Rodrigo Negão quer viajar com Mata Rasteira, peça sobre luta negra

O ator Rodrigo Negão – Foto: Flávio Patrocínio/Divulgação Aclive Comunicação – Blog do Arcanjo – UOL

O ator Rodrigo Negão comemora o sucesso da temporada de seu monólogo “Mata Rasteira – A Origem da Resistência”, apresentado no Sesc Palladium, em Belo Horizonte, nos últimos dois fins de semana. O burburinho já permite novos sonhos para a montagem.

Inspirada no romance “Mata Rasteira – A Origem da Resistência”, a obra tem produção do grupo Caras Pintadas.

A direção é de Gabriel Coupe, também responsável pela dramaturgia, que foca nas rebeliões negras em busca da liberdade no Brasil escravocrata até a luta da população negra contemporânea por direitos e indicadores sociais iguais aos da população branca no país.

O grupo de artistas passa a negociar novas temporadas do espetáculo, com o qual pretende viajar pelo Brasil e participar de festivais.

O Caras Pintadas ainda é composto por Anderson Martins e Alexis Abraham.

Rodrigo Negão integrou espetáculos de sucesso, como os musicais “Zumbi” e “Madama Satã”, ambos com direção do lendário João das Neves (1935-2018).

Siga Miguel Arcanjo Prado no Instagram

Please follow and like us:
Tim Maia: 80 anos do eterno síndico Arlete Salles brilha no Teatro das Artes Surra de estilo: Prêmio Bibi Ferreira 2022 Grammy Latino 2022: Veja brasileiros indicados! Travessia estreia em 10 de outubro na Globo