Rapidinhas teatrais: Coletivo Negro vai à África para celebrar dez anos

Raphael Garcia e Flávio Rodrigues, do Coletivo Negro: peça “Revolver” estará em Angola em julho – Foto: Letícia Souza

Por Miguel Arcanjo Prado

Onda negra
O Coletivo Negro, que celebra dez anos de trajetória neste ano, está em festa. O grupo vai se apresentar pela primeira vez no continente africano. A peça “Revolver” integra a programação do Festival Internacional do Teatro do Cazenga, em Luanda, Angola. A sessão está marcada para 15 de julho. Além da peça, os atores Raphael Garcia e Flávio Rodrigues ministram oficina para artistas angolanos. Poderosos.

Empoderadas
Falando em Coletivo Negro, outra peça do grupo, “Ida”, sobre a mulher negra contemporânea, faz sessões gratuitas no Teatro Leopoldo Fróes, em Santo Amaro, zona sul de São Paulo, neste fim de semana. No sábado (3) tem peça às 19h e às 21h. Já no domingo (4), apenas às 19h. Vai, gente.

Vanessa Goulartt posa na estreia de “Enquanto as Crianças Dormem” na última quarta (31): ela agora também é modelo plus size – Foto: Edson Lopes Jr.

Nova no ramo
Vanessa Goulartt, atriz e neta de Paulo Goulart e Nicette Bruno, agora também é modelo plus size. Arrasou.

Alegria, alegria
O talentoso dramaturgo mineiro Ricardo Inhan celebra mais uma estreia de texto seu no teatro paulistano. Dessa vez é “Boi Roncero” que chega aos palcos no próximo dia 9.

A atriz Luci Salutes está no elenco de “Certa Vez numa Ilha” – Foto: Ti Moune

Estava numa ilha perdida e deserta
O Grupo Artemis de Teatro estreia sua nova peça, “Certa Vez numa Ilha” neste sábado (3) na Funarte de São Paulo. Ficam por lá aos sábados e domingos sempre às 16h até 16 de julho. Merda!

Turma grande
No elenco de “Certa Vez numa Ilha” estão: Márcia Oliveira, Léo Machado, Luci Salutes, Renato Albano, Wesley Souza, Thais Morais, Tarcísio Serasso, Stefani Dourado, Wagner Lima, Nina Rodrigues, Valmir D’Fiama, Dandara Ohana, Dagliane Natielle, Matheus Vieira, Matheus Autran, Wellington Santos e Thais Pereira. Ufa.

Carol Hubner no camarim do Teatro Aliança Francesa, onde protagoniza o antimusical “Enquanto as Crianças Dormem”, de Dan Rosseto – Foto: Silvana Garzaro

Ausência sentida
Carol Hubner estreou na última quarta (31) a peça “Enquanto as Crianças Dormem” com um aperto no peito. É que seu marido, Fernando Meligeni, não estava na plateia. Mas foi por um motivo justo: o ex-tenista e comentarista esportivo está na França, acompanhando o famoso Torneio de Roland Garros.

Já chego, meu bem
Meligeni prometeu para Carol que, assim que pisar os pés no Brasil, vai prestigiá-la no Teatro Aliança Francesa, em São Paulo. Faz muito bem.

Nada de só de cueca: Thammy Miranda agora fica sem camisa, mas de bermuda, na peça “T.R.A.N.S”, que estreou no Rio no Teatro Glauce Rocha – Foto: Marcello Sá Barretto/AgNews

Censura?
Thammy Miranda estreou a peça “T.R.A.N.S” no Teatro Glauce Rocha, no Rio, nesta sexta (2), com um detalhe importante: a cena na qual ele ficava só de cueca foi cortada. Agora, o filho de Gretchen apenas tira a camisa e fica de bermuda.

Repercussão
Em Minas Gerais foi diferente. Na apresentação na 5ª Mostra de Teatro de Tiradentes, na última segunda (29), Thammy ficou só de cueca em cenas calientes com a namorada, Andressa Ferreira, com quem contracena. Ele ainda declarou depois que não teria problema algum em ficar nu se preciso fosse. Pelo jeito, mudou de ideia.

Myra Ruiz prestigiou sessão de “A Era do Rock” no Teatro Porto Seguro – Foto: Edson Lopes Jr.

Entre amigos
A estrela dos musicais Myra Ruiz foi conferir a estreia de “A Era do Rock” no Teatro Porto Seguro, nesta quinta (1º). A montagem é inspirada no rock dos anos 1980. Época boa.

Autógrafo
O dramaturgo Leonardo Cortez lança sua elogiada peça “Sala dos Professores” em livro pela Editora Giostri neste sábado (3) a partir das 17h no Espaço dos Parlapatões, na praça Roosevelt, em São Paulo. Estão todos convidados.

Peça “Nosso Luto” estreia em São Paulo no dia 9 de junho no Teatro Ribalta – Foto: Jardel R. Fotografia

Soturno
O vazio que a morte de alguém querido provoca é o tema da peça “Nosso Luto”, que estreia no próximo dia 9 de junho, no Teatro Ribalta, em São Paulo, onde fica em cartaz até o fim do mês. Sempre sextas, às 21h. O texto é de Kiury. Já a direção, de Rodrigo Ferraz. No elenco, estão Ju Carrega, Sergio Seixas, Danilo Rodriguez e Carola Valente.

Lição de vida
Para o autor, “Nosso Luto” mostra a necessidade de se encarar a morte de frente. “Acredito que a morte não é o fim de tudo. Ela dá início a um novo começo. O espetáculo esbarra na espiritualidade, mas é para qualquer pessoa, independente de crença ou não crença¨, avisa Kiury.

Esio Magalhães e Eduardo Okamoto em “O Dragão de Fogo”: figurinos de Fause Haten – Foto: Fernando Stankuns

Pequeninos
O estilista Fause Haten, que também é ator e está em cartaz com o musical “Lili Marlene”, em São Paulo, no Teatro Eva Herz, acaba de criar os figurinos da peça infantil “O Dragão de Fogo”. Estreia neste sábado (3), às 11h, no Teatro Anchieta do Sesc Consolação, na capital paulista. Leve a criançada.

Herói
A obra conta a história de Shun Li, um menino desenhista que enfrenta um dragão desperto de seu sono de séculos e que ameaça destruir sua aldeia. Corajoso.

Robson Catalunha, Maria Alice Vergueiro e Carolina Splendore em “Why the Horse?” – Foto: Annelize Tozetto

Velório antecipado
Maria Alice Vergueiro faz apresentações gratuitas de sua peça, “Why the Horse?” neste sábado (3) e domingo (4) na Biblioteca Mário de Andrade, no centro de São Paulo, sempre às 20h. No elenco estão Luciano Chirolli, Carolina Splendore, Robson Catalunha e Otávio Ortega. A obra é o velório em vida da própria atriz de 82 anos que acaba de ganhar o Grande Prêmio da Crítica da APCA, a Associação Paulista de Críticos de Artes. Um mito.

0800
O espetáculo de dança “A Máquina da Amnésia” faz uma temporada gratuita por quatro locais diferentes da capital paulista em junho. A circulação começa pelo Centro Cultural São Paulo (de 2 a 4 de junho), passa pelos Centro Cultural da Penha (8, 9 e 11 de junho) e Centro de Referência da Dança da Cidade de São Paulo (14, 16 e 17 de junho) e termina na Galeria Olido (30 de junho e 1 e 2 de julho). Nem dói no bolso, gente.

Siga Miguel Arcanjo Prado no Facebook, no Twitter e no Instagram.

Você pode gostar...