Halston: 10 motivos para maratonar a série na Netflix

10 motivos para você maratonar Halston na Netflix - Foto: Patrick McMullan - Netflix - Blog do Arcanjo - 2021
10 motivos para você maratonar Halston na Netflix – Foto: Patrick McMullan – Netflix – Blog do Arcanjo

Uma excelente série de apenas 5 episódios, que nesses dias frios pode ser aproveitada como um bom livro e que está disponível no catálogo da Netflix é Halston. A série conta a história do designer Roy Halston Frowick, um dos maiores influenciadores da moda americana nos anos 1970, mas que teve seu nome apagado da história devido a sua vida rodeada de polêmicas, controvérsias e falência financeira.

Halston é lenda da moda

Halston (1932-1990) gerou uma revolução na moda por ser um artista visionário e além do seu tempo. Sua união com grandes lojas de departamentos acabou sendo mal vista pela alta sociedade e alta costura, espaços onde ele se criou como o artista que era. O ícone foi seguido por muitos outros estilistas depois dele nesse empreendimento.

E se tem algo que ele sabia fazer era viralizar e entrar no imaginário das pessoas que estavam antenadas neste universo naquela época. O Blog do Arcanjo separou 10 motivos para te motivar a conhecer melhor a vida desse gênio da moda:

1 – Um drama real

Elsa Peretti, Halston, Joe Eula e Victor Hugo no lendário Studio 54 - Foto: Divulgação - Netflix - Blog do Arcanjo - 2021
Elsa Peretti, Halston, Joe Eula e Victor Hugo no lendário Studio 54 – Foto: Divulgação – Netflix – Blog do Arcanjo – 2021

Baseado na biografia Simply Halston, escrita por Steven Gaines, a minissérie conta a trajetória de Halston, desde a criação de seu primeiro chapéu feito para agradar a mãe e aliviá-la da tristeza do dia a dia com seu pai, que tinha comportamentos abusivos, passando por sua ascensão no mundo da alta costura e alta sociedade até sua infeliz e triste queda. Uma passagem rápida como um cometa, mas que gerou um grande impacto no mundo da moda.

2 – Parte da história da moda norte americana e europeia

As Halstonettes - como eram conhecidas as modelos do Halston - em desfile durante a Batalha de Versalhes - Foto: Atsushi Nijishima - Netflix - Blog do Arcanjo - 2021
As Halstonettes – como eram conhecidas as modelos do Halston – em desfile durante a Batalha de Versalhes – Foto: Atsushi Nijishima – Netflix – Blog do Arcanjo – 2021

Nas palavras do diretor Daniel Minahan: Halston é “a pessoa mais famosa que você nunca ouviu falar”. Apesar de não ser tão conhecido, Halston teve um enorme impacto na indústria da moda norte-americana e também europeia, especialmente na década de 70. Extremamente ambicioso, chegou a anunciar na TV que seu desejo era “vestir todas as mulheres da América”. O frasco de seu perfume, criado pela modelo e designer de joias Elsa Peretti, também foi artigo de luxo e desejo de toda a classe alta.

3 – Halston foi realmente uma das maiores referências nos anos 70

O elenco posando para foto na gravação das cenas da Batalha de Versalhes - um marco na carreira de Halston - Foto: Atsushi Najishima - Netflix - Blog do Arcando - 2021
O elenco posando para foto na gravação das cenas da Batalha de Versalhes – um marco na carreira de Halston – Foto: Atsushi Najishima – Netflix – Blog do Arcanjo – 2021

O jornal Women’s Wear Daily, a bíblia da moda americana, afirmou que Halston “definiu todo o estilo americano”, principalmente após a Batalha de Versalhes, um evento beneficente que reuniu os 5 maiores estilistas franceses, entre eles: Marc Bohan, com a marca de Christian Dior, Yves Saint Laurent, Hubert de Givenchy Pierre Cardin e Emanuel Ungaro e 5 maiores estilistas norte-americanos, Oscar de la Renta, Anne Klein, Stephen Burrows, Bill Blass e o próprio Halston.

4 – Representatividade LGBTQIA+

Victor Hugo, pareceiro de Halston, se jogando na pista do Studio 54 - Foto: Atsushi Nijishima/Netflix - Blog do Arcanjo - 2021
Victor Hugo, parceiro de Halston, se jogando na pista do Studio 54 – Foto: Atsushi Nijishima/Netflix – Blog do Arcanjo – 2021

A série também traz os romances vividos com seus namorados, sendo Victor Hugo o mais marcante e, infelizmente, trágico. Amigos e familiares afirmam que ele foi um dos responsáveis a levar Halston à decadência por seu comportamento tóxico e abusivo.

5 – Representatividade Negra

Uma das modelos conhecidas como Halstonettes - Foto: Jojo Whilden - Netflix - Blog do Arcanjo - 2021
Uma das modelos conhecidas como Halstonettes – Foto: Jojo Whilden – Netflix – Blog do Arcanjo – 2021

Apesar de ser mero detalhe na série, Halston sempre fez questão de colocar e revelar modelos negras em seus desfiles, como Pat Cleveland e Beverly Johnson, 2 das primeiras top models negras.

6 – Representatividade Plus Size

Shawna Hamic faz o papel de Pat Ast, diva de Halston e Andy Warhol - Foto: Atsushi Nijishima - Netflix - 2021
Shawna Hamic faz o papel de Pat Ast, diva de Halston e Andy Warhol – Foto: Atsushi Nijishima – Netflix – 2021

Halston também foi responsável por lançar modelos Plus Size já na década de 70, como sua amiga Pat Ast, que também era musa de ninguém menos que Andy Warhol.

7 – Studio 54

Rebecca Dayan e Gian Franco Rodriguez como Elsa Peretti e Victor Hugo na pista do Studio 54 - Foto: Atsushi Nijishima - Netflix - Blog do Arcanjo - 2021
Rebecca Dayan e Gian Franco Rodriguez como Elsa Peretti e Victor Hugo na pista do Studio 54 – Foto: Atsushi Nijishima – Netflix – Blog do Arcanjo – 2021

Algo que também está presente na minissérie é a lendária discoteca Studio 54, ponto de encontro dos maiores estilistas, cantores, modelos e artistas plásticos da época como Cher, Calvin Klein, Liza Minnelli, Anjelica Houston, Basquiat e incontáveis outras lendas, como o próprio Andy Warhol. Apesar de não ser muito retratado na minissérie, Halston e Warhol mantinham uma admiração e inspiração mútua, além de fortes laços de amizade.

8 – A amizade com Liza Minnelli

Krysta Rodriguez e Ewan McGregor como Liza e Halston - Grandes amigos - Foto: Atsushi Nijishima - Netflix - Blog do Arcanjo - 2021
Krysta Rodriguez e Ewan McGregor como Liza e Halston – Grandes amigos – Foto: Atsushi Nijishima – Netflix – Blog do Arcanjo – 2021

Já a amizade e toda a intimidade que o estilista mantinha com Liza Minnelli está presente na série. Halston foi responsável pela repaginação do figurino de Liza para suas performances.

9 – Criação e produção de Ryan Murphy

Ewan McGregor como Halston, David Pittu como Joe Eula e Rebecca Dayan como Elsa Peretti - Foto: Atsushi Nijishima - Netflix - Blog do Arcanjo - 2021
Ewan McGregor como Halston, David Pittu como Joe Eula e Rebecca Dayan como Elsa Peretti – Foto: Atsushi Nijishima – Netflix – Blog do Arcanjo – 2021

Já conhecido por seus grandes sucessos como Glee, American Horror Story, Ratched, a atmosfera e o ritmo que apenas o aclamado Ryan Murphy consegue transmitir em suas produções está presente em Halston.

10 – Um elenco de primeira

Um elenco de peso na pele - e nas roupas! - de figuras lendárias - Foto: Atsushi Nijishima - Netflix - Blog do Arcanjo - 2021
Um elenco de peso na pele – e nas roupas! – de figuras lendárias – Foto: Atsushi Nijishima – Netflix – Blog do Arcanjo – 2021

Uma minissérie com nomes de peso como Ewan McGregor interpretando Halston, Krysta Rodriguez roubando as cenas no papel de Liza Minnelli, Rebecca Dayan como a modelo e designer de jóias Elsa Peretti, responsável pela criação do frasco do perfume Halston, Gian Franco Rodriguez fazendo o namorado abusivo Victor Hugo, e muitos outros: Bill Pullman como David Mahoney, David Pittu como Joe Eula, Sullivan Jones como Ed Austin, Rory Culkin como Joel Schumacher, Kelly Bishop como Eleanor Lambert e Vera Farmiga como Adele.

Confira o Trailer:

Siga @miguel.arcanjo

Inscreva-se no canal Blog do Arcanjo

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é miguel-arcanjo-prado-foto-edson-lopes-jr.jpg

Um dos mais influentes e respeitados jornalistas e críticos culturais do Brasil, Miguel Arcanjo Prado dirige o Blog do Arcanjo e o Prêmio Arcanjo. É mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Mídia e Cultura pela ECA-USP, bacharel em Comunicação Social pela UFMG e crítico da APCA – Associação Paulista de Críticos de Artes, da qual foi vice-presidente. Coordena a Extensão Cultural da SP Escola de Teatro e faz o Podcast do Arcanjo. Foi eleito entre os melhores jornalistas de Cultura do Brasil pelo Prêmio Comunique-se e Prêmio Governador do Estado de São Paulo. Passou por Globo, Record, R7, Record News, Folha, Abril, Huffpost Brasil, Notícias da TV, Contigo, Superinteressante, Band, Gazeta, UOL, Uma, Rede TV!, Rede Brasil, TV UFMG e O Pasquim 21. É jurado das premiações Prêmio Arcanjo, Sesc Melhores Filmes, Prêmio Bibi Ferreira, Prêmio Destaque Digital, Melhores do Ano Guia da Folha, Prêmios ANCEC e Prêmio Canal Brasil de Curtas. É vencedor do Troféu Nelson Rodrigues, Prêmio Destaque em Comunicação Nacional ANCEC, Troféu Inspiração do Amanhã e Prêmio África Brasil.
Foto: Edson Lopes Jr.
© Blog do Arcanjo – Entretenimento e Cultura por Miguel Arcanjo Prado | Todos os direitos reservados.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é podcast-do-arcanjo.jpg
Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Brasil e Argentina se beijam na Copa do Mundo do Qatar 2022 Após críticas, Nômade Festival coloca negros com Erykah Badu Festival de Curitiba anuncia novidades em 2023 II Expo Internacional Consciência Negra SP The Crown mostra que Charles traiu Diana