4 atores argentinos que brilham no Brasil

Por Miguel Arcanjo Prado

O Brasil também tem atores internacionais em seus palcos e telas que vieram direto da Argentina, nosso país hermano.

Neste 25 de Maio, quando se comemora a Revolução de Mayo que marcou o processo de independência na Argentina, apresentamos quatro atores argentinos radicados no Brasil e que brilham nas telas e palcos, seja no cinema, teatro, TV e streaming.

Juan Manuel Tellategui

Ator argentino nascido em Zárate, Buenos Aires, Juan Manuel Tellategui mora em São Paulo. Na TV, esteve nas séries Chuteira Preta, do Amazon Prime Video, Manual para se Defender de Aliens, Ninjas e Zumbis, da Warner, e Toda Forma de Amor, no Canal Brasil. No cinema, integrou elenco de filmes argentinos como Pompeya, de Tamae Garateguy, Puto, de Pablo Oliverio, e Las Pistas, de Sebastián Lingiardi. O artista também atuou em coproduções Brasil-Argentina como Águas Selvagens – Aguas dos Porcos, de Roly Santos, e filmes brasileiros como Apto420, de Dellani Lima, Ressuscita-me, de Caio Lazaneo, e 30 Anos Blues, de Andradina Azevedo e Dida Andrade. No teatro paulista, atuou em espetáculos como Enquanto as Crianças Dormem, Diga que Você Já me Esqueceu e América Vizinha, além de dirigir as peças Hermanas Son las Tetas e Entrevista com Phedra. Já no teatro de Buenos Aires, esteve em peças como Tan Callando, Eventualmente e Frágil, pela qual foi chamado de “intérprete potente e generoso” pelo La Nación, mais tradicional jornal argentino.

Jean Pierre Noher

O ator Jean Pierre Noher nasceu em Paris, na França, mas foi criado na Argentina, onde começou sua carreira artística. Radicado no Rio, ele já participou de novelas como A Favorita e Sol Nascente, na Globo, e do filme Diários de Motocicletas e O Homem do Futuro. Ele também atuou como apresentador no Canal Brasil da série de cinemas latinos Cone Sul, focada em filmes produzidos por nossos países vizinhos.

Mausi Martinez

Mausi Martinez é atriz argentina radicada em Armação dos Búzios, no Rio. Ela nasceu na província de Formosa e estudou teatro e cinema em Buenos Aires. No Brasil, atuou na coprodução cinematográfica Brasil-Argentina Águas Selvagens – Aguas dos Porcos, dirigida pelo argentino Roly Santos. Em 2004, dirigiu o documentário Sed – Invasión Gota a Gota. Como atriz, esteve em peças como Boquitas Pintadas e La Casa de Bernalda Alba, em Buenos Aires, e em filmes argentinos como Buenos Aires Habláme de Amor, Terapias Alternativas e El Almuerzo. Ainda dirigiu o filme Nunca Estuviste Tan Adorable.

Mario José Paz

Mario José Paz nasceu em Rosário, na Argentina, e vive em Armação dos Búzios, no litoral fluminense, onde foi idealizador do Festival de Cinema de Búzios, importante evento cinematográfico nacional e internacional. Na televisão, atuou em Ligações Perigosas, Malhação e Viver a Vida, na Globo. No cinema argentino atuou em Viudas (Viúvas) e integrou o elenco da coprodução Brasil-Argentina Águas Selvagens – Aguas dos Porcos. No cinema brasileiro, esteve ainda em Se Eu Fosse Você, Divã a Dois e O Duelo. No teatro brasileiro, fez Doze Homens e Uma Sentença e Pixote.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *