Rapidinhas Teatrais: Vida de Chico Xavier vira peça Chico, Além da Alegria

Por Miguel Arcanjo Prado

Na Mooca, meu

O Teatro São Cristóvão Saúde, no Mooca Plaza, em São Paulo, recebe a peça Chico, Além da Alegria, sobre o lendário médium mineiro Chico Xavier (1910-2002). A obra fica em cartaz até o dia 28 de fevereiro. Um mestre da espiritualidade no século 20 que merece ser conhecido pelas novas gerações.

Stand-up

O Teatro São Cristóvão Saúde também receberá, no dia 22 de janeiro, às 20h30, o Boteco do Marcus Vinile, stand-up do comediante, cantor e compositor que foi destaque do Prêmio Multishow de Humor. Rir é preciso.

Ivam Cabral e Rodolfo García Vázquez, do Satyros: peça nova se chama As Mariposas – Foto: Silvana Garzaro – blogdoarcanjo.com

Voo livre

As Mariposas é o nome da nova peça da Cia. de Teatro Os Satyros, escrita por Ivam Cabral e Rodolfo García Vázquez. A estreia será em fevereiro, pelas ondas do teatro digital. Os ensaios acontecem em ritmo intenso. Vai dar o que falar.

Internacionais

Não custa lembrar que os artistas sacudiram o teatro mundial em 2020 com a peça A Arte de Encarar o Medo, apresentada em quatro continentes com elenco composto por brasileiros, estadunidenses, africanos e africanos e premiada no Festival Red Curtain, em Calcutá, na Índia. Feito inédito para uma peça brasileira. Danados.

Sucesso

Wander B. está feliz da vida. O motivo? O artista que comemora 20 anos de carreira com a peça digital O Inferno É Um Espelho da Borda Laranja viu seu público multiplicar nesta semana. Ainda tem mais duas sessões, quarta e quinta da próxima semana, 20h, na SP Escola de Teatro Digital na Sympla. Coisa boa.

Peça Sertão Sem Fim é inspirada em mulheres de Macaúbas, na Bahia – Foto: Keiny Andrade – blogdoarcanjo.com

Lá do sertão

Tertulina Alves retornou à Macaúbas da sua infância, no interior da Bahia, para dialogar com as mulheres do sertão nordestino. Os relatos foram unidos à história da própria atriz e se transformaram na peça Sertão Sem Fim. A estreia está marcada para 5 de fevereiro, sexta-feira, 19h, no Teatro Sérgio Cardoso, em São Paulo. A dramaturgia é de Rudinei Borges dos Santos, já a direção é de Donizeti Mazonas. Ponha a máscara, passe o álcool em gel e prestigie.

Peça História do Brasil, da Cia. Viradalata: presencial e digital – Foto: Divulgação – blogdoarcanjo.com

Dose dupla

Os cinco espetáculos infantis da Cia. Viradalata estão em cartaz no Teatro Viradalata, no Sumaré, em São Paulo, até o dia 29 de janeiro de maneira híbrida: é possível assistir ao vivo no teatro ou online pelo canal do Youtube. Que bacana.

Mistério

Márcia Dailyn, a atriz e bailarina diva da praça Roosevelt e do Satyros, foi vista nesta semana em lojas de figurinos e perucas na região da Rua 25 de março, em São Paulo. O que será que ela está aprontando?

Põe na agenda

A partir do dia 25/1, próxima segunda, o processo seletivo 2021 do Programa de Qualificação em Artes para coletivos de dança e teatro do interior, litoral e região metropolitana paulista estará aberto para novas inscrições, que vão até 21/2. Tudo pelo site das Oficinas Culturais, programa da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo e gerenciado pela Poiesis. Da melhor qualidade.

Viva a cultura

O objetivo do Programa Qualificação em Artes é incentivar o aprimoramento artístico dos grupos de dança e de teatro que não são da capital paulista, a fim de dar oportunidades para a cena cultural que não está na metrópole, e sim nas regiões interioranas, litorânea e metropolitana do estado de São Paulo. Fundamental.

Novo normal

Os encontros do Programa Qualificação em Artes 2021 vão seguir um formato híbrido, com um primeiro momento em plataformas digitais e, seguindo as orientações dos órgãos de saúde, com um segundo momento em aulas presencias. Tomara.

+ Artistas, Cultura e Entretenimento

Miguel Arcanjo Prado é jornalista, mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Mídia, Informação e Cultura pela ECA-USP e bacharel em Comunicação Social pela UFMG. Eleito três vezes pelo Prêmio Comunique-se um dos melhores jornalistas de Cultura do Brasil. Nascido em Belo Horizonte, vive em São Paulo desde 2007. É crítico da APCA, da qual foi vice-presidente. Passou por Globo, Record, Folha, Contigo, Editora Abril, Gazeta, Band, Rede TV e UOL, entre outros. Desde 2012, faz o Blog do Arcanjo, referência no jornalismo cultural. Em 2019 criou o Prêmio Arcanjo de Cultura no Theatro Municipal de SP. Em 2020, passou a ser Coordenador de Extensão Cultural e Projetos Especiais da SP Escola de Teatro e começou o Podcast do Arcanjo em parceria com a OLA Podcasts. Foto: Edson Lopes Jr.

Siga @miguel.arcanjo

Ouça o Podcast do Arcanjo

Please follow and like us:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *