Briga de Silvio Santos com Zé Celso vai parar na peça O Rei da Vela

Silvio Santos e Zé Celso: disputa por terreno foi parar na peça “O Rei da Vela” – Foto: SBT e Jennifer Glass/Divulgação

A nova temporada da peça “O Rei da Vela”, no Teatro Sérgio Cardoso, em São Paulo, traz referência à polêmica que vem abalando o mundo do teatro e da TV nos últimos tempos.

Atualizado, o texto do espetáculo, originalmente escrito por Oswald de Andrade (1890-1954), agora traz referências explícitas à briga entre Silvio Santos e Zé Celso pelo terreno no entorno do Teat(r)o Oficina, no bairro do Bixiga, região central paulistana.

A peça dirigida por Zé Celso ainda faz referências aos políticos João Doria e Geraldo Alckmin, do PSDB, e Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, do PT.

A obra traz um panorama da formação da elite brasileira, na obra ferrenha defensora de interesses estrangeiros, sobretudo norte-americanos, fazendo um diálogo profundo com o passado e o presente do Brasil, como é típico das peças do Oficina.

Capitão Gancho e Peter Pan estrelam musical da Broadway em SP

Marcelo Drummond (de verde) agora é o protagonista de “O Rei da Vela” no lugar de Renato Borghi – Foto: Jennifer Glass/Fotos do Ofício/Divulgação

Terreno da discórdia

O terreno da discórdia pertence a Silvio Santos, que deseja construir torres residenciais no local.

Já Zé Celso e os artistas do Oficina sonham em transformar o terreno de Silvio em um parque público. E até propuseram que Silvio doasse o lote à população de São Paulo, dando ao parque seu nome, o que o apresentador não quis.

A briga pelo terreno já dura mais de três décadas e até inspirou a série infantil “Castelo Rá-Tim-Bum”, de Flávio de Souza e Cao Hamburger, na qual o vilão Doutor Abobrinha (Pascoal da Conceição, que foi ator do Oficina) quer destruir o castelo (referência ao Oficina) para construir prédios.

O ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), e o atual, João Doria (PSDB), tentaram intermediar uma negociação entre Silvio Santos e Zé Celso.

Capitão Gancho e Peter Pan estrelam musical da Broadway em SP

Contudo, eles não chegam a um acordo. Silvio diz que a propriedade é dele e faz com ela o que bem entender.

Já Zé Celso protesta, dizendo que as torres tampariam a vista para a cidade do janelão do Oficina na arquitetura de Lina Bo Bardi e Edson Elito.

Tombado, o Oficina foi eleito o mais belo teatro do mundo pelo jornal britânico The Guardian.

Zé Celso diz que tanto o tombamento quanto a eleição pelo diário inglês se deu também por conta da janela com vista livre sobre o Bixiga, alegando que as torres de Silvio “encaixotariam” o seu teatro.

Com Zé Celso à frente, elenco celebra reestreia de “O Rei da Vela” no Teatro Sérgio Cardoso – Foto: Jennifer Glass/Fotos do Ofício/Divulgação

Novo Rei da Vela

Com Renato Borghi substituído por Marcelo Drummond no papel-título, a peça “O Rei da Vela” pode ser vista no Teatro Sérgio Cardoso (r. Rui Barbosa, 153, Bela Vista), em São Paulo até este domingo (25).

As sessões são quinta e sexta, 19h30, sábado e domingo, 18h, com ingresso de R$ 30 a R$ 60.

O elenco ainda traz Sylvia Prado, Camila Mota, Tulio Starling, Cristina Mutarelli, Ricardo Bittencourt, Vera Barreto Leite, Roderick Himeros, Joana Medeiros, Danielle Rosa, Tony Reis e Fred Steffen, além do próprio Zé Celso.

Capitão Gancho e Peter Pan estrelam musical da Broadway em SP

A peça foi montada originalmente pelo Oficina em 1967, sendo marco teatral do movimento tropicalista.

Em 2017, foi remontada no Sesc Pinheiros para celebrar seu cinquentenário, levando em 2017 o Grande Prêmio da Crítica da APCA e o Prêmio APCA de Melhor Ator para Renato Borghi.

Depois que terminar a nova temporada de “O Rei da Vela”, Zé Celso promete remontar “Roda Viva”, de Chico Buarque, que já autorizou a nova encenação celebrando os 50 anos da peça histórica de 1968.

Com Danielle Rosa à frente, atores agradecem os aplausos na reestreia de “O Rei da Vela” no Teatro Sérgio Cardoso – Foto: Jennifer Glass/Fotos do Ofício/Divulgação

Siga Miguel Arcanjo no Instagram
Curta Miguel Arcanjo no Facebook
Siga Miguel Arcanjo no Twitter

Você pode gostar...