Retrato do Bob: Denise Assunção é a madame que rouba a cena em As Criadas

Denise Assunção, atriz e cantora, estrela da peça “As Criadas” – Foto: Bob Sousa

Por Miguel Arcanjo Prado
Foto Bob Sousa*

Aos 60 anos, a cantora e atriz Denise Assunção é a estrela do espetáculo “As Criadas”, que encerra temporada neste fim de semana no Sesc Santana, em São Paulo. A peça foi apontada como uma das melhores do último Festival Internacional de Teatro de São José do Rio Preto.

Ao lado de Magali Biff e Bete Coelho, as criadas, Denise é a Madame, a patroa opressora do texto clássico de Jean Genet, em interessante proposta do diretor polonês Radoslaw Rychcik conectada às atuais discussões étnico-raciais.

Convidada para a peça pelo produtor Ricardo Muniz Fernandes, Denise, é claro, rouba a cena desde o começo, quando solta o vozeirão em “O Morro Não Tem Vez”, oferecendo na sequência ao público uma atuação musicalizada que faz uma simbiose à banda Natural Born Chillers, que executa ao vivo a música do espetáculo.

“Quando faço uma personagem, mergulho completamente”, avisa, enquanto posa para Bob Sousa no apartamento paulistano que a abriga momentaneamente no Bixiga.

A irmã do músico Itamar Assumpção, com quem formou a lendária banda ícone da década de 1980 Isca de Polícia, teve passagens impactantes pelo Teat(r)o Oficina de José Celso Martinez Corrêa, como nas recentes versões de “Mistérios Gozósos” e “Bacantes”.

Foi lá que no começo dos anos 1990 ensaiou o mesmo texto de Jean Genet, também no papel da patroa, mas acabou perdendo a personagem antes da estreia para Raul Cortez. “A Catherine Hirsch disse na época para o Zé Celso que a sociedade brasileira não estava preparada para que uma atriz negra vivesse a Madame”, recorda.

Que bom que as coisas mudaram.

*Bob Sousa é fotógrafo, pesquisador, mestre em artes cênicas pela Unesp e crítico de artes visuais da APCA (Associação Paulista de Críticos de Artes).

Leia a crítica de “As Criadas”

Siga Miguel Arcanjo Prado no Facebook, no Twitter e no Instagram.

Please follow and like us:
Surra de estilo: Prêmio Bibi Ferreira 2022 Grammy Latino 2022: Veja brasileiros indicados! Travessia estreia em 10 de outubro na Globo Fred Raposo é destaque no Mirada Maitê Proença estreia O Pior de Mim em SP