Praça Roosevelt ganha Memorial da Despedida em homenagem a vítimas da Covid-19

Espaço poderá ser visitado no centro de São Paulo de 3/10 até o Dia de Finados, 2/11

Memorial da Despedida – Arte por Auxi/Divulgação – Blog do Arcanjo

Por MIGUEL ARCANJO PRADO
@miguel.arcanjo

Um cortejo ecumênico percorrerá o entorno da Praça Franklin Roosevelt, na região central, neste domingo, dia 3 de outubro, a partir das 16h, para homenagear as quase 38 mil pessoas que perderam suas vidas para a Covid-19 na cidade de São Paulo desde o início da pandemia. O evento acompanha a instalação do Memorial da Despedida no local, que poderá ser visitado até 2 de novembro, Dia de Finados.

Segundo a organização, o cortejo, que acolherá amigos e familiares das vítimas, começará e terminará na própria praça, tendo início na face voltada para a Rua da Consolação. Ao escurecer, velas serão acesas em tributo. Na praça, um memorial temporário composto por 38 mil cataventos estará instalado a partir do dia 2 de outubro, representando todas as vidas paulistanas perdidas para a doença.

As peças foram confeccionadas por membros da Escola de Samba Vai-Vai, tradicional da região do Bixiga, com material reciclado adquirido junto à cooperativa Recifavela, da região de Vila Prudente. Emoldurando o “jardim de cataventos”, uma arte pintada em mais de 1.000 metros de muros no local, assinada pelas artistas Negana e Carol Carreiro, completa a instalação com desenhos de corações.

As ações fazem parte do projeto Memorial da Despedida, que tem como objetivo não apenas fazer um tributo às pessoas que partiram, mas também oferecer uma oportunidade às suas famílias e amigos para que finalmente se despeçam com um ritual apropriado. Nos últimos 18 meses, medidas rigorosas de proteção e isolamento têm limitado a realização de rituais fúnebres, essenciais ao processamento da dor e do luto. Por isso, a Secretaria Municipal de Cultura, juntamente com as iniciativas Luto Pela Vida, Flores Para Heróis, e um extenso grupo de apoiadores e parceiros, traz à população essa experiência memorial.

Este projeto é realizado pela Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo, com apoio da Gafisa e parceria institucional do Consulado Geral Honorário de Luxemburgo em São Paulo, o blog Morte sem Tabu, da Folha de S. Paulo, em correalização com Luto pela Vida, Flores para Heróis e Elástica SP Design e Cenografia, junto a uma ampla rede de outras organizações parceiras, dentre as quais a Rede Apoio Covid, a G.R.E.S. Escola de Samba Vai-Vai, a Recifavela (Cooperativa de Catadores da Vila Prudente), o Portal do Bixiga, o Museu da Memória do Bixiga (MUMBI), o Museu da Pessoa (MuPe), o Memorial Inumeráveis, Projeto Portinari, Projeto Brasil 2022, Agência Grou e Panela Coletiva. Saiba mais.

Siga @miguel.arcanjo

Inscreva-se no canal Blog do Arcanjo

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é miguel-arcanjo-prado-foto-edson-lopes-jr.jpg

O jornalista e crítico de artes Miguel Arcanjo Prado é mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Mídia e Cultura pela ECA-USP, bacharel em Comunicação pela UFMG e crítico da APCA, da qual foi vice-presidente. Está entre os melhores jornalistas de Cultura do Brasil pelo Prêmio Comunique-se. Passou por Globo, Record, Folha, Abril, Band e UOL. Dirige o Blog do Arcanjo e o Prêmio Arcanjo. Coordena a Extensão Cultural da SP Escola de Teatro e faz o Podcast do Arcanjo na OLA Podcasts. Foto: Edson Lopes Jr.

© Blog do Arcanjo – Cultura por Miguel Arcanjo Prado | Todos os direitos reservados | Proibida reprodução sem citação com link.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é podcast-do-arcanjo.jpg
Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *