Luiza Helena Trajano lança biografia escrita por Pedro Bial

Luiza Helena Trajano tem biografia escrita por Pedro Bial – Foto: Laílson Santos/Divulgação – Blog do Arcanjo

Por MIGUEL ARCANJO PRADO
@miguel.arcanjo

Uma das mais importantes mulheres de negócios do país, a empresária Luiza Helena Trajano lança sua biografia escrita por Pedro Bial nesta segunda-feira, 20 de junho, às 18h30, na Livraria Cultura – Conjunto Nacional, localizada na Avenida Paulista, nº 2.073, Bela Vista, São Paulo.

O título do livro é Luiza Helena – Mulher do Brasil, tomo que sai pela editora Gente. A obra conta toda a trajetória de vida de uma das mais importantes e respeitadas empresárias brasileiras e do mundo.

Luiza Helena Trajano desenvolveu ideias originais e surpreendentes, mas elas não teriam repercutido e funcionado se fosse outra a pessoa a comunicá-las. Quando Luiza Helena fala, todo mundo escuta. Que a história dessa corajosa mulher inspire brasileiras e brasileiros de todos os cantos a arregaçarem as mangas e trabalharem por suas famílias, por seu bairro, por sua cidade e por seu país.

Pedro Bial
autor da biografia

Sempre tive muita dificuldade de falar de mim, mas o meu amigo Pedro Bial e sua equipe fizeram uma grande imersão, conversaram com muitas pessoas que sempre estiveram ao meu lado e conseguiram captar a essência de todo o caminho que percorri.

Luiza Helena Trajano
empresária

Trajetória de vida

Luiza Helena Trajano é presidente do Conselho de Administração do Magazine Luiza e do Grupo Mulheres do Brasil. Também é fundadora e conselheira do IDV (Instituto para Desenvolvimento do Varejo) e de outras 14 entidades, tais como UNICEFeo Grupo Consultivo do Fundo de População da ONUno Brasil.

Ela lidera, desde 2013, o Grupo Mulheres do Brasil, que hoje possui 105 mil participantes no Brasil e no exterior, em todos os continentes. O grupo se reúne todos os meses para discutir e propor ações relacionadas à educação, empreendedorismo, projetos sociais, inovação, diversidade e igualdade de gênero na força de trabalho.

Em maio de 2022, Luiza Helena foi homenageada em Nova Iorque com o Prêmio Personalidade do Ano 2022, concedido pela Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos, o principal evento da comunidade brasileiro-americana nos Estados Unidos.

Siga @miguel.arcanjo

Inscreva-se no canal Blog do Arcanjo

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é miguel-arcanjo-prado-foto-edson-lopes-jr.jpg

Um dos mais influentes e respeitados jornalistas e críticos culturais do Brasil, Miguel Arcanjo Prado dirige o Blog do Arcanjo e o Prêmio Arcanjo. É mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Mídia e Cultura pela ECA-USP, bacharel em Comunicação Social pela UFMG e crítico da APCA – Associação Paulista de Críticos de Artes, da qual foi vice-presidente. Coordena a Extensão Cultural da SP Escola de Teatro e faz o Podcast do Arcanjo. Foi eleito entre os melhores jornalistas de Cultura do Brasil pelo Prêmio Comunique-se e Prêmio Governador do Estado de São Paulo. Passou por Globo, Record, R7, Record News, Folha, Abril, Huffpost Brasil, Notícias da TV, Contigo, Superinteressante, Band, Gazeta, UOL, Uma, Rede TV!, Rede Brasil, TV UFMG e O Pasquim 21. É jurado das premiações Prêmio Arcanjo, Sesc Melhores Filmes, Prêmio Bibi Ferreira, Prêmio Destaque Digital, Melhores do Ano Guia da Folha, Prêmios ANCEC e Prêmio Canal Brasil de Curtas. É vencedor do Troféu Nelson Rodrigues, Prêmio Destaque em Comunicação Nacional ANCEC, Troféu Inspiração do Amanhã e Prêmio África Brasil.
Foto: Edson Lopes Jr.
© Blog do Arcanjo – Entretenimento e Cultura por Miguel Arcanjo Prado | Todos os direitos reservados.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é podcast-do-arcanjo.jpg
Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Brasil e Argentina se beijam na Copa do Mundo do Qatar 2022 Após críticas, Nômade Festival coloca negros com Erykah Badu Festival de Curitiba anuncia novidades em 2023 II Expo Internacional Consciência Negra SP The Crown mostra que Charles traiu Diana