O Retrato do Bob: Silmara Deon reforça poder feminino de Joana D’Arc

A atriz Silmara Deon – Foto: Bob Sousa – Blog do Arcanjo – UOL

Mais que uma santa, Joana D’Arc foi uma mulher empoderada. É o que propõe a atriz Silmara Deon, que se prepara para protagonizar a peça “O Julgamento Secreto de Joana D’Arc”, que estreia em São Paulo no próximo dia 26 de julho. Além de dar vida à lendária heroína francesa, ela também é responsável pela aguerrida produção do espetáculo com grande elenco, direção artística de Fernando Nitsch e direção musical de Miguel Briamonte. Foi Silmara quem encomendou o texto inédito para Aimar Labaki, que evidencia como instituições estruturadas pelo poder masculino enxergam uma ameaça no feminino. “Como seria essa mulher?”, pergunta a atriz. “O fato de ela ser uma santa da igreja católica, além de não haver nada que comprove sua aparência real, fez com que a sua imagem fosse sempre comparada à de uma jovem angelical, frágil e ingênua, cujos feitos seriam ordens divinas, desconsiderando sua determinação, inteligência e ações”, pontua. “Joana D’Arc transcende todos os padrões de biótipo e idade, possibilitando uma grande liberdade de interpretação”, diz. A obra pode ser vista até 20 de setembro, quartas e quintas, às 20h, no Teat(r)o Oficina (r. Jaceguai, 520) com ingresso a R$ 50 (inteira), R$ 25 (meia) e R$ 20 (moradores da Bela Vista com comprovante).

Bob Sousa é fotógrafo, mestre em artes cênicas pela Unesp e crítico de artes visuais da APCA (Associação Paulista de Críticos de Artes). Todo sábado retrata para o Blog do Arcanjo no UOL uma personalidade do mundo da Cultura e do Entretenimento.

Siga Miguel Arcanjo Prado

Você pode gostar...