Saudade do teatro? 4 peças em SP com todos os protocolos de segurança

Por Miguel Arcanjo Prado

Você está morrendo de saudade de assistir a uma peça de teatro?

Pensando na sua diversão (e na sua segurança), o Blog do Arcanjo lista a seguir quatro espetáculos que nós visitamos e que seguem os protocolos de distanciamento social do público e também não permitem ninguém sem máscara na sala.

Escolha o que mais combina com você e divirta-se! Afinal, São Paulo combina com teatro!

Simplesmente Clô

O grande ator Eduardo Martini dá show de atuação neste espetáculo sobre o apresentador e estilista Clodovil Hernandes (1937-2009) escrito por Bruno Cavalcanti e dirigido por Viviane Alfano. A peça humaniza a figura controversa de Clodovil, revelando o homem atrás da polêmica.
Sábados, 21h, e domingos, 19h, no Teatro União Cultural (r. Mário Amaral, 209, Paraíso, Metrô Brigadeiro, São Paulo). Retire seu ingresso.

A Bicicleta de Papel

O delicado drama de Luccas Papp mostra o encontro de dois grandes amigos. Papp protagoniza a montagem ao lado de Leonardo Miggiorin, ambos com atuações que comovem o público, fruto de direção segura de Ricardo Grasson. O que ambienta tudo é a noite da Virada de 1999 para o aguardado ano 2000. Em meio à chegada do novo milênio, o público é surpreendido com grandes revelações.
Domingos, 19h, no Teatro das Artes (Shopping Eldorado, av. Rebouças, 3970, CPTM Hebraica-Rebouças, São Paulo). Retire seu ingresso.

Para Duas

O drama familiar de Ed Anderson ganha direção do experiente Elias Andreato e narra o embate entre mãe e filha após a morte do pai. No palco, a grande atriz Karin Rodrigues, viúva de Paulo Autran (1922-2007), contracena com a talentosa Chris Couto, conhecida das novelas da Globo e ex-VJ da MTV. A peça conta ainda com participação especial de Claudio Curi, ator respeitado dos palcos paulistanos.
Sextas e sábados, 19h, domingos e segundas, 20h, no Teatro Sérgio Cardoso (r. Rui Barbosa, 153, Bela Vista, São Paulo). Retire seu ingresso.

1 Milhão de Anos em 1 Hora

Dono de timing preciso para o humor, Bruno Motta protagoniza a comédia de sucesso na Broadway e que passeia pela história de nosso planeta Terra com ironia fina. O espetáculo de Colin Quinn e Jerry Seinfeld, dois astros do humor nos EUA, tem versão brasileira assinada por Marcelo Adnet e Claudio Torres Gonzaga, nomes tarimbados por aqui Ágil, Motta sempre coloca cacos relacionados ao dia a dia em cada sessão, garantindo riso farto de seus espectadores.
Sábados, 21h, e domingos, 18h30, no Teatro Folha (Shopping Pátio Higienópolis – av. Higienópolis, 618, Terraço, São Paulo). Retire seu ingresso.

+ Artistas, Cultura e Entretenimento

Miguel Arcanjo Prado é jornalista, mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Mídia, Informação e Cultura pela ECA-USP e bacharel em Comunicação Social pela UFMG. Eleito três vezes pelo Prêmio Comunique-se um dos melhores jornalistas de Cultura do Brasil. Nascido em Belo Horizonte, vive em São Paulo desde 2007. É crítico da APCA, da qual foi vice-presidente. Passou por Globo, Record, Folha, Contigo, Editora Abril, Gazeta, Band, Rede TV e UOL, entre outros. Desde 2012, faz o Blog do Arcanjo, referência no jornalismo cultural. Em 2019 criou o Prêmio Arcanjo de Cultura no Theatro Municipal de SP. Em 2020, passou a ser Coordenador de Extensão Cultural e Projetos Especiais da SP Escola de Teatro e começou o Podcast do Arcanjo em parceria com a OLA Podcasts. Foto: Edson Lopes Jr.

Siga @miguel.arcanjo

Ouça o Podcast do Arcanjo

Please follow and like us:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *