Erica Malunguinho ganha prêmio na ONU

Por Miguel Arcanjo Prado

Erica Malunguinho, artista, pensadora e ativista fundadora do centro cultural negro paulistano Aparelha Luzia, foi reconhecida, na categoria Política e Governança, na lista de 2020 da Most Influential People of African Descent (@mipad100), da ONU. A ação homenageia as 100 pessoas negras mais influentes no mundo.

“Além de mim, outras 9 pessoas do Brasil também foram reconhecidas, em outras categorias: Na categoria Midia & Cultura, estão a cantora @iza , o cantor @leosantana e o jornalista @renansouza, a Humanitarismo & Ativismo, a bailarina e ativista @ingridsilva , as fundadoras da ong Compaixão Internacional, @brenda.agi e @bettyagi ; e na Negócios & Empreendedorismo, o empresário @alan.soaresperfil , @sahalmeid , do Twitter Brasil ; além do senador @paulopaimsenador“, postou a artista trans pernambucana, que é deputada estadual em São Paulo pelo PSOL.

“Este prêmio é mais uma prova de que a luta negra atravessa as fronteiras impostas pelo colonialismo, rompendo as violências estruturais de raça, de gênero e classe. Quando as pessoas que foram marginalizadas não estiverem nesta condição, significa que a estrutura se move para uma sociabilidade saudável, justa para todes. Seguimos! Axé!”, declarou Malunguinho.

Imagem: Erica Malunguinho em arte de Leandro Ramos Reis @lekings.arts

Leia reportagem de Miguel Arcanjo sobre a Aparelha Luzia em 2016

Ouça o Podcast do Arcanjo

Siga @miguel.arcanjo

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *