Papo com o Diabo: Eduardo Martini celebra 40 anos de carreira

Eduardo Martini em “Papo com o Diabo” – Foto: Erik Almeida/Divulgação

Por Miguel Arcanjo Prado

Ator carismático que costuma lotar e divertir plateias, Eduardo Martini comemora seus 40 anos de palco em um papel controverso.

Ele encarna o próprio demônio no espetáculo solo “Papo com o Diabo”, que estreia na quarta da semana que vem (1º), às 21h, no Teatro Itália.

A obra marca a primeira vez que Martini é dirigido por Elias Andreato, nome consagrado da cena paulistana.

Na comédia de Bruno Cavalcanti, jornalista e crítico teatro que assina sua primeira peça, Martini dá vida ao Diabo em carne e osso.

“Ele entra em turnê pelo mundo após ganhar em um processo o direito de se defender das acusações que carrega ao longo de milênios”, adianta o ator.

Diabo em crise existencial

Calvalcanti conta que a ideia da peça surgiu depois que viu “uma série de espetáculos, livros e filmes retratando Deus com uma espécie de crise existencial”. Daí, pensou em seu rival na mesma situação.

“Eu imagino que o que o Diabo passa não é muito melhor, então, quis dar protagonismo a essa personagem tão rica quanto marginalizada”, explica.

Martini aceitou de cara o desafio.

“O Bruno me propôs e eu topei na hora. Eu procurava um projeto para comemorar esses 40 anos de estrada, e esse projeto me serviu como uma luva. E ainda poder contar com a direção do Elias Andreato é um luxo que não é pra qualquer um. Estou radiante”, vibra.

Afilhado artístico de Hebe

“São 40 anos de carreira com um texto inédito, um grande diretor e uma grande personagem, quero que todo o Brasil veja”, convida o ator, que promete viajar com a peça.

Ele já fez sucessos como “I Love Neide”, “O Filho da Mãe” e “Até Que o Casamento nos Separe”, além de ter participado por muitos anos do programa de Hebe Camargo, a quem considera sua grande madrinha artística.

Além disso, Martini ainda dirige a peça “Angel”, em cartaz no mesmo Teatro Itália, às quintas, 21h, também até o fim de novembro. O nome dele é teatro.

“Papo com o Diabo”
Quando: Quartas, 21h. 70 min. De 1º/11/2017 até 29/11/2017.
Onde: Teatro Itália (av. Ipiranga, 344, República, São Paulo, tel. 3255-1979)
Quanto: R$ 30 (meia) e R$ 60 (inteira)
Classificação etária: 12 anos

Veja fotos da carreira de Eduardo Martini:

Eduardo Martini e Viviane Araújo em “Até Que o Casamento nos Separe” – Foto: Divulgação

Eduardo Martini em “Chá das 5” – Foto: Claudia Martini/Divulgação

Eduardo Martini e Guilherme Chelucci em “O Filho da Mãe” – Foto: Celina Gemer/Divulgação

Suzy Rêgo e Eduardo Martini na comédia “Até Que o Casamento Nos Separe” – Foto: Claudia Martini/Divulgação

O diretor Elias Andreato e o ator Eduardo Martini: juntos na peça Papo com o Diabo, de Bruno Cavalcanti – Foto: Divulgação

Ratinho e Eduardo Martini como Neide Boa Sorte – Foto: Lourival Ribeiro/SBT

Eduardo Martini como Neide Boa Sorte, de “I Love Neide” – Foto: Caio Gallucci

Murillo Carraro e Eduardo Martini brincam no camarim de “Dark Room” – Foto: Roberto Ikeda

Ellen Rocche, Eduardo Martini, Grace Gianoukas e Guilherme Chelucci no Teatro Itália após estreia de “O Filho da Mãe” – Foto: Celina Germer/Divulgação

Eduardo Martini com o vestido de Hebe Camargo – Foto: Divulgação

Eduardo Martini (à dir.) no programa de Hebe como Neide – Foto: Divulgação

Eduardo Martini e Adriane Galisteu, amizade na TV e nos palcos – Foto: Divulgação

Patrícia Vilela, Eduardo Martini e Murillo Carraro recebem os aplausos após estreia de “Dark Room” – Foto: Roberto Ikeda/Divulgação

Eduardo Martini e Hebe Camargo em dois momentos no programa da loira na TV: eles eram amigos – Foto: Reprodução

Eduardo Martini (primeiro à direita) no musical Band-Age, em 1982 – Foto: Duduca Alonso/Divulgação

Siga Miguel Arcanjo Prado no Facebook, no Twitter e no Instagram.

Please follow and like us: