Dani Calabresa fala após polêmica com Marcius Melhem: ‘Estou mais leve’

Por Miguel Arcanjo Prado

A atriz e humorista Dani Calabresa estreou na última sexta (5) seu novo programa no GNT, Dani-se. A atração vai ao ar toda sexta, 22h30, no canal feminino da Globo. Acompanhada do ator Pedroca Monteiro, ela recebe convidados especiais a cada episódio. Na estreia foram Fábio Porchat e Ingrid Guimarães. Atualmente namorando o publicitário Richard Neuman, Dani viajou para o Caribe com o amado.

A artista falou à jornalista Maria Fortuna, do jornal O Globo, sobre a polêmica do suposto assédio que teria sofrido do então chefe na Globo Marcius Melhem. “O que posso falar é que é muito dolorido e íntimo, que quis tomar as medidas cabíveis. Não procurei a imprensa. Fui no compilance da empresa e no Ministério Público. Então, agora está em segredo de Justiça”, disse.

Sobre esta era de cancelamento, pontuou: “Cancelamento é a coisa mais odiosa que a gente pode fazer na internet”. E ainda mandou um dane-se a “quem não respeita a pandemia e nega a eficácia da vacina”.

“Estou mais leve”

Sobre sua vida pós polêmica com Melhem, Dani falou: “Cada um tempo de entendimento e cicatrização. Tem gente que supera a dor em dois meses. Outros levam cinco anos. Eu me considero emotiva, dramática, mas também amorosa e leal. Perguntam se sou vingativa, porque sou escorpiana. Nunca planejei nem comemorei uma dor de alguém. Mas percebia que era rancorosa, esticava a corda. Hoje tenho uma bananice: adoro ficar bem”.

Sobre o perdão, respondeu: “A gente vive tanta coisa que consegue diferenciar o que é grave, imperdoável e inadmissível. Há dores que não valem a pena carregar. Remoer é a pior coisa do mundo. Estou mais leve. Quer dizer, não faço ioga, como fritura, não estou no ‘paz e amor’ total, mas estou menos rancorosa. E isso é uma coisa maravilhosa”, concluiu.

Siga @miguel.arcanjo!

Ouça o Podcast do Arcanjo!

+ Artistas, Cultura e Entretenimento

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é miguel-arcanjo-prado-foto-edson-lopes-jr.jpg

Miguel Arcanjo Prado é jornalista, mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Mídia, Informação e Cultura pela ECA-USP e bacharel em Comunicação Social pela UFMG. Eleito três vezes pelo Prêmio Comunique-se um dos melhores jornalistas de Cultura do Brasil. Nascido em Belo Horizonte, vive em São Paulo desde 2007. É crítico da APCA, da qual foi vice-presidente. Passou por Globo, Record, Folha, Contigo, Editora Abril, Gazeta, Band, Rede TV e UOL, entre outros. Desde 2012, faz o Blog do Arcanjo, referência no jornalismo cultural. Em 2019 criou o Prêmio Arcanjo de Cultura no Theatro Municipal de SP. É coordenador de Extensão Cultural e Projetos Especiais da SP Escola de Teatro, colunista do Notícias da TV e faz o Podcast do Arcanjo em parceria com a OLA Podcasts. Foto: Edson Lopes Jr.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é podcast-do-arcanjo.jpg
Please follow and like us:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *