Gianecchini faz sucesso na Europa como guarda indiano

Ricardo Tozzi e Reynaldo Gianecchini em “Os Guardas do Taj”: peça faz sucesso em Portugal e estreia em janeiro em SP – Foto: Rafael Primot/Divulgação

Por Miguel Arcanjo Prado

O ator Reynaldo Gianecchini, que completou 45 anos no último dia 12, vive o sucesso nos palcos internacionais.

Ele está em turnê por Portugal com a peça “Os Guardas do Taj”, na qual, ao lado de Ricardo Tozzi, vive um guarda do famoso monumento indiano Taj Mahal.

A obra produzida por Selma Morente e Célia Forte, da Morente Forte, estreou com plateia lotada na cidade portuguesa de Braga, no último dia 10.

Agora, cumpre temporada por Póvoa do Varzim neste fim de semana, e Familicão no próximo.

A montagem chega a Lisboa no dia 30 de novembro, onde fica em cartaz até 10 de dezembro, com ingressos já disputados.

Leia também:
Vítima de racismo, ator negro é espancado 
Passinho e lagartixa se unem em espetáculo

Reynaldo Gianecchini em cena de “Os Guardas do Taj” – Foto: Rafael Primot/Divulgação

O espetáculo tem dramaturgia do premiado norte-americano Rajiv Joseph com direção de João Fonseca e Rafael Primot, que também traduziu e adaptou o texto.

Os temas centrais do espetáculo sobre dois guardas imperiais proibidos de olhar para o esplendor do Taj Mahal em sua inauguração são a curiosidade humana, o capricho dos poderosos e uma forte amizade entre dois homens.

“Os Guardas do Taj” estreia em São Paulo no Teatro Raul Cortez no dia 13 de janeiro, com primeira temporada de sexta a domingo, até 25 de março. Os ingressos já estão à venda.

Reynaldo Gianecchini com as produtoras Selma Morente e Célia Forte na comemoração de seu aniversário em Portugal – Foto: Reprodução

Patrimônio Mundial

O Taj Mahal ganhou da Unesco em 1983 o título de Patrimônio Mundial. O famoso edifício foi encomendado em 1632 pelo imperador Shah Jahan, do Império Mughal, de religião muçulmana, que durou até 1857 e ocupava grande parte da Índia.

O imponente prédio foi construído para servir de túmulo da esposa favorita do imperador, Mumtaz Mahal, que jaz até hoje no grande mausoléu de mármore branco.

Mais de 7 milhões de turistas visitam anualmente o Taj Mahal, que no Brasil já até virou letra de música de Jorge Ben Jor.

Siga Miguel Arcanjo no Instagram
Curta Miguel Arcanjo no Facebook

Please follow and like us:
Morre pai do Padre Marcelo: “Até a eternidade” Colplay cancela shows no Brasil por doença de Chris Martin Marilyn Monroe, Blonde: Curiosidades do filme Tim Maia: 80 anos do eterno síndico Arlete Salles brilha no Teatro das Artes