Após demissão polêmica, Faccioli volta à TV: Não farei jornal policial

O jornalista Luciano Faccioli, agora na Rede Brasil, terá programa de entretenimento e prestação de serviços nas manhãs – Foto: Divulgação

Um dos jornalistas mais queridos da televisão, o santista Luciano Faccioli, 51 anos, o do do bordão “olha a hora”, é o novo contratado da Rede Brasil de Televisão, como antecipou o colunista do UOL Flávio Ricco no último dia 20.

Ele assinou com a emissora na última semana e estreia no dia 5 de março um programa semanal às manhãs, com foco em entretenimento e prestação de serviços e com parceria de conteúdo com Hélio Sileman, consultor artístico da Rede Brasil.

Com mais de 20 anos de carreira e passagens por Record, Band e Rede TV!, Luciano Faccioli conversou com exclusividade com o Blog do Arcanjo do UOL sobre a nova fase e também esclarece a tumultuada saída da Rede TV! após reclamar ao vivo de mudança no horário de seu programa, o que gerou sua demissão.

Leia com toda a calma do mundo.

Miguel Arcanjo Prado — Faccioli, você está feliz com este novo contrato? O que você fará na Rede Brasil?
Luciano Faccioli — Eu estou feliz demais com este novo contrato, voltando a trabalhar e ter um compromisso diário efetivamente, depois desse período que eu fiquei parado, desde a saída da RedeTV!. O que eu vou fazer na Rede Brasil é apresentar um programa pelas manhãs, com uma equipe de retaguarda muito bacana. Vai ser um programa de entretenimento com variedades e jornalismo e prestação de serviços. Quero deixar claro que não será um programa ou jornal policial, como já fiz.

Leia também:
Gal Costa termina turnê e promete novo disco
Dubladores brancos em Pantera Negra geram polêmica
Pantera Negra cria EUA africano para criticar poderosos

Miguel Arcanjo Prado — O que o público pode esperar do Faccioli nesta nova fase?
Luciano Faccioli — O que o público pode esperar é um Luciano Faccioli alto astral, alegria, uma pessoa de bem com a vida, feliz, me reinventando todo dia ao vivo, que é meu jeito no ar e fora dele. Eu chego pedindo licença para entrar na casa dessas pessoas e sentar no sofá das famílias brasileiras, para aqueles que tomam café da manhã mais tarde ou almoçam mais cedo, sentar na mesa para estar junto das famílias.

Luciano Faccioli no “SP no Ar”, que apresentou na Record – Foto: Reprodução

Miguel Arcanjo Prado — Você se arrepende de ter saído da Record? Por quê?
Luciano Faccioli — Não me arrependo de sair da Record e das outras casas que trabalhei. Pela mesma porta que eu entrei pela Record eu saí, que é a porta da frente. Eu entrei na Record, fui tendo espaços e agradeço muito por todas as oportunidades. Quando eu fui comunicar que estava indo para a Bandeirantes, que foi uma escolha pessoal e profissional minha, eu fui agradecer por todas as oportunidades que eles me deram. Os sete anos que eu fiquei lá foram vitoriosos. Nós temos sempre que seguir o que o nosso instinto diz e foi o que eu fiz nessa oportunidade.

Miguel Arcanjo Prado — Qual a verdade sobre sua saída da Rede TV! em 2016? O fato de ter reclamado ao vivo lhe prejudicou?
Luciano Faccioli — A verdade é o que todos noticiaram. Não sou um homem de mentiras. Eu me senti desrespeitado profissionalmente e fiz reclamações ao vivo no programa que eu apresentava que era o ‘Olha a Hora, Olha a Hora’. Eu me senti desrespeitado porque 10 minutos antes fui comunicado que o programa começaria às 18h e não mais às 17h, porque eles tinham vendido a primeira hora. Eu entendo que valores altos são negociados em emissoras e que não são resolvidos em um dia ou uma reunião, mas eu acredito que eu merecia uma consideração maior por parte da empresa, pelo profissional que eu sou, pela experiência que eu tenho. Eu merecia uma satisfação antecipada, ou algo que me deixasse alerta ou preparado. Eu me sentia muito feliz no programa e fiquei muito magoado, acabei me descontrolando emocionalmente, fiz críticas à emissora e aos donos, e eles decidiram por bem me dispensar, um direito deles e meu de ter reclamado.

Luciano Faccioli nos tempos em que trabalhou na afiliada do SBT em Pernambuco, a TV Jornal – Foto: Divulgação

Miguel Arcanjo Prado — Você chegou a trabalhar em Pernambuco. Como foi a experiência de sair de São Paulo?
Luciano Faccioli — Trabalhei na TV Jornal em Pernambuco, uma afiliada do SBT. Foi bem bacana, experiência interessante… Fiquei um ano no ar apresentando o programa das 12h às 14h. Os pernambucanos são muito carinhosos, e me senti muito acariciado por eles. Eles definitivamente são muito amáveis, tanto que já voltei algumas vezes para lá.

Leia também:
Gal Costa termina turnê e promete novo disco
Dubladores brancos em Pantera Negra geram polêmica
Pantera Negra cria EUA africano para criticar poderosos

Siga Miguel Arcanjo no Instagram
Curta Miguel Arcanjo no Facebook
Siga Miguel Arcanjo no Twitter

Você pode gostar...