Aguinaldo Silva, 77 anos: conheça 77 curiosidades do autor

Exclusivo: 'A decisão foi da Globo. Eu não queria', diz Aguinaldo ...

Aguinaldo Silva é um dos mais competentes autores da história da televisão brasileira e mundial. Tanto que tem na estante dois Emmy, o Oscar da TV.

O escritor, roteirista, novelista e jornalista pernambucano completa 77 anos neste domingo (7), em plena pandemia do novo coronavírus. Mas, não se fez de rogado.

Em suas redes declarou com seu típico humor: “O que você faz quando acorda às 5:30 e dá-se conta de que neste dia faz 77 anos? A resposta: se for pernambucano como eu, bota o disco do ‘Vassourinha’ na vitrola e dança o frevo”.

Nascido em Carpina, em Pernambuco, em 7 de junho de 1943, ele é autor de clássicos da TV como Tieta e Senhora do Destino. Como jornalista, fez reportagens importantes para veículos como O Globo, Última Hora Pernambuco e Opinião, além de ter fundado nos anos 1970 o jornal Lampião da Esquina, pioneiro na cobertura da então cena “gay”.

Atualmente, seu texto está no ar na Globo com a reprise de sua novela Fina Estampa.

Para celebrar Aguinaldo, o Blog do Arcanjo atualiza a homenagem feita quando ele completou 75 anos, só que agora agora enumera 77 curiosidades sobre o artista, combinando com sua nova idade.

Veja só:

BENDITA ESQUISITICE – Aguinaldo Silva
Aguinaldo Silva na juventude – Foto: Arquivo Pessoal

1 – Sua carreira profissional começou em Recife, onde trabalhou em um cartório ainda adolescente.

2 – Em 1962 foi contratado como repórter da redação de Recife do Última Hora, jornal de Samuel Wainer.

3 – Mudou-se para o Rio após o golpe de 1964, quando o Última Hora foi fechado.

4 – No Rio, passou a ser repórter policial do jornal O Globo.

5 – Nos anos 1970, integrou o time que criou a primeira publicação gay do Brasil, o lendário jornal O Lampião da Esquina. Na época, usava cabelo black power.

MAIS PENAS DE PAVÃO! – Aguinaldo Silva
Aguinaldo Silva, de black power, em festa do jornal O Lampião da Esquina – Foto: Arquivo Pessoal

6 – Foi editor de polícia do jornal O Globo por uma década.

7 – Estreou na TV em 1979, convidado para ser um dos roteiristas da série “Plantão de Polícia”, na Globo, por sua farta experiência no jornalismo policial.

8 – Também em 1979, colaborou no roteiro da série progressista “Malu Mulher”, protagonizada por Regina Duarte.

9 – Ao lado de Doc Comparato, lançou em 1982 o formato minissérie com “Lampião e Maria Bonita”, pela qual levou o Prêmio APCA de revelação em TV.

10 – Sua primeira novela, já no horário nobre das 20h, foi “Partido Alto”, escrita com a também estreante Gloria Perez, ideia de Boni.

BLOG DO TROVARIO: 12/15/13
Aguinaldo Silva na revista Extra Realidade Brasileira de 1977 – Foto: Arquivo Pessoal

11 – A segunda novela foi “Roque Santeiro”, de 1985, dando continuidade à trama iniciada por Dias Gomes. A novela foi o maior sucesso de audiência da Globo.

12 – Em 1988, ao lado de Gilberto Braga e Leonor Bassères, fez outro retumbante sucesso: “Vale Tudo”.

13 – Em 1989, escreveu outro marco, “Tieta”, com Betty Faria como protagonista e inspirada na obra de Jorge Amado.

14 – É um autor que domina o regionalismo.

15 – Outra característica presente em suas obras é o realismo fantástico latino-americano.

16 – Em 1992, ao lado de Ricardo Linhares e Ana Maria Mortezsohn, fez a novela “Pedra sobre Pedra”, outro sucesso.

17 – Em 1994, o trio repetiu o êxito com “Fera Ferida”.

18 – Em 1997, fez “A Indomada”, outro grande sucesso com a vilã Altiva, vivida por Eva Wilma.

19 – Em 1999, muda a temática e vai para o ambiente urbano em “Suave Veneno”. O público, acostumado com seus folhetins regionalistas e repletos de realismo fantástico, estranhou a novela.

20 – De volta ao ambiente no qual atua com maestria, fez em 2001 “Porto dos Milagres”, ao lado de Ricardo Linhares, também inspirada na obra de Jorge Amado.

21 – Em 2004, faz a novela de maior ibope do século 21: “Senhora do Destino”.

22 – Em “Senhora do Destino” criou uma das vilãs mais emblemáticas das telenovelas brasileiras, Nazaré Tedesco, interpretada por Renata Sorrah.

23 – Em 2007, fez a novela “Duas Caras”.

24 – Em 2010 e 2011, fez as minisséries “Cinquentinha” e “Lara com Z”, inspirada em suas brigas públicas com colunistas de fofoca e de televisão.

25 – Escreveu nestas séries uma personagem inspirada na jornalista e colunista venenosa Fabíola Reipert: a Sandra Heibert, interpretada por Eliane Giardini.

Aguinaldo Silva convida Susana Vieira para O Sétimo Guardião ...
Aguinaldo Silva com Susana Vieira – Foto: Divulgação

26 – Em 2011, lançou a novela “Fina Estampa”, que marcou sua parceria com a atriz Lília Cabral.

27 – Em “Fina Estampa” lançou também o sucesso Crô, mordomo espalhafatoso vivido por Marcelo Serrado e que depois ganhou filme.

28 – Em 2014, fez a novela “Império”, que levou o Emmy.

29 – Na época prometeu que se levasse o Emmy ficaria pelado.

30 – O autor disse ter cumprido sua promessa em seu quarto.

31 – Tem um apartamento no Rio com vista para a praia de Copacabana.

32 – Em São Paulo, seu apartamento fica no bairro de Higienópolis.

33 – Também possui casa em Portugal.

34 – Gosta de colecionar obras de arte.

35 – Gosta de usar echarpes e cachecóis.

36 – Na década de 1980 foi roteirista de três filmes dos Trapalhões.

37 – Na juventude frequentava a boemia em Recife.

38 – Chegou a fazer um pacto com o amigo Fernando Antonio de Sousa, chamado por ele de Maysa, que morreriam aos 35 anos.

39 – Aguinaldo não cumpriu a promessa. O amigo, sim.

Aguinaldo Silva relembra seus tempos de repórter policial em novo ...
Aguinaldo Silva nos tempos de repórter policial – Foto: Arquivo Pessoal

40 – É autor de vários romances. E no começo da carreira foi lançado nacionalmente por Fernando Sabino.

41 – Gosta também de praticar o jornalismo diariamente no site que leva seu nome ou em suas redes sociais.

42 – Todas as suas novelas foram escritas para o principal horário da Globo.

43 – Adora estar em Portugal, sua segunda pátria.

44 – Detesta a violência do Rio, onde já foi assaltado.

45 – Em São Paulo, gosta de jantar com a amiga Marília Gabriela.

46 – É dono em São Paulo a Casa Aguinaldo Silva de Artes.

47 – O espaço tem vários cursos, como de roteiro e de atuação, e fica no bairro de Vila Buarque, além de ter lançado a plataforma Casa Digital nesta quarentena.

48 – Adora ir ao teatro.

49 – Não tem medo de um barraco.

50 – Costuma falar o que pensa sem medo.

Aguinaldo Silva em 1972 durante férias do jornal O Globo em Colônia do Sacramento, no Uruguai – Foto: Arquivo Pessoal

51 – Recebeu o título de Comendador da Ordem do Mérito Cultural.

