Hugo Possolo é o novo diretor geral do Theatro Municipal de SP

Por Miguel Arcanjo Prado

Hugo Possolo está de volta ao Theatro Municipal de São Paulo como diretor-geral. No ano passado ele havia deixado o posto de diretor artístico do Municipal para tornar-se secretário Municipal de Cultura de São Paulo, sucedendo Alê Youssef. Com a volta de Youssef ao comando da Secretaria de Cultura no governo do prefeito reeleito Bruno Covas, Hugo Possolo foi escolhido para ocupar o cargo de diretor-geral da Fundação Theatro Municipal. Segundo a colunista Mônica Begamo, da Folha, “a nomeação deve ser oficializada nos próximos dias”.

De acordo com a colunista, Possolo vai acompanhar de perto o processo que escolherá a nova entidade gestora do Theatro Municipal. Ele ainda vai coordenar o núcleo responsável pelas comemorações organizadas pela pasta para o centenário da Semana de 1922, dando prosseguimento ao projeto Novos Modernistas, iniciado em sua gestão como diretor artístico do Municipal. Possolo conseguiu aumentar o número de frequentadores do Municipal, fazendo com que milhares de paulistanos frequentassem o nobre templo das artes pela primeira vez.

Hugo Possolo recebe o 1º Prêmio Arcanjo de Cultura pela pluralidade na programação do Theatro Municipal de SP – Foto: Edson Lopes Jr. blogdoarcanjo.com

Não custa lembrar que Possolo modernizou a programação do Municipal, abrindo o luxuoso palco da cidade para artistas circenses, periféricos, negros e LGBTQIA+, que apresentaram espetáculos como AmarELO, de Emicida, que virou documentário na Netflix, Prot{AGÔ]nistas, com artistas circenses e músicos negros, e Divinas Divas, com travestis e trans pioneiras nas artes.

Também sob sua gestão, o Municipal abrigou noite histórica com Fernanda Montenegro, que foi ovacionada ao defender a democracia e protestar contra a censura, além da ópera O Barbeiro de Sevilha, protagonizada pelo barítono David Marcondes, pioneiro negro como protagonista de montagens eruditas. Miguel Falabella também dirigiu a opereta popular A Viúva Alegre, que encheu o Municipal em todas as sessões.

Também sob gestão de Possolo, o Municipal abarcou o Festival Eté, com espetáculos como Entrevista com Phedra, com a história da lendária atriz e diva trans da praça Roosevelt, Phedra D. Córdoba. Foi sob sua gestão como diretor artístico que o Theatro Municipal abrigou a estreia do Prêmio Arcanjo de Cultura, que ocupou o palco do Municipal com diversidade e pluralidade.

Eduardo Saron, do Itaú Cultural, Hugo Possolo, do Theatro Municipal, Ivam Cabral e Rodolfo García Vázquez, do Satyros, recebem o 1º Prêmio Arcanjo de Cultura – Foto: Edson Lopes Jr. blogdoarcanjo.com

Hugo Possolo é ator, palhaço e dramaturgo. Ele é um dos fundadores do Parlapatões, um dos grupos humorísticos mais tradicionais do país, com sede na praça Roosevelt, no centro paulistano. Foi um dos responsáveis, ao lado de Raul Barretto, também do Parlapatões, e de Ivam Cabral e Rodolfo García Vázquez, do Satyros, pela revitalização da praça, antes um lugar perigoso e que com o teatro tornou-se epicentro cultural paulistano. Possolo também é um dos fundadores da SP Escola de Teatro, na qual já coordenou os cursos de Humor e de Atuação.

Hugo Possolo deixou Municipal democrático

Fernanda Montenegro é ovacionada no Theatro Municipal de SP sob gestão de Hugo Possolo e defende a democracia e a arte livre de censura em 2019- Foto: Matheus José Maria/Divulgação blogdoarcanjo.com
Fernanda Montenegro é ovacionada no Theatro Municipal de SP sob gestão de Hugo Possolo e defende a democracia e a arte livre de censura em 2019- Foto: Matheus José Maria/Divulgação blogdoarcanjo.com
Fernanda Montenegro posa com Hugo Possolo no palco do Theatro Municipal após ser ovacionada em 2019 – Foto: Matheus José Maria/Divulgação blogdoarcanjo.com
David Marcondes é o primeiro protagonista negro da ópera O Barbeiro de Sevilha no Theatro Municipal sob gestão de Hugo Possolo – Foto: Divulgação blogdoarcanjo.com
Miguel Falabella dirige a opereta A Viúva Alegre no Theatro Municipal sob gestão de Hugo Possolo – Foto: Divulgação – blogdoarcanjo.com
Emicida faz o show AmarELO no Theatro Municipal sob gestão artística de Hugo Possolo em 2019: documentário na Netflix – Foto: Divulgação blogdoarcanjo.com
Miguel Arcanjo Prado abre a primeira edição do Prêmio Arcanjo de Cultura em 2019 no Theatro Municipal de São Paulo sob gestão de Hugo Possolo – Foto: Edson Lopes Jr. blogdoarcanjo.com
Theatro Municipal lotado aplaude de pé o jornalista e crítico Miguel Arcanjo Prado no 1º Prêmio Arcanjo de Cultura em 2019 – Foto: Annelize Tozetto/Divulgação – blogdoarcanjo.com
Divinas Divas posam na escadaria do palco do Theatro Municipal em 29 de janeiro de 2020, Dia da Visibilidade Trans, sob gestão de Hugo Possolo- Foto: Bruno Galvincio/Divulgação blogdoarcanjo.com
Márcia Dailyn e Raphael Garcia em cena de Entrevista com Phedra, peça sobre diva trans Phedra D. Córdoba, no Festival Eté do Theatro Municipal de SP – Foto: Annelize Tozetto blogdoarcanjo.com
Artistas circenses negros são aplaudidos de pé no espetáculo Prot{AGÔ}nistas no Theatro Municipal em 2019 sob gestão de Hugo Possolo – Foto: Mariana Ser/Divulgação blogdoarcanjo.com
Emicida em AmarELO no Theatro Municipal em 2019, que virou doc na Netflix – Foto: Divulgação blogdoarcanjo.com

+ Artistas, Cultura e Entretenimento

Miguel Arcanjo Prado é jornalista, mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Mídia, Informação e Cultura pela ECA-USP e bacharel em Comunicação Social pela UFMG. Eleito três vezes pelo Prêmio Comunique-se um dos melhores jornalistas de Cultura do Brasil. Nascido em Belo Horizonte, vive em São Paulo desde 2007. É crítico da APCA, da qual foi vice-presidente. Passou por Globo, Record, Folha, Contigo, Editora Abril, Gazeta, Band, Rede TV e UOL, entre outros. Desde 2012, faz o Blog do Arcanjo, referência no jornalismo cultural. Em 2019 criou o Prêmio Arcanjo de Cultura no Theatro Municipal de SP. Em 2020, passou a ser Coordenador de Extensão Cultural e Projetos Especiais da SP Escola de Teatro e começou o Podcast do Arcanjo em parceria com a OLA Podcasts. Foto: Bob Sousa.

Siga @miguel.arcanjo

Ouça o Podcast do Arcanjo

Please follow and like us:

3 Resultados

  1. Luiz disse:

    Excelente! Estaremos na torcida por um trabalho memorável de Hugo Possolo.

  1. 15/01/2021

    […] comanda os centros culturais e teatros públicos ligados à Prefeitura de São Paulo.Leia também:Hugo Possolo vira diretor geral do Theatro MunicipalPedro Granato é novo Coordenador de Formação CulturalAlê Youssef retorna à Secretaria Municipal […]

  2. 15/01/2021

    […] também:Alê Youssef retorna à Secretaria Municipal de Cultura de SPHugo Possolo vira diretor geral do Theatro MunicipalPedro Granato é novo Coordenador de Formação CulturalEliana Monteiro coordena Centro Culturais e […]

Deixe uma resposta para Luiz Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *