HIV e identidade de gênero são foco da peça “Pobre Super-Homem” em SP

Ricardo Almeida e Danilo Miniquelli em cena da peça - Foto: Divulgação

Ricardo Almeida e Danilo Miniquelli em cena da peça “Pobre Super-Homem” – Foto: Divulgação

Por Miguel Arcanjo Prado

Cinco personagens tentam lidar com a solidão, enquanto temas importantes como o HIV-Aids e a identidade de gênero perpassam as histórias.

“Pobre Super-Homem – Avesso do Herói” trata de tudo isso e mais um pouco. A obra fica em cartaz até 18 de dezembro no Centro Compartilhado de Criação, o CCC, na Barra Funda, em São Paulo.

O texto escrito pelo canadense Brad Fraser na década de 1990 tem direção de Jean Mendonça. Para este último, “cinismo e ironia caracterizam os diálogos rápidos e reveladores sobre diversidade, liberação sexual, aids e as diferentes formas de amar”.

Mendonça ainda conta que a obra de Caio Fernando Abreu e as fotografias do livro “Flexões”, de André Martins e João Zambom, serviram de inspiração.

A programação ainda conta com um debate sobre o vírus HIV e a aids no dia 17, às 18h30, com participação do psicólogo Salvador Correa, autor do livro “O Segundo Armário: Diário de um Jovem Soropositivo”, e Rafael Bolacha, produtor e apresentador do canal online “Chá dos 5”, além de ter idealizado o projeto “Uma Vida Positiva”.

Estão no elenco Danilo Miniquelli, Fernando Benicchio, Filipe Miller, João Chianello, Keila Ribeiro, Luiza Lio, Renata Peron, Ricardo Almeida, Rodrigo Schorts e Victor Hugo Barbosa.

“Pobre Super-Homem – Avesso do Herói”
Quando: Quintas e Sextas às 21h, sábados às 20h30, domingos às 19h (não haverá apresentações dias 15 e 16/12). 150 min.
Onde: CCC – Centro Compartilhado de Criação – Rua James Holland, 57 – Barra Funda – São Paulo.
Quanto: R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia)
Classificação etária: 18 anos

Siga Miguel Arcanjo Prado no Facebook, no Twitter e no Instagram.

Você pode gostar...