Veja os indicados ao Prêmio Shell de Teatro no 1º semestre de 2018 SP e RJ

Prêmio Shell de Teatro divulga a lista de indicados pelo 1º semestre de 2018 em SP e no Rio: a partir do alto, em sentido horário: SAtyros, Mariana Lima, Regina Duarte e Amanda Acosta estão entres os indicados – Fotos: Divulgação – Blog do Arcanjo – UOL

Um dos mais tradicionais troféus do teatro brasileiro, o Prêmio Shell de Teatro divulgou os indicados pelo 1º semestre de 2018 em São Paulo e no Rio de Janeiro. Confira a lista.

São Paulo

  • Autor
    Leonardo Cortez por “Pousada Refúgio”
    Rodolfo García Vázquez e Ivam Cabral por “O Incrível Mundo dos Baldios”
  • Direção
    Gustavo Paso por “Hollywood”
    Hugo Possolo por “O Rei da Vela”
  • Ator
    Gilberto Gawronsky por “A Ira de Narciso”
    Matheus Nachtergaele por “Molière”
  • Atriz
    Bete Coelho por “O Terceiro Sinal”
    Regina Duarte por “O Leão no Inverno”
  • Cenário
    Bruno Anselmo por “1984”
    Cassio Brasil por “Quero Morrer com Meu Próprio Veneno”
  • Figurino
    Jorge Farjalla e Ana Castilho por “Senhora dos Afogados”
    Ulysses Cruz e elenco por “O Leão no Inverno”
  • Música
    Fernanda Maia por “O Rei da Vela”
    John Boudler, Gilberto Rodrigues e Nelton Essi por “O Leão no Inverno”
  • Iluminação
    Paula Hemsi por “O Inevitável Tempo das Coisas”
    Wagner Freire por “O Rio”
  • Inovação
    Cia Hiato por seus 10 anos de trajetória artística no Brasil e no exterior e pela realização do espetáculo “Odisséia”.
    Cia Paideia de Teatro pela relevância de seu trabalho na formação de plateia com intercâmbios nacionais e internacionais.

Rio de Janeiro

  • Autor
    Mariana Lima por “Cérebro Coração”
    Cecilia Ripoll por “Rose”
  • Direção
    Rodrigo Portella por “Insetos”
    Cristina Fagundes por “A Vida ao Lado”
  • Ator
    Ricardo Blat por “No Meio do Nada”
    Leandro Santanna por “Lima entre Nós”
  • Atriz
    Amanda Acosta por “Bibi – Uma Vida em Musical”
    Mariana Lima por “Cérebro Coração”
    Gisele Fróes por “O Imortal”
  • Cenário
    Beli Araújo e César Augusto por “Insetos”
    Dina Salem Levy por “Cérebro Coração”
  • Figurino
    Ney Madeira e Dani Vidal por “Bibi – Uma Vida em Musical”
    Eduardo Giacomini por “Nuon”
  • Iluminação
    Beto Bruel e Rodrigo Ziolkowski por “Nuon”
    Beto Bruel por “Cérebro Coração”
  • Música
    Tato Taborda por “Utopia D”
    Felipe Storino por “Vim Assim que Soube”
  • Inovação
    Espetáculo Sblood pela experiência imersiva e interdisciplinar que, através de uma instalação, permite que o espectador entre em um jogo dramatúrgico e sensorial.
    Coletivo 2ª Black por criar um espaço de encontro, pesquisa, troca de saberes e apresentações de experiências cênicas de artistas negros.

Siga Miguel Arcanjo Prado 

Você pode gostar...