Famosa atriz trans, Maite Schneider é estrela do musical O Príncipe Desencantado

Maite Schneider está no musical “O Príncipe Desencantado” – Foto: Caio Gallucci

Por Miguel Arcanjo Prado

A atriz Maite Schneider é uma das transexuais mais famosas do Brasil. Tanto que já foi tema até de documentário do canal mundial National Geographic.

Há três meses, ela resolveu trocar Curitiba por São Paulo, para poder fazer mais teatro, sua grande paixão. Está morando na República, no centro paulistano, onde se divide entre ensaios e sua clínica de depilação.

Uma vez instalada na metrópole, de cara ela foi convidada para fazer no mesmo combo o primeiro musical e infantil de sua vida.

Maite é uma das estrelas do musical infanto-juvenil “O Príncipe Desencantado”, em cartaz no Viga Espaço Cênico (r. Capote Valente, 1323, metrô Sumaré) até 30 de julho, com sessões aos sábados e domingos, 15h, com entrada a R$ 50 e R$ 25.

Maite Schneider é estrela da peça “O Príncipe Desencantado” – Foto: Caio Gallucci

O texto e direção de Rodrigo Alfer mostra um reino onde a diversidade é possível, ensinando as crianças e aos adolescentes a respeitarem a diversidade sexual.

“É um espetáculo simples, bonito e emocionante. Fala de todas as possibilidades de amor nesta época de tanto ódio e violência”, fala Maite em conversa com o Blog do Arcanjo do UOL.

Na peça, um príncipe (Davi Novaes) é obrigado pela mãe a escolher uma esposa vinda da Escola de Princesas, mas acaba se rebelando contra essa imposição que não lhe trará felicidade.

Cicero de Andrade e Davi Novaes em cena de “O Príncipe Desencantado” – Foto: Caio Gallucci

Maite diz que a mudança para São Paulo foi “para testar novas coisas” em sua vida e que o espetáculo faz parte disso.

De Curitiba, com quem trabalhou com praticamente todos os diretores da cidade, ficou a saudade e os amigos.

Ela ainda se surpreende com o profissionalismo do teatro paulistano. “Nunca tive tanto diretor, é diretor musical, diretor corporal, diretor de cena. Estou adorando”, conta.

E diz que foi bem recebida pelos colegas paulistanos — no elenco estão Davi Novaes, Cicero de Andrade, Manu Littiéry, Marcella Piccin, Silvano Vieira e Vanessa Rodrigues.

A atriz Maitê Schneider – Foto: Edson Lopes Jr.

“Os outros atores e atrizes foram extremamente generosos. O Rodrigo, o diretor, tem paciência de Jó comigo. Eu canto! Olha que coisa?!”, fala, soltando uma gostosa gargalhada.

Na peça, Maite é “uma mendiga que fica circulando o reino, cujo segredo é revelado durante a peça”. E pede para a reportagem não entregar tudo, mas revela que sua personagem sofre uma grande mudança que surpreende a todos. “Tem a ver com identidade de gênero”, dá a pista.

“Nesta peça, trabalhamos a diversidade bem ampla. Falamos de identidade, de orientação e de possibilidades de ser o que se é”, conclui.

Siga Miguel Arcanjo Prado no Facebook, no Twitter e no Instagram.

Você pode gostar...