Carnaval de São Paulo vira Patrimônio Imaterial do Estado

Desfile das escolas de samba do Carnaval de São Paulo: manifestações carnavalescas do Estado viram Patrimônio Imaterial – Foto: Divulgação – Blog do @miguel.arcanjo UOL

O Carnaval paulista agora é Patrimônio Imaterial do Estado de São Paulo, segundo decisão unânime no Condephaat (Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico ), adianta o Blog Miguel Arcanjo. A ação reconhece que as práticas carnavalescas em todo o Estado traduzem saberes, fazeres e uma identidade coletiva, criando relações de pertencimento. O anúncio foi feito no Diário Oficial pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo. “O Condephaat dá sequência ao trabalho fundamental de reconhecer e proteger o patrimônio imaterial de São Paulo com o registro das expressões artistas ligadas ao Carnaval, que são inúmeras, muito potentes e constituem marcas do patrimônio cultural do Estado. Estamos valorizando a cultura popular e tradicional de São Paulo, que é um vetor de identidade e de desenvolvimento”, diz Sérgio Sá Leitão, secretário de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo. O título de Patrimônio Imaterial tem como objetivo reconhecer e proteger manifestações culturais da cultura paulista. O primeiro registro de patrimônio imaterial do Condephaat foi para o Samba Paulista, em janeiro de 2016. Em 2018, foi a vez do Virado Paulista, tradicional prato do Estado, receber o título. A proposta inicial de tornar o Carnaval Patrimônio Imaterial partiu da Liga Independente das Escolas de Samba de SP e o Condephaat achou por bem abarcar as atividades carnavalescas de todo o Estado em sua decisão.

>>> Siga @miguel.arcanjo

Please follow and like us:
Festival de Curitiba anuncia novidades em 2023 II Expo Internacional Consciência Negra SP The Crown mostra que Charles traiu Diana Caetano Veloso se emociona em show após morte de Gal Costa Prêmio Arcanjo de Cultura acontece no Teatro Sérgio Cardoso