Estação Satyros fecha as portas na praça Roosevelt por crise do coronavírus: SP perde sala icônica do teatro underground

Rodolfo García Vázquez e Ivam Cabral, da Cia. de Teatro Os Satyros – Foto: Divulgação – Blog do @miguel.arcanjo

“A notícia triste que veio junto com uma pandemia”. Assim definiu o ator Ivam Cabral o fechamento do Estação Satyros na praça Roosevelt em São Paulo por conta da crise provocada pelo coronavírus. O anúncio foi feito nesta segunda (27) por Ivam e Rodolfo García Vázquez, com quem fundou há 31 anos a Cia. de Teatro Os Satyros, um dos grupos teatrais brasileiros com amplo reconhecimento internacional. “Desde março não temos mais o Estação Satyros”, avisou Ivam, antes de complementar: “15 anos durou a nossa aventura no número 134 da Praça Roosevelt. Tantas histórias, tantos sonhos, tanta alegria…”. Rodolfo lembrou em seu anúncio o antigo nome da sala, que marcou toda uma geração de jovens artistas e frequentadores do teatro: “O Espaço dos Satyros II, ou Estacao Satyros, já não existe mais”, lastimou. Mesmo com sérios problemas financeiros, por enquanto, o grupo ainda segue com sua primeira sala, o Espaço dos Satyros Um, na praça Roosevelt, 214.

Artistas lamentam fim do Estação Satyros: leia depoimentos

Com a notícia, São Paulo e o teatro brasileiro perdem a sala icônica de nosso teatro underground, que não devia em nada para outras salas do teatro off no mundo, como de Nova York, Londres ou Buenos Aires. Na sala agora fechada foram encenadas peças lendárias como “Os 120 Dias de Sodoma”, na versão de García Vázquez para a polêmica obra de Marquês de Sade, estando mais de uma década em cartaz sempre com filas intermináveis. O lugar ainda abrigou montagens internacionais, como “Yira Yira”, da Argentina, no ano passado. O Blog do Arcanjo pede com urgência que o poder público se manifeste em relação aos espaços culturais que estão sucumbindo diante da crise da pandemia, oferecendo reais condições de sobrevivência à classe artística neste triste período da história que vivemos.

Os 120 Dias de Sodoma, da Cia. de Teatro Os Satyros, fez história na praça Roosevelt no Estação Satyros, que fecha as portas por conta da crise do coronavírus – Foto: Andre Stefano/Divulgação – Blog do @miguel.arcanjo

Siga @miguel.arcanjo

Você pode gostar...

1 Resultado

  1. 28/04/2020

    […] suas portas na praça Roosevelt, 134, por conta da crise gerada pela pandemia do coronavírus, como anunciaram nesta segunda (27) os fundadores da Cia. de Teatro Os Satyros, Ivam Cabral e Rodolfo García Vázquez. A notícia […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *