjo-prado-foto-edson-lopes-jr.jpg

Um dos mais influentes e respeitados jornalistas e críticos culturais do Brasil, Miguel Arcanjo Prado dirige o Blog do Arcanjo e o Prêmio Arcanjo. É mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Mídia e Cultura pela ECA-USP, bacharel em Comunicação Social pela UFMG e crítico da APCA – Associação Paulista de Críticos de Artes, da qual foi vice-presidente. Coordena a Extensão Cultural da SP Escola de Teatro e faz o Podcast do Arcanjo. Foi eleito entre os melhores jornalistas de Cultura do Brasil pelo Prêmio Comunique-se e Prêmio Governador do Estado de São Paulo. Passou por Globo, Record, R7, Record News, Folha, Abril, Contigo, Superinteressante, Band, Gazeta, UOL, Uma, Rede TV!, TV UFMG e O Pasquim 21. É jurado das premiações Prêmio Arcanjo, Sesc Melhores Filmes, Prêmio Bibi Ferreira, Prêmio Destaque Digital, Melhores do Ano Guia da Folha, Prêmios ANCEC e Prêmio Canal Brasil de Curtas. É vencedor do Troféu Nelson Rodrigues, Prêmio Destaque em Comunicação Nacional ANCEC, Troféu Inspiração do Amanhã e Prêmio África Brasil.
Foto: Edson Lopes Jr.
© Blog do Arcanjo – Entretenimento e Cultura por Miguel Arcanjo Prado | Todos os direitos reservados.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é podcast-do-arcanjo.jpg
Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Surra de estilo: Prêmio Bibi Ferreira 2022 Grammy Latino 2022: Veja brasileiros indicados! Travessia estreia em 10 de outubro na Globo Fred Raposo é destaque no Mirada Maitê Proença estreia O Pior de Mim em SP