Crítica | Procuro o Homem da Minha Vida, Marido Já Tive tem quarteto talentoso e riso inteligente

Procuro o Homem da Minha Vida, Marido Já Tive estreia no Teatro J. Safra em São Paulo - Foto: Priscila Prade Divulgação - Blog do Arcanjo
Procuro o Homem da Minha Vida, Marido Já Tive estreia no Teatro J. Safra em São Paulo – Foto: Priscila Prade Divulgação – Blog do Arcanjo

Por MIGUEL ARCANJO PRADO
@miguel.arcanjo

Ver boas atrizes em cena é sempre algo prazenteiro. Ainda mais quando se trata de Grace Gianoukas, Leona Cavalli e Totia Meireles. O trio se une ao também talentoso Maurício Machado na comédia Procuro o Homem da Minha Vida, Marido Já Tive. A obra pode ser vista no Teatro J. Safra, na Barra Funda, em São Paulo, até o fim de março, sob produção da Manhas & Manias.

Eduardo Figueiredo dirige a peça baseada no best-seller da argentina Daniela Di Segni e sucesso no teatro portenho, que ganha versão abrasileirada de Claudia Valli, com direito ao tímido músico Gabriel Moreira em cena, pontuando as cenas com o virtuosismo de seus instrumentos de sopro.

A história começa com o encontro de três amigas recém divorciadas e um tanto quanto traumatizadas, mas ainda em busca da felicidade. A montagem aposta basicamente em monólogos feitos pelas atrizes diretamente para o público.

Os destaques ficam com  Grace Ginaoukas, com o seu domínio do humor, e Leona Cavalli, precisa na construção de bons personagens, como a sábia faxineira. Totia Meireles está entregue, apesar de o texto não lhe oferecer momentos tão hilários quanto os de suas colegas. Mauricio Machado demonstra a já conhecida versatilidade, ao se revezar em variados papéis masculinos; o inspuerável é o hilário amigo gay que aparece logo no começo do espetáculo.

Teria sido interessante ver a direção apostar mais no jogo entre o elenco, que a todo instante busca mais o olhar do público do que os dos colegas de cena. Afinal, tem-se um time talentoso na ribalta, o que justamente anda em falta, aquele tipo de artista capaz de mergulhar no jogo da atuação e crescer nassa sintonia mútua. Quem se sai melhor neste quesito é Leona Cavalli, acostumada ao rito do teatro aqui/agora, cria do Teat(r)o Oficina de Zé Celso.

Muitas vezes, menos é mais, e este crítico percebe uma insistência em obras muito longas e reiterativas em todos os gêneros do teatro paulistano. Contudo, é preciso lembrar que os novos tempos pedem mais dinamismo e poder de síntese. Sendo assim, uma leve edição deixaria esta comédia bem mais coesa e potente — assim como uma maior costura dramatúrgica entre as cenas.

De todo modo, é divertido e auspicioso assistir à peça Procuro O Homem da Minha Vida, Marido Já Tive. Sobretudo ao observar o comportamento da nova mulher, tanto no palco quanto nas reações da plateia, ávida por abandonar pares machistas e em busca da própria felicidade.

São mulheres cada vez mais independentes e desejosas de abandonar o encosto chamado macho ao lado. E esse recado, tão presente em todas as cenas, é o ponto forte e de maior comunicação com seu público deste espetáculo. Procuro o Homem da Minha Vida, Marido Já Tive é uma comédia que diverte sem abrir mão do riso inteligente.

Procuro o Homem da Minha Vida, Marido Já Tive
Avaliação: Bom ✪✪
Crítica por Miguel Arcanjo Prado

Quando: Sextas e sábados, às 21h, e domingos, às 20h. Até 6/3/2022
Onde: Teatro J. Safra – Rua Josef Kryss, 318, Barra Funda, São Paulo. 
Quanto: R$ 30 a R$ 60 pelo site Eventim

Siga @miguel.arcanjo

Inscreva-se no canal Blog do Arcanjo

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é miguel-arcanjo-prado-foto-edson-lopes-jr.jpg

O jornalista e crítico Miguel Arcanjo Prado é mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Mídia e Cultura pela ECA-USP, bacharel em Comunicação Social pela UFMG e crítico da APCA, da qual foi vice-presidente. Dirige o Blog do Arcanjo e o Prêmio Arcanjo. Coordena a Extensão Cultural da SP Escola de Teatro e faz o Podcast do Arcanjo. Está entre os melhores jornalistas de Cultura do Brasil pelo Prêmio Comunique-se e Prêmio Governador do Estado de São Paulo. Passou por Globo, Record, R7, Record News, Folha, Abril, Contigo, Superinteressante, Band, Gazeta, UOL, Uma, Rede TV!, TV UFMG e O Pasquim 21. É jurado das premiações Prêmio Arcanjo de Cultura, Melhores do Ano Blog do Arcanjo, Sesc Melhores Filmes, Prêmio Bibi Ferreira, Prêmio Destaque Digital, Melhores do Ano Guia da Folha e Prêmio Canal Brasil de Curtas. É vencedor dos Troféu Nelson Rodrigues, Prêmio Destaque em Comunicação Nacional ANCEC, Troféu Inspiração do Amanhã e Prêmio África Brasil. Foto: Edson Lopes Jr.
© Blog do Arcanjo – Entretenimento e Cultura por Miguel Arcanjo Prado | Todos os direitos reservados.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é podcast-do-arcanjo.jpg
Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.