Prêmio Leda Maria Martins valoriza artes negras em sua 5ª edição e celebra Lélia Gonzalez

Grande intelectual, Lelia Gonzalez foi celebrada no 5º Prêmio Leda Maria Martins – Foto: Divulgação – Blog do Arcanjo

Por MIGUEL ARCANJO PRADO
@miguel.arcanjo

A quinta edição do Prêmio Leda Maria Martins foi realizada na última segunda, 13, em Belo Horizonte, condecorando importantes nomes das artes negras de todo o Brasil. A premiação engloba o campo das artes cênicas, com dança, teatro e performances negras, e leva o nome da artista, pesquisadora e rainha de Nossa Senhora das Mercês do Reinado do Rosário e professora da UFMG, Leda Maria Martins, norte conceitual do prêmio — inclusive no nome das categorias. A iniciativa tem curadoria e produção do ator Denilson Tourinho. O júri contou com Anne Vaz e Marcos Alexandre. Os ganhadores receberam o troféu Cerbambu, criado por Lúcio Ventania.

O evento foi apresentado pela jornalista Sandrinha Flávia e contou com apresentações artísticas de Fabio da Serra e Josy Anne, presença da reverenciada Leda Maria Martins, Melina de Lima (neta de Lélia Gonzalez), o artista, premiado na edição, Rui Moreira, e a participação em vídeo dos/as premiados/as. A premiação foi exibida ao vivo pelo canal Prêmio LMM e segue disponível, no YouTube.

Lélia Gonzalez

A 5ª edição do Prêmio LMM teve como tema Pretuguês, proposição criada pela importante intelectual Lélia Gonzalez (1935-1994). O pensamento da escritora e ativista negra orientou a seleção dos trabalhos de artes cênicas negras premiados nesta edição, sendo assim espetáculos que evidenciam valores linguísticos de origens negro-africano no Brasil, como postulado por ela.

“A cultura brasileira é uma cultura negra por excelência, até o português que falamos aqui é diferente do português de Portugal. Nosso português não é português, é ‘pretuguês’ […] (com todo um acento de quimbundo, de ambundo, enfim, das línguas africanas)”.

LÉLIA GONZALEZ, escritora
Entrevista a Patrulhas ideológicas, no livro “Por um Feminismo Afro Latino Americano”. Organização Flavia Rio e Márcia Lima, p.289-290).

ESPETÁCULOS PREMIADOS 5º PRÊMIO LEDA MARIA MARTINS | 2021

categoria, espetáculo, ano de estreia e localidade

ENCRUZILHADA – Área: direção.
Ebó – 2020 (MG)

MURIQUINHO – Área: infantojuvenil.
Omobirim Agbara – 1999 (MG)

ORALITURA – Área: texto – trilha sonora.
Baixa Visão – 2020 (MG)

CORPO ADEREÇO – Área: dança.
Nada mais é – 2017 (MG)

PERFORMANCE DO TEMPO ESPIRALAR – Área: performance.
Vem… pra ser infeliz! – 2017 (MG)

LUGAR DA MEMÓRIA – Área: cena curta.
Ano que vem eu vou – 2021 (MG – SP)

AFROGRAFIA – Área: atuação.
Quelé, mãe do canto ancestral – 2019 (MG)

CENA EM SOMBRAS – Área: cenário – figurino – luz.
Fiandeira – 2021 (MG)

PALCO EM NEGRO – Área: espetáculo longa duração.
Chão de Pequenos – 2017 (MG)

ANCESTRALIDADE – Área: personalidade – homenagem – revelação.
Q’eu isse – 2008 (MG)
Di-quebrada – 2021 (BA)
Cadiquê – 2011 (RJ)
Corpocatimbó – 2018 (CE)
Como falar de coisas invisíveis? – 2019 (SP)
Quaseilhas – 2018 (BA)
Negra Palavra Solano Trindade – 2019 (RJ)
Ainda Vivas – 2019 (CE)
Doú Alabá – 2021 (BA)

5º Prêmio Leda Maria Martins
Curadoria: Denilson Tourinho.
Júri: Anne Vaz e Marcos Alexandre.
Troféu 2021: Cerbambu, por Lúcio Ventania
O evento, realizado na noite do dia 13|12, foi apresentado pela jornalista Sandrinha Flávia e contou com apresentações artísticas de Fabio da Serra e Josy Anne, presença da reverenciada Leda Maria Martins, Melina de Lima (neta de Lélia Gonzalez), o artista, premiado na edição, Rui Moreira, e a participação em vídeo dos/as premiados/as. A premiação foi exibida ao vivo pelo canal Prêmio LMM e segue
disponível, no YouTube.
Os prêmios: troféu, certificado e os livros: “Afrografias da Memória”, “Performances do Tempo Espiralar – poéticas do corpo-tela” e “Por um Feminismo Afro Latino Americano – Lélia Gonzalez”.

Apoio
Identidade visual: Aqui Também é meu Quilombo, por Alexandre de Sena
Audiovisual: Ponta de Anzol
Buffet: Divino Forno Doces e Comis Salgados
Parceria: Editora Perspectiva, Editora Cobogó e Grupo Companhia das Letras.
Desde a 1ª edição, o Prêmio LMM conta com patrocínio do BDMG Cultural e BDMG.
Redes sociais: @premiolmm
E-mail: premioledamariamartins@gmail.com

Siga @miguel.arcanjo

Inscreva-se no canal Blog do Arcanjo

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é miguel-arcanjo-prado-foto-edson-lopes-jr.jpg

O jornalista e crítico de artes Miguel Arcanjo Prado é mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Mídia e Cultura pela ECA-USP, bacharel em Comunicação Social pela UFMG e crítico da APCA, da qual foi vice-presidente. Dirige o Blog do Arcanjo e o Prêmio Arcanjo. Coordena a Extensão Cultural da SP Escola de Teatro e faz o Podcast do Arcanjo na OLA Podcasts. Está entre os melhores jornalistas de Cultura do Brasil pelo Prêmio Comunique-se e Prêmio Governador do Estado de São Paulo. Passou por Globo, Record, R7, Record News, Grupo Folha, Grupo Abril, Contigo, Superinteressante, Band, Gazeta, UOL, UMA, Rede TV!, TV UFMG e O Pasquim 21. É jurado das premiações Prêmio Arcanjo de Cultura, Melhores do Ano Blog do Arcanjo, Sesc Melhores Filmes, Prêmio Bibi Ferreira, Prêmio Destaque Digital, Melhores do Ano Guia da Folha e Prêmio Canal Brasil de Curtas. É vencedor das premiações Troféu Nelson Rodrigues, Prêmio Destaque em Comunicação Nacional ANCEC, Troféu Inspiração do Amanhã e Prêmio África Brasil, entre outras. Foto: Edson Lopes Jr.

© Blog do Arcanjo – Entretenimento e Cultura por Miguel Arcanjo Prado | Todos os direitos reservados | Proibida reprodução sem citação com link.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é podcast-do-arcanjo.jpg
Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *