Mulher de escritora famosa é tema de peça grátis em São Paulo

Nicole Cordery dá vida à Alice B. Toklas, mulher de Gertrude Stein - Foto: João Caldas

Nicole Cordery dá vida à Alice B. Toklas, mulher de Gertrude Stein – Foto: João Caldas

Por Miguel Arcanjo Prado

Apesar de ter estado boa parte da vida nos bastidores, a norte-americana Alice B. Toklas (1877-1967) fez parte da vanguarda parisiense no início do século 20. Afinal, ela era companheira da famosa escritora norte-americana Gertrude Stein (1874-1946), um dos ícones da literatura norte-americana e que era uma das principais figuras intelectuais da Paris nos tempos áureos.

Alice também foi escritora, autora de um famoso livro de receitas, “The Alice B. Toklas Cookbook”. E foi imortalizada como personagem na autobiografia escrita por Gertrude.

Feito a partir das duas obras das duas companheiras, a atriz Nicole Cordery volta em cartaz em São Paulo com o monólogo “Alice, Retrato de Mulher que Cozinha ao Fundo”, no próximo dia 12 de janeiro, na Oficina Cultural Oswald de Andrade. A temporada é gratuita e é bom chegar cedo, pois são apenas 40 lugares. A direção do espetáculo é de Malú Bázan, e o texto, de Marina Corazza.

Na peça, a atriz lança um olhar em perspectiva para a relação entre as duas mulheres na Paris dos anos 1920. Gertrude Stein era a figura de visibilidade do casal, enquanto Alice, uma anfitriã impecável.

“É um privilégio muito grande voltar a contar essa história. Alice viveu em Paris num ambiente fértil onde a literatura, as artes plásticas, a moda, a dança e a música estavam muito interligadas”, conta Nicole Cordery ao Blog do Arcanjo do UOL.

“Em festas e jantares servidos no endereço mais badalado da Paris dos anos 1920, Alice e Gertrude recebiam artistas como Picasso, Hemingway, Picabia, Matisse, Ezra Pound, Francis Rose, Raymond Duncan, Marie-Laurencin”, lembra.

“Alice, Retrato de Mulher que Cozinha ao Fundo”
Quando: De 12 a 28 de janeiro de 2017. Quinta e sexta, 20h, sábado, 18h. 60 min.
Onde: Oficina Cultural Oswald de Andrade – Rua Três Rios, 363, Bom Retiro, São Paulo, tel. 11 3222-2662
Quanto: Grátis
Classificação etária: 14 anos
Observação: Nos dias 14, 21 e 28/01, sábados, haverá depois da peça bate-papo com atriz, diretora e dramaturga da peça, Nicole Cordery, Malú Bazán e Marina Corazza, respectivamente, e a jornalista convidada Gabriela Longman, mestre em Arte e Linguagem pela École des Hautes Études en Sciences Sociales (EHESS-Paris) e doutoranda em teoria literária pela USP.

Siga Miguel Arcanjo Prado no Facebook, no Twitter e no Instagram.

Please follow and like us:
Surra de estilo: Prêmio Bibi Ferreira 2022 Grammy Latino 2022: Veja brasileiros indicados! Travessia estreia em 10 de outubro na Globo Fred Raposo é destaque no Mirada Maitê Proença estreia O Pior de Mim em SP