52 – Também ganhou o Emmy com a novela portuguesa “Laços de Sangue”, escrita por Pedro Lopes e supervisionada por ele.

53 – Sente orgulho dos Emmys que tem na estante. E costuma levá-los em suas palestras.

54 – Gosta de usar referências do cinema clássico e da literatura em suas novelas.

55 – Seu primeiro livro foi “Redenção para Job”, de 1960.

56 – Em 1983 lançou o livro clássico “A História de Lili Carabina”, que ele inventou e depois surgiram várias mulheres dizendo que eram a própria.

57 – A história foi adaptada para os palcos paulistas em 2017 por Julio Kadetti.

58 – Coube a Viviane Araújo viver no palco a lendária bandida carioca criada por Aguinaldo Silva.

59 – Em 2006 lançou o livro “98 Tiros de Audiência”.

Aguinaldo Silva, autor de novelas da TV Globo, investe em Portugal ...
Aguinaldo Silva – Foto: Divulgação/Globo

60 – Em 2017, um ex-aluno do curso de roteiro dele o acusou de se apropriar de sua obra. Aguinaldo Silva negou e reescreveu sua próxima novela. Além de apresentar uma outra sinopse à Globo. Foi sua última novela na emissora, O Sétimo Guardião.

61 – Já afirmou que a parceria com Gloria Perez não deu certo porque cada um queria escrever sua própria novela.

62 – Detesta programa policialesco na TV.

Gato León vai morar com Aguinaldo Silva | Ancelmo - O Globo
Aguinaldo Silva com o gato León em sua casa – Foto: Arquivo Pessoal

63 – Odiou o filme “La La Land” e decretou quando viu: “O cinema morreu”. Já da série Hollywood, na Netflix, ele gostou.

64 – Já matou o personagem feito por um ator que fofocava nos bastidores de uma de suas novelas.

65 – Já deu uma cutucada no colega Benedito Ruy Barbosa, quando este falou mal de homossexuais.

66 – Apoiou o namoro de Fátima Bernardes com um homem mais jovem: “Queriam que ela entrasse para o convento?”, questionou.

67 – Entre suas bebidas prediletas estão vinho, água com gás e suco de laranja.

68 – Chegou a pintar os cabelos, depois, desistiu e assumiu os fios brancos.

69 – Se inspirou em José Dirceu, político do PT, para criar o protagonista da novela “Duas Caras”.

70 – Adora frequentar bons restaurantes.

Marília Gabriela agradece a amizade de Aguinaldo Silva | OFuxico
Aguinaldo Silva janta com Marília Gabriela em SP – Foto: Reprodução/Instagram

71 – Gosta de luxo, elegância e sofisticação.

72 – É viciado em séries e pretende escrever uma em breve para o streaming.

73 – Sua série preferida é “Os Sopranos”, seguida de “Breaking Bad”.

74 – Sua última novela na Globo, “O Sétimo Guardião”, foi marcada por uma disputa entre ele e o diretor Papinha, que segundo Aguinaldo descaracterizou sua trama. O público não gostou.

75 – Sobre os 75 anos, declarou: “Fui corajoso pra caralho na hora de encarar a vida… E a encaro de frente até agora. Tanto que hoje completo 75 anos e aqui estamos nós dois, eu e a Vida, cara a cara e frente a frente, se olhando dentro dos olhos”.

76 – No começo de 2020, causando grande surpresa, a Globo anunciou que não renovaria o contrato do autor.

77 – Sobre seus 77 anos, em plena pandemia do novo coronavírus, declarou: “O que você faz quando acorda às 5:30 e dá-se conta de que neste dia faz 77 anos? A resposta: se for pernambucano como eu, bota o disco do ‘Vassourinha’ na vitrola e dança o frevo”.

Siga @miguel.arcanjo

Ver essa foto no Instagram

E lá vou eu…

Uma publicação compartilhada por Aguinaldo Silva (@aguinaldofsilva) em

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